conecte-se conosco


Agronegócio

ALGODÃO/CEPEA: Com vendedor firme e comprador cauteloso, preços sobem

Publicado

Cepea, 10/04/2019 – Neste início de abril, poucos negócios envolvendo algodão em pluma têm sido captados para embarque imediato, de acordo com levantamento do Cepea. Vendedores estão firmes nos preços pedidos, enquanto compradores seguem cautelosos em aumentar os valores de suas ofertas. Dos lotes disponibilizados no spot, a maioria apresenta ao menos uma característica (como cor, micronaire, resistência ou fibra), o que reforça ainda mais a “queda de braço” entre os agentes consultados pelo Cepea quanto ao preço e à qualidade da pluma. Assim, entre 2 e 9 de abril, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, registrou aumento de 0,07%, fechando a R$ 2,9444/libra-peso na terça-feira, 9. Fonte: Cepea – www.cepea.esalq.usp.br

Comentários Facebook
Veja Também:  LEITE/CEPEA: Com oferta limitada, preços sobem
publicidade

Agronegócio

Balança comercial registra superávit de US$ 1,646 bi na primeira semana de dezembro

Publicado

Balança comercial registra superávit de US$ 1,646 bi na primeira semana de dezembroNa primeira semana do mês, o país registrou exportações no valor de 5,073 bilhões de dólares, enquanto as importações somaram 3,427 bilhões de dólares.

Em nota, o ministério da Economia informou que, na semana passada, houve aumento na venda de produtos básicos e semimanufaturados, o que ajudou a impulsionar a média diária das exportações totais do período (1,015 bilhão de dólares) em comparação à da primeira semana de dezembro de 2018 (967,3 milhões de dólares).

A balança acumula, até a primeira semana de dezembro, saldo comercial positivo de 42,7 bilhões de dólares, uma queda de 20% em relação ao superávit registrado no mesmo período do ano passado.

A última projeção do Ministério da Economia para o saldo comercial do ano, divulgada em outubro, apontava para um superávit de 41,8 bilhões de dólares, ante projeção anterior de 56,7 bilhões de dólares.

Veja Também:  SBC quer tornar-se referência de Bem-Estar Animal no Brasil e criar um selo próprio para certificar empresas que produzem proteína animal no país

A estimativa, no entanto, deve sofrer nova revisão depois que a Secretaria de Comércio Exterior corrigiu para cima os dados contabilizados das exportações brasileiras no período setembro a novembro, atribuindo a uma falha humana uma subnotificação de 6,488 bilhões de dólares que ajudou a piorar o resultado da balança comercial brasileira divulgado originalmente.

Fonte: Reuters

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócio

Milho em alta no mercado brasileiro

Publicado

Milho em alta no mercado brasileiroSegundo levantamento da Scot Consultoria, na região de Campinas-SP, a saca de milho de 60 quilos está cotada em R$49,00, sem o frete. Houve alta de 7,3% na comparação mensal e de 28,9% em relação a dezembro do ano passado.

Do lado das exportações, em novembro, o país embarcou diariamente, em média, 214,4 mil toneladas de milho (Secex). Apesar da queda de 18,8% no volume diário em relação a outubro deste ano, houve incremento de 17,6% na comparação com a média de novembro de 2018.

Para o final deste ano e primeiras semanas de janeiro de 2020, a expectativa é de mercado firme e aumentos nos preços não estão descartados. No entanto, as altas deverão ser mais contidas em função da menor movimentação, típica do período.

Veja Também:  Custos de produção de suínos e de frangos de corte caem 2% em abril
Fonte: Scot Consultoria

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana