conecte-se conosco


Esportes

Com tensão no fim, Fla vence o Fluminense e chega à final da Taça Guanabara

Publicado

Com gols de Luccas Claro e Evanilson, o Flu reagiu no segundo tempo e foi com tudo no final em busca do empate. O Tricolor teve dois gols anulados pelo VAR e saiu de campo com a desvantagem no placar.

No final deu Flamengo, que agora aguarda o vencedor do duelo entre Boavista e Volta Redonda, que disputam a outra semifinal no próximo final de semana, em Bacaxá.

O Jogo – O primeiro tempo da semifinal no Maracanã foi de um time só. Com a marcação alta na saída de bola adversária e a intensidade que foi a sua marca na campanha de 2009, o Flamengo não deixou o Tricolor jogar.

O massacre rubro-negro começou aos dois minutos. Filipe Luís ganhou um escanteio após jogada pela esquerda do ataque. Na cobrança, Arrascaeta recebeu e cruzou na área pelo alto. Muriel saiu mal do gol e Bruno Henrique superou os marcadores pelo alto, desviou de cabeça e abriu o placar.

Aos nove, o volante Henrique bobeou com uma bola atrasada, Gabigol se aproveitou e disparou em direção à área. Na saída de Muriel, tocou para o gol: 2 a 0.

Veja Também:  Diego Costa é suspenso até o fim da temporada após ofender e agarrar árbitro

Ao Fluminense, não restou sair em busca da reação, mas isso só deixou a equipe mais exposta ao poderoso ataque rubro-negro. Os comandados de Jorge Jesus seguiram mandando no jogo e cada vez mais perto do terceiro, que quase saiu aos 32. A jogada se iniciou com Filipe Luís pela esquerda e chegou a Arrascaeta pelo meio. O Uruguaio arriscou o chute da entrada da área e obrigou Muriel a fazer boa defesa.

O Flu só foi ameaçar pela primeira vez aos 38, em lançamento longo de Digão para Evanílson. Diego Alves saiu da área e foi batido, mas o atacante acabou saindo com bola e tudo. A sua melhor chance aconteceu aos 48, quando Egídio cruzou da esquerda e Evanilson desviou de cabeça, mas Diego Alves estava bem colocado e segurou.

O segundo tempo começou com o Flu assustando de novo após uma falha de Gustavo Henrique na defesa rubro-negra. Evanilson ficou com a bola, entrou na área e chutou, mas Diego Alvas mais uma vez salvou.

O Flu não teve tempo de se animar. Com 4 minutos, em bela trama do ataque, Filipe Luís recebbeu de Gabigol na área e bateu de primeira no canto para ampliar para 3.

Veja Também:  Em jogo equilibrado, Oeste e Cuiabá ficam no empate pela Série B

Os Tricolores não desistiram e tentavam encontrar os espaços, chegando ao primeiro gol aos 15, em jogada de bola parada. Nenê cobrou falta na área, Yuri tocou de cabeça para o meio e Luccas Claro completou para a rede. Aos 25, o Flu voltou a marcar e colocou fogo no jogo. Gilberto cruzou da direita e após bate rebate na área, Evanilson tirou de Diego Alvese marcou.

O jogo ficou dramático na metade final do segundo tempo. Aos 38, a torcida do Flu foi à loucura. Pacheco recebe de Nenê nas costas da defesa, entrou na área e tirou de Diego Alves. A torcida vibrou com o empate, mas o árbitro anulou o lance por impedimento.

Aos 45, lance polêmico. Pacehco dominou na área e caiu na disputa com Gustavo Henrique. Os jogadores do Flu cercaram o árbitro pedindo pênalti, mas o VAR foi acionado e um impedimento foi marcado na jogada.

Os acréscimos foram de pura tensão. O jogo foi até os 56 minutos e teve mais VAR. Aos 54, escanteio cobrado por Nenê e Caio Paulista marcou. Novamente o lance foi anulado com a ajuda da VAR, por impedimento do atacante tricolor.

Gazeta Esportiva (foto: arquivo/assessoria)

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Atacante chega a Porto Alegre para assinar com o Internacional

Publicado

Gustagol não havia treinado no Corinthians na última sexta-feira e ficou de fora da lista de relacionados para o clássico contra o São Paulo, no sábado. O Timão ouviu também clubes de fora do país interessados em contar com o jogador, porém o Internacional venceu a concorrência pelo atleta.

Desde que chegou ao Inter, Eduardo Coudet pediu à diretoria a contratação de um centroavante, que será o reserva de Paolo Guerrero na temporada. Gustagol chamou a atenção do treinador argentino quando o Corinthians enfrentou o Racing, ex-clube do técnico, pela Sul-Americana do ano passado. O atacante, inclusive, marcou o gol do Timão no empate por 1 a 1 entre os dois clubes, em São Paulo.

Gustagol atuou em três partidas pelo Corinthians em 2020. O centroavante entrou no segundo tempo nas partidas contra o Mirassol, pelo Campeonato Paulista, e Guaraní-PAR, pela Libertadores, além de ter atuado durante os 90 minutos contra a Inter de Limeira, também pelo estadual.

Veja Também:  Fundamental no meio-campo e na marcação, Lucas Lima renasce no Palmeiras

Mesmo com poucas oportunidades, Gustagol não marcou gols na temporada e foi criticado pelo desempenho. Com sua saída, Tiago Nunes terá Boselli e Vagner Love como opções para a posição de centroavante. Além disso, Yony González também pode atuar centralizado no ataque.

Gustagol chegou ao Corinthians em 2016, vindo do Criciúma. Sem espaço no início, foi emprestado ao Bahia e ao Goiás no ano seguinte, porém também não conseguiu brilhar em nenhuma das duas equipes. Já em 2018, o centroavante foi repassado ao Fortaleza, onde foi um dos grandes destaques da campanha do título da Série B conquistado pelo Leão do Pici.

Com moral, voltou ao Corinthians e iniciou o ano de 2019 com boas atuações e gols marcados. No entanto, caiu de desempenho após o primeiro trimestre e perdeu prestígio no Timão. Ao todo, o atacante disputou 65 partidas pelo Alvinegro e marcou 14 gols.

Fonte: Gazeta Esportiva (foto: Gazeta Press/arquivo)

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Veja Também:  Sinop apresenta novo escudo e terá “fusão” com equipe de futebol americano

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Chamusca enfatiza intensidade do Cuiabá para justificar goleada no Araguaia

Publicado

“A equipe está crescendo no momento certo. Nós estamos conseguindo aliar imposição e boa performance com resultado final do jogo, que é o que a gente precisava a partir do quinto jogo. Este fator, que é muito importante para mim, que é conseguir construir um resultado largo, como conseguimos, no horário que tem sido realizado os jogos e que a gente vai ter que jogar em outras oportunidades. Então, é importante os jogadores se adaptarem”, analisou.

Para o treinador, a paciência da diretoria e da torcida foram fundamentais para realizar o trabalho e cumprir o plano construído no início da temporada. “A construção de um trabalho é um processo que requer, em vários momentos, paciência. E o que eu sei como funciona a nossa cultura: é impaciente e imediatista e às vezes a gente acaba atropelando algumas situações”, completou.

Veja Também:  Diego Costa é suspenso até o fim da temporada após ofender e agarrar árbitro

O Cuiabá só volta a campo no dia 1º de março, contra o Poconé, na casa do adversário. Até lá, Chamusca vai direcionar os treinamentos para aumentar a intensidade de jogo e manter-se na liderança, que na opinião do treinador, dificilmente será perdida, uma vez que o time tem três pontos de vantagem para o União. Embora o time de Rondonópolis tem um jogo a menos, o Cuiabá abriu um saldo de 12 gols que podem fazer a diferença no desempate.

Classificação
Cuiabá – 16 pontos
União de Rondonópolis – 13
Operário Várzea-grandense – 11
Sinop – 9
Nova Mutum – 8
Dom Bosco – 8
Poconé – 7
Mixto – 4
Luverdense – 2
Araguaia – 0

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: assessoria)

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana