conecte-se conosco


Últimas Noticias

Caso de raiva bovina é identificado em MT e 200 propriedades terão que vacinar rebanho

Publicado

200 propriedades terão que vacinar o rebanho contra a raiva — Foto: Reprodução/TVCA

200 propriedades terão que vacinar o rebanho contra a raiva — Foto: Reprodução/TVCA

Um caso de raiva bovina foi diagnosticado em um assentamento na região de Sorriso, a 420 km de Cuiabá. De acordo com o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), todas as propriedades, num raio de 12 quilômetros, terão que vacinar os animais.

Ainda segundo o Indea, a doença foi identificada por um veterinário autônomo que foi chamado para atender uma vaca que estava prenhe. Entretanto, o profissional percebeu que o animal apresentava sinais da doença.

Ele então, orientou que a vaca fosse sacrificada e coletou amostras para exames. O resultado foi positivo para raiva. O veterinário comunicou o Indea, que fez a notificação de todas as propriedades ao redor.

“Cerca de 200 fazendas foram notificadas e terão que vacinar todos os animais, bovinos, equinos, ovinos, cachorros, gatos, para que não haja risco de contaminação”, disse a veterinária do Indea, Danielle Macedo.

Segundo Daniela, o fato não acarreta prejuízos ao mercado da carne. Porém, existe risco de transmissão da doença para o homem. Dessa forma, é preciso fazer a vacinação com urgência para eliminar os focos.

Raiva bovina

Transmitido pela picada de morcegos hematófagos, que são portadores, reservatórios e transmissores do vírus, por meio da saliva infectada que, pela mordedura ou lambida em alguma ferida aparente do animal, transmite a raiva. O vírus não tem tratamento. Por isso, a alternativa é a vacinação.

Após a contaminação, o animal tem até três meses de vida, período em que se desenvolvem sintomas como isolamento, agressividade, salivação e dificuldade ao andar. O ser humano também pode ser infectado.

Por Yasmim Oliveira, Centro América FM

Comentários Facebook
publicidade

Últimas Noticias

Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT) abre processo seletivo com vagas em Barra do Bugres

Publicado

UNEMAT – Universidade do Estado do Mato Grosso tornou pública a abertura de um novo processo seletivo. O objetivo do edital nº 15/2019 é promover a contratação de dois Professores Substitutos, além da formação de cadastro de reserva, para atuação no Campus Barra dos Bugres.

Os contratados serão remunerados com vencimentos de R$ 2.703,88 a R$ 6.218,89, de acordo com sua titulação, para cumprimento de carga horária de 20 horas por semana.

Áreas: Linguística e Literatura – Letras II; Linguística e Literatura – Letras I; Linguística e Literatura – Libras; Direito I e Direito II; Matemática/ Probabilidade e estatística – Matemática I; Matemática/ Probabilidade e estatística – Matemática II; Astronomia/ Física – Física II; Educação.

E também para as áreas de: Sociologia; Ciência da Computação I; Ciência da Computação 2; Ciência da Computação 3; Matemática/ Probabilidade e estatística – Matemática III; Matemática/ Probabilidade e estatística – Matemática IV; Matemática/ Probabilidade e estatística – Matemática V; e Astronomia/ Física – Física I.

Veja Também:  Conselho de Arquitetura e Urbanismo de MT abre concurso com salário de até R$ 6 mil

Os interessados podem se inscrever de 19 a 31 de julho de 2019, somente via meio eletrônico, através do site  www.portal.unemat.br. As inscrições são gratuitas.

A seleção dos candidatos será feita por meio de duas etapas: prova de desempenho didático e prova de títulos. A previsão é que a prova didática seja realizada nos dias 7 e 8 de agosto de 2019, em locais a serem informados com antecedência.

O prazo de validade do processo seletivo é de dois anos, a partir da homologação de seu resultado final, sendo admitida sua prorrogação por mais dois anos.

edital completo com mais informações sobre o Processo Seletivo UNEMAT – 2019 está disponível no seguinte link: http://bit.ly/2LnvzE5

Comentários Facebook
Continue lendo

Últimas Noticias

Alunos podem participar do concurso de redação da Defensoria Pública da União

Publicado

O concurso é direcionado aos alunos do ensino fundamental e médio, incluindo a Educação de Jovens e Adultos, os que estão cumprindo medidas socioeducativas de internação e os que estão em situação de privação de liberdade.

Alunos do ensino fundamental e médio das escolas da rede pública podem participar da 5ª edição do Concurso de Redação da Defensoria Pública da União (DPU). Os trabalhos podem ser inscritos até o dia 09 de outubro pelo site da DPU.

Com o tema “Defender Direitos, Evitar Desastres: Como o acesso à justiça contribui para o desenvolvimento sustentável”, o intuito do concurso é despertar nos estudantes o interesse por temas relacionados à educação em direitos e cidadania, por meio de incentivo à reflexão e ao debate desses assuntos nos ambientes educacionais da rede pública de ensino, das unidades prisionais e nas escolas do sistema socioeducativo.

O concurso é direcionado aos alunos do ensino fundamental e médio, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA), assim como os adolescentes que estão cumprindo medidas socioeducativas de internação e os adultos em situação de privação de liberdade.

Os trabalhos serão divididos em oito categorias. Redação I, para alunos do 6º ao 9º ano e da modalidade Jovens e Adultos (EJA) do ensino fundamental; Redação II, para alunos do 1º ao 3º ano do ensino médio, na modalidade regular e ensino técnico, e da modalidade EJA seriado, do 1º ao 3º ano do ensino médio.

Categoria Redação III, alunos do 6° ao 9° ano do ensino fundamental e alunos do 1° ao 3° ano do ensino médio, em cumprimento de medida socioeducativa de internação; Redação IV, alunos do 6° ao 9° ano do ensino fundamental e do 1° ao 3° ano da EJA, em situação de privação de liberdade no sistema prisional; Redação V: pessoas em situação de privação de liberdade, em cumprimento de pena, perante o sistema penitenciário federal; Redação VI: servidores do sistema socioeducativo e do sistema penitenciário de todo o Brasil, inclusive do sistema penitenciário federal.

Veja Também:  Alunos podem participar do concurso de redação da Defensoria Pública da União

Categoria Escola, para estabelecimentos de ensino da rede pública que desenvolverem atividades de sensibilização e mobilização escolar, juntamente com a comunidade escolar local, em torno do tema do concurso; Categoria Estabelecimento de Privação de Liberdade, presídio ou cadeia estadual, unidade de internação do sistema socioeducativo, exceto presídios federais, que obtiverem o maior percentual de participação dos internos no Concurso de Redação.

O acesso ao edital completo e inscrições podem ser feitos pelo endereço : https://concursoderedacao.dpu.def.br/ .

Premiação

Nas categorias Redação I, II e III, os vencedores em primeiro lugar receberão um tablet, os do segundo lugar receberão uma câmera digital. Os alunos que ficarem em terceiro lugar na categoria redação I e II receberão um alto-falante e na da redação III uma câmera digital.

Na categoria Redação IV e V, cada vencedor do primeiro, segundo e terceiro lugar receberá um alto-falante. Na categoria Redação VI, os vencedores em primeiro, segundo e terceiro lugar receberão como prêmio uma câmera digital.

Na categoria Escola, os três estabelecimentos de ensino da rede pública, escolhidos pela comissão julgadora do concurso, que desenvolverem as melhores atividades de sensibilização e mobilização escolar receberão a premiação de R$ 10.000,00 cada um.

Veja Também:  Semana mais fria do ano; termômetros marcam 13º no sábado

Na categoria Estabelecimento Penal, os três estabelecimentos vencedores serão aqueles que obtiverem o maior percentual de participação dos internos no concurso de em todo o país e receberão como premiação um tablete.

Os autores das redações pertencentes à categoria II, classificadas pela comissão julgadora como as três melhores redações de todo o país, receberão como prêmio adicional um videogame Playstation 4 com seus respectivos controles.

Os professores das escolas que orientaram as redações dos alunos vencedores de todas as categorias receberão uma medalha da DPU. Nas categorias Redação I, II, III, IV, V e VI, os autores das redações classificadas em primeiro, segundo e terceiro lugares receberão uma medalha de honra ao mérito da DPU.

A realização do concurso conta com a parceria da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco); do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed); da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime); dos Ministérios da Educação, de Justiça e Segurança Pública e do Meio Ambiente; da Secretaria da Receita Federal do Brasil; da Secretaria de Educação do Distrito Federal.

O resultado do concurso será divulgado até o dia 08 de novembro de 2019.

Por gazetafmtangara

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana