conecte-se conosco


Barra do Bugres

Cidadãos de Mato Grosso poderão emitir documento de identificação em cartórios

Publicado

Lígia Saito Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Foto: Alair Ribeiro  Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Ainda este ano, cidadãos de Mato Grosso poderão emitir o documento de identificação em cartórios e, além disso, as certidões de nascimento poderão ser emitidas já com o número do registro civil impresso no documento. Para que isso seja possível, a Corregedoria-Geral da Justiça está desenvolvendo, em parceria com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e a Associação dos Notários e Registradores do Estado (Anoreg/MT), um termo de cooperação técnica que deverá ser assinado no próximo mês. Nesta sexta-feira (17 de janeiro), uma reunião com representantes dessas instituições foi realizada na Corregedoria para acertar os detalhes do novo termo.

Segundo explicou o corregedor-geral da Justiça, desembargador Luiz Ferreira da Silva, o objetivo é dotar os cartórios de Mato Grosso, com apoio da Sesp e da Anoreg, de condições para a emissão de carteiras de identidade. “Com isso, você evita um monte de problemas, por exemplo, a distância, o custo e a dificuldade de acesso. Uma vez iniciado esse termo de cooperação técnica e nós comecemos a trabalhar, o cartório já poderá emitir a carteira de identidade para os adultos”, assinalou. A ideia é que seja desenvolvido inicialmente projeto-piloto em três cartórios do Estado, sendo que um deles já está definido: Nova Mutum.

Veja Também:  Em Arenápolis bandidos rendem jovem na porta de casa e roubam sua moto

Já os recém-nascidos sairão com a certidão de nascimento contendo o número do RG. “Mais uma vez a gente conta com a boa vontade da Secretaria de Segurança que tem sido uma parceira de primeira na gestão do secretário Alexandre Bustamante. Tenho certeza que mais uma vez nós vamos juntar as nossas forças com o objetivo de dar ao cidadão de Mato Grosso o direito de usufruir a cidadania”, enfatizou.

De acordo com o secretário de Sesp, Alexandre Bustamante, a Corregedoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, sob a liderança do desembargador Luiz Ferreira, mais uma vez está na vanguarda, “no momento que chama a Anoreg e a Secretaria de Segurança Pública para disponibilizar nos 240 cartórios do Estado de Mato Grosso a possibilidade da expedição de carteira de identidade. É um ato de cidadania quando você consegue colocar 240 pontos de atendimento ao cidadão para que possa exercer a cidadania. Sob a coordenação do desembargador nós teremos condições de levar isso a cabo. A Secretaria está pronta para atender essa necessidade do cidadão”.

O diretor metropolitano de Identificação Técnica da Politec, Aílton Silva Machado, assinalou que será aumentada a capilaridade dos serviços ofertados pela instituição, facilitando o acesso ao serviço de identificação nos rincões de Mato Grosso. “A Politec tem capilaridade em todo o Estado, através de parceria com os municípios. Ocorre que em muitos municípios essa parceria é limitada. A demanda é muito maior pelo documento e os pontos de acesso ao cidadão ainda é restrito. Essa parceria visa esse aumento dos postos de atendimento e os cartórios serão, nesse momento, grandes parceiros do Estado. Agora, passamos para o ajuste do termo de cooperação para que essa medida entre num projeto-piloto e depois seja expandida para todas as outras comarcas”, afirmou.

Veja Também:  Asfalto cede e parte de trincheira inaugurada em dezembro é interditada em Cuiabá

Já a vice-presidente da Anoreg, Velenice Dias de Almeida e Lima, salientou que o dia a dia do cartório já é algo natural para os cidadãos mato-grossenses, que passarão a contar com mais um serviço a sua disposição. “Estou em Rosário Oeste desde 2007, quando assumi o primeiro concurso público, e lá há uma demora. As pessoas fazem o pedido na prefeitura, mas demora cerca de 90 dias para estar com o documento de identidade na mão. Com essa integração no cartório de forma eletrônica vai agilizar bastante para a população”, disse Velenice, registradora civil em Rosário Oeste e em Nova Mutum.

Também participaram da reunião a juíza auxiliar da CGJ, Edleuza Zorgetti Monteiro da Silva; Anete Ribeiro e Jeonathan Dias (Anoreg); o secretário-adjunto de Inteligência da Sesp, Wylton Massao Ohara; Renato Simões (Politec) e a diretora do Departamento de Orientação e Fiscalização (DOF) da CGJ, Nilcemeire Vilela.

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres

Barra do Bugres tem cinco candidaturas na majoritária

Publicado

Fabíola Tormes / Redação DS

O Município Barra do Bugres terá cinco candidaturas a prefeito e vice-prefeito nas Eleições Municipais deste ano, que ocorrerão em novembro, conforme dados do portal de Divulgação de Candidaturas e Contas Eleitorais.

Registraram pedidos de candidaturas Divino Henrique Rodrigues dos Santos, o Dr. Divino Henrique e Maria Azenilda Pereira, pela coligação ‘Barra nos braços do povo’ (PDT / PSB / MDB / PATRIOTA); Ezequiel Alves de Jesus, o Ezequiel Tur, e Marcos Joel Mafei da Costa, Marcão, da coligação ‘Renovação por Barra do Bugres respeito, dignidade e seriedade’ (DC / REPUBLICANOS / PSL); Célia Aparecida Dias Ferreira Louzada, a Professora Célia, e Viviane Ribeiro da Silva, pela coligação ‘Coragem para fazer a diferença’ (PODE / PV); João Nestor de Gois Alves, o Professor Nestor, e Sebastião Antonio de Lima, Tião do Sindicato, do Partido dos Trabalhadores; e o atual prefeito de Barra do Bugres Raimundo Nonato de Abreu Sobrinho tentará a reeleição ao lado do candidato a vice-prefeito, Regivaldo Alves dos Santos, pela coligação ‘Desenvolvimento continua’ (PP / DEM).

Com relação aos pedidos de candidaturas de postulantes ao cargo de vereador por Barra do Bugres, o portal registrou 175 pedidos de candidaturas.

Fonte: Diário da Serra 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Veja Também:  Tangaraenses conquistam 21 medalhas em estadual de judô

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres

Aldeia Umutina: Indígena é morta a tiros durante caça em aldeia de MT, diz polícia

Publicado

De acordo com a Polícia Civil, a indígena Marinalva Zaquimae Corezomae, de 33 anos, chegou sem vida no hospital. Ela foi alvejada ao ser confundida com um animal por outros membros da tribo.

Por Denise Soares, G1 MT

Indígena Marinalva Zaquimae Corezomae, de 33 anos, foi morta a tiros em Mato Grosso — Foto: Facebook

Uma indígena foi morta a tiros nessa quinta-feira (24) confundida por outros indígenas que caçavam na região conhecida como ‘Piapó’, em Barra do Bugres, a 169 km de Cuiabá. A informação é da Polícia Civil, que trata a ocorrência caso como homicídio culposo (sem intenção de matar) após disparo acidental.

De acordo com a Polícia Civil, a indígena Marinalva Zaquimae Corezomae, de 33 anos, chegou sem vida no hospital do município. Ela foi atingida na clavícula.

Marinalva estava dentro das terras da Aldeia Umutina quando foi baleada. Os parentes dela contaram que estavam caçando na região e teriam confundido a vítima com um animal.

A Polícia Civil investiga o caso e a Fundação Nacional do Índio (Funai) foi comunicada sobre a morte de Marinalva. A entidade que protege os indígenas se comprometeu a levar o autor do disparo para prestar depoimento à polícia.

Veja Também:  Em Arenápolis bandidos rendem jovem na porta de casa e roubam sua moto

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

COM OS NOMES QUE SURGEM COMO PRÉ-CANDIDATOS A PREFEITO EM BARRA DO BUGRES VEJO QUE...

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana