conecte-se conosco


Barra do Bugres e Região

Cerca de 47 toneladas de lixo são retiradas de córrego em Tangará da Serra

Publicado

Geral

Garrafas pet, móveis velhos, quadro de bicicleta, churrasqueiras, plásticos, materiais de construção, entre outros. Esses são apenas alguns dos milhares de materiais que foram recolhidos do Córrego Araputanga na manhã da última sexta-feira, 07 de junho, totalizando aproximadamente 47 toneladas de lixo retirados do local. De acordo com o secretário de Meio Ambiente, Magno César, a ação fez parte das atividades comemorativas da Semana do Meio Ambiente.

“A gente fez uma programação e desenvolvemos aqui em Tangará da Serra. Tivemos diversos parceiros no decorrer da semana e, especificamente dessa ação no córrego Araputanga, retiramos uma grande quantidade de lixo daquela localidade, o que demonstra a falta de conscientização principalmente de moradores daquela região, pois percebemos que o lixo não vem de longe”, afirmou o secretário, ao destacar que mesmo com o Município oferecendo pontos adequados para o descarte de lixo, a população insiste em prejudicar o Meio Ambiente e, consequentemente, se prejudicar.

“Temos Ecoponto em nossa cidade, sendo que recentemente inauguramos um no Jardim Tarumã. Isso significa que a população tem opção de agir corretamente, mas infelizmente uma parcela de moradores insiste em prejudicar o Meio Ambiente”, afirmou o secretário.

Veja Também:  Primeiro núcleo do SINDJOR-MT é empossado em Tangará da Serra

Após realizar uma intensa limpeza no Córrego Araputanga, ainda de acordo com o secretário, a próxima providência que o Município tomará, será fazer o cercamento de toda área na tentativa de coibir o descarte de lixo naquela região. “Vamos também retirar árvores invasoras e posteriormente plantar mudas de espécies nativas na região dos córregos Araputanga e também no Mutum”, finalizou Magno.

Rodrigo Soares / Redação DS

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres e Região

Tangará da Serra tem novo saldo positivo na geração de empregos e comércio lidera

Publicado

No mês passado, o comércio foi o setor que teve o melhor desempenho. Foram 55 vagas a mais, saldo de 413 contratos formalizados e 358 encerrados. A agropecuária teve o segundo melhor resultado com 25 novas vagas, diferença de 118 admissões e 93 demissões.

A construção civil aprece na sequência, com 22 novos postos de trabalho, resultado de 84 trabalhadores contatados e 62 demitidos. A indústria de transformação criou 10 a mais e os serviços industriais de utilidade pública abriram 3 vagas cada a mais.

Já a extrativismo mineral encerrou uma vaga a mais, no mês passado. Com esse resultado, as empresas e indústrias de Tangará da Serra geraram de janeiro até outubro 900 vagas. Foram 10.448 contratados formalizados e 9548 encerrados. Em 12 meses, foram criadas 860 vagas.

Veja Também:  Decreto torna CPF documento único para cidadão acessar informações e benefícios do governo

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Violência contra a mulher é tema de palestra em frigorífico de Tangará da Serra

Publicado

por –  – Bem Notícias

A violência contra mulher e o feminicídio foram tema de uma série de palestras realizadas pela Polícia Militar no município de Tangará da Serra.
A iniciativa integra o projeto ‘ Patrulha Maria da Penha’, que dessa vez teve como público 350 funcionários da empresa frigorífica Marfrig, com sede na cidade. A ação é coordenada pelo 7º Comando Regional da PM em parceria com a iniciativa privada e as palestras são ministradas pelos policiais que atendem na região.  O objetivo da iniciativa é reduzir e combater crimes de violência contra a mulher e o feminicídio por meio de atividades preventivas e educativas.

Durante as palestras os policiais passaram informações sobre as formas de violência doméstica, como buscar ajuda e auxiliar pessoas que enfrentam essa problemática.  Explicaram ainda como funciona o projeto criado para proteger as vítimas de violência doméstica ( Patrulha Maria da Penha). Entre o público estavam mulheres e homens de diferentes idades, que trabalham no frigorífico.

A sargento Valéria Cunha de Mello, do 19 º Batalhão de Policia Militar, faz parte da equipe formada por 11 militares que levam o ciclo de palestras para o setor privado. A militar conta que a experiência nos atendimentos do policiamento ostensivo ajuda na maneira de abordar o tema nas palestras e a idéia é mostrar que a PM está próxima para ajudar a todos.

Veja Também:  Diagnósticos de tuberculose em Tangará da Serra são preocupantes

“A nossa experiência durante nossa atuação nas ruas nos ajuda a levar a informação necessária para essas pessoas. Falamos sobre os casos mais comuns, deste tipo de violência registrado na região, tiramos dúvidas e apresentamos os nossos canais de denúncia e apoio às mulheres vítimas destes tipos de crimes”, conta a sargento.

O ciclo de palestra foi dividido em turmas para atender todos os funcionários da empresa.

Projeto Patrulha Maria da Penha da PMMT

Leia mais:  Crianças de bicicleta colidem de frente e uma das vítimas fica em estado grave no Bairro Alto da Boa Vista

A Polícia Militar realiza  projetos específicos de proteção e defesa dos direitos de mulheres vítimas de violência doméstica e familiar em seis municípios mato-grossenses: Barra do  Garças, Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Tangará da Serra e Sinop.

Em três destas cidades – Cuiabá, Várzea Grande e Barra do Garças – as ações fazem parte do sistema de rede, a ‘Patrulha Maria da Penha’, realizadas em parceria com Poder Judiciário, Ministério Público, Defensoria Pública, Polícia Judiciária Civil, entre outros órgãos, e têm como base do atendimento medidas protetivas decretadas pela Justiça. (Por PMMT)

Veja Também:  Operação Tempus: PM de Denise aborda veículos e pessoas

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana