conecte-se conosco


Mato Grosso

Com bloqueio de 50% de verba da custeio e manutenção, Unemat trabalha no limite

Publicado

Jacques Gosch e Patrícia Sanches – Unemat

Universidade estadual paga principais contas e renegocia as dívidas com fornecedores

Se não houver suplementação financeira, a Unemat pode não conseguir honrar as contas básicas de maio como pagamento dos serviços de limpeza, segurança, água, luz e telefone. O alerta é do pró-reitor de Gestão Financeira da universidade estadual Ricardo Keichi Umetsu.

Em entrevista ao , ele revela que a Unemat está trabalhando no limite e que a situação tem se agravado a cada dia, em razão de decreto do Governo Mauro Mendes, de abril, o orçamento total da Unemat já saiu de R$ 401 milhões para R$ 368 milhões. O contingenciamento é realizado por grupos de despesas e, proporcinalmente, totaliza 5,97% do orçamento previsto.

A vigência do decreto é até julho, mas a instituição não conseguirá arcar com o custeio básico até lá. Para se ter uma ideia do tamanho do corte, ele representa cerca de 50% do valor destinado às despesas com custeio e investimentos (que foram zerados). Ricardo alega que a direção da instituição tem feito reuniões constantes junto ao governo para mostrar as demandas e a insuficiência de recursos. “Agora, no final de maio, vamos solicitar um financeiro suplementar. Se não tiver, vamos ter problemas com terceirizados. Precisamos pagar em maio a fatura de março, já são quase duas vencidas”, revela.

Veja Também:  Jovem baleada no rosto por se negar a reatar namoro morre após 17 dias na UTI em MT

O pró-reitor ressalta que a universidade tem convivido, já há algum tempo, com cortes e contingenciamentos. Neste ano, entretanto, o bloqueio tem sido mais severo. Em 2018, último ano da gestão Taques, foram contingenciados 3.86% dos R$ 380 milhões previstos.

E, para piorar, o Paiaguás não honrou todos os repasses mantidos, o que fez com que a universidade acumulasse dívidas que ainda não foram quitadas.  Assim, a Unemat, ao total, deixou de receber quase R$ 62 milhões, o que representa 16%.

Hoje, os restos a pagar (de 2018, somados aos débitos deste ano) chegam a R$ 12 milhões. Ricardo pondera que, desde o começo do ano, a instituição vem priorizando água, luz, telefone, ISSQN. E, por outro lado, tem deixado de pagar, por exemplo, bolsas de pesquisa, de extensão e foco – que custam R$ 500 mil por mês. Também não há recursos para investir em obras e manutenção.

 O orçamento da Unemat, que corresponde a 2,5% da Receita Corrente Liquida (RCL) do Estado, está estimado em R$ 401 milhões neste ano, sendo 80% destinado ao pagamento da folha salarial.

Veja Também:  Poderes discutem alternativas para melhorar estrutura do Sistema Penitenciário

Cobrança

Nesta semana, o deputado estadual Lúdio Cabral (PT), em entrevista ao , disse que o governador Mauro Mendes (DEM) está equivocado, quando não descarta promover cortes no orçamento da Unemat, justamente por conta do contingenciado. “Os recursos de custeio estão contingenciados em 49%. A previsão era R$ 4,5 milhões por mês para custeio e estão recebendo R$ 2,7 milhões”, alerta o petista .

As declarações são uma resposta a Mauro que não descartou seguir os passos do Governo Jair Bolsonaro (PSL), que “congelou” 24,84% das verbas discricionárias e 3,43% do orçamento total de 63 universidades e 38 institutos federais, sem prazo para liberação. No total,  R$ 1,7 bilhão estão congelados.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Parecis Superagro 2020 será lançado na próxima quarta-feira

Publicado

Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis apresenta programação e novidades do evento que ocorre de 31 de março a 3 de abril

Rural

Assessoria Rural

O Sindicato Rural de Campo Novo do Parecis realiza na próxima quarta-feira, 4 de março, às 19h30, o lançamento oficial da Parecis SuperAgro 2020, que ocorre de 31 de março a 3 de abril neste ano. No evento, que será no Parque de Exposições Odenir Ortolan, serão apresentadas as novidades e os principais temas da feira – que está em sua 13ª edição e tem como tema “Novas Gerações, Novos Caminhos”.

Boa parte da programação já está fechada e praticamente 90% dos estandes foram vendidos. “Teremos os lançamentos de serviços e produtos do agro expostos e mantemos a tradição de debatermos um tema estratégico para o setor nos próximos anos. A sucessão familiar é fundamental porque já estamos na transição entre as gerações de produtores rurais aqui em Mato Grosso”, observa o presidente do sindicato rural, Antonio Brolio.

A programação começa no dia 31 de março (terça), com a abertura da feira comercial para visitação. Às 18h, ocorre o leilão beneficente da Associação Abrace Essa Causa, cuja receita será revertida para o Hospital do Câncer de Mato Grosso e para o Centro Hospitalar Parecis. Logo em seguida, às 19h, é realizado o Leilão oficial da Parecis SuperAgro 2020, pela Estância Bahia.

Veja Também:  Secretário ressalta reunião com ministro e assegura que "o Estado está disposto a ajudar"

Na manhã de quarta (1º de abril), a solenidade de abertura do evento começa às 8h30 no auditório do Parque de Exposições, em um café da manhã. Às 10h, “Sucessão Familiar” será o tema da palestra com Jiro Nishimura, sucessor do fundador do grupo Jacto. À tarde, o debate sobre gestão no agronegócio continua, com uma mesa redonda reunindo Sandro Grespan, Paulo Assunção e Valtemir Carlin, a partir das 14h.

No dia 2 de abril, a Parecis SuperAgro promove o I Simpósio de Integação Lavoura-Pecuária, com palestras de Welton Cabral (Gesta Up), Flavio Wruck (Embrapa Agrossilvipastoril) e Miqueias Miquetti (Imea). O produtor rural Ricardo Arioli media um debate com os três palestrantes logo em seguida.

À tarde, a partir das 14h, a programação prevê um painel sobre os novos caminhos na comunicação do agro, com presença confirmada da agroinfluencer Camila Telles, que conduzirá um bate-papo com Amalia Barros, Thiago Boava, Douglas Henrique de Oliveira e Clovis Rezende de Souza Mendes. O dia finaliza com uma palestra da Aprosoja.

Veja Também:  Estudantes podem participar de programa Parlamento Jovem Brasileiro

Na sexta (3), a Parecis SuperAgro 2020 prossegue com o simpósio a partir das 9h, com apresentação da Acrimat. Em seguida, palestram Marco Balsalobre (Belman) e Flavio Portela (Nutripura), com debate mediato pelo produtor rural Adolfo Petry. O escritor e palestrante Rossandro Klinjey encerra a feira, com sua palestra a partir das 14h, sobre “Os desafios da educação para a Sucessão Familiar”.

A previsão dos organizadores é reunir um público de aproximadamente 20 mil pessoas durante a Parecis SuperAgro 2020. Refletindo a diversidade produtiva do município, a programação e a exposição comercial terão atrativos para produtores de soja, milho, algodão, girassol, pulses e pecuaristas, entre outras cadeias produtivas. Mais em www.parecissuperagro.com.br.

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Carnaval de MT termina com 10 homicídios e criminalidade menor que no ano passado

Publicado

Em 2019, 12 assassinatos foram notificados. Roubos, furtos e tráfico de drogas também reduziu, segundo estatísticas

(Foto: Suellen Pessetto/ O LIVRE)

Dez homicídios foram registrados em Mato Grosso durante o Carnaval, entre os dias 21 e 25 de fevereiro. Nenhum deles, contudo, em locais com festividades. Além disso, o número é menor que o registrado no ano passado. Em 2019, foram 12 assassinatos no mesmo período.

Além dos homicídios, o número de ocorrências de furto e roubos nos dias de folia caiu em até 17% neste ano, quando comparado ao mesmo período de 2019.

As ocorrências de roubo tiveram uma redução de 14%, com 130 casos neste Carnaval, contra 152 no ano anterior.

No caso dos furtos, foram 361 ocorrências contra 373 do ano passado, ou seja, uma redução de 3%.

Já as ocorrências envolvendo tráfico de drogas tiveram redução de 15%, totalizando 57 casos este ano, contra 67 em 2019.

O uso de drogas também apresentou redução de 13%, com 40 casos registrados neste ano. No ano passado, a polícia flagrou 46 ocorrências.

Veja Também:  Poderes discutem alternativas para melhorar estrutura do Sistema Penitenciário

Os números foram comemorados pelo governo, principalmente porque, em relação ao ano passado, houve mais segurança nas festas em Mato Grosso. Os locais com aglomeração de pessoas para as festividades e agentes da Segurança Pública tiveram um aumento de 40%.

Ao todo, 35 locais de festividades em 25 municípios foram fiscalizados. O público estimado nesses pontos era de 260 mil pessoas.

Fonte: O Livre

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana