conecte-se conosco


Geral

Crime do desperdício

Publicado

 
Urge impedir o desperdício. É providência sensata, humanitária, em todas as áreas e das mais diferentes classes sociais. É um crime, por exemplo, deixar estragar alimentos, quando milhões de pessoas ainda passam fome.
O dr. Alan Bojanic chamou a atenção para esse fato em entrevista ao programa Biosfera, da Boa Vontade TV (Oi TV — Canal 212 — e Net Brasil/Claro TV — Canais 196 e 696). Engenheiro agrônomo boliviano, ele é representante da FAO no Brasil:
“A FAO fez um estudo amplo para ver a porcentagem de perdas de alimentos no mundo. Temos uma cifra que é muito — vamos dizer — dolorosa! Depois que o produto é coletado, até chegar ao consumidor, e mesmo na casa dos consumidores, temos perdas muito altas. É quase um terço de toda a produção mundial que vai — se pode dizer — para o lixo. Uma produção muito importante, que tem implicações de todo tipo, em primeiro lugar, humanitárias, porque é comida que poderia ser dada para muitas pessoas carentes. É um absurdo ambiental, pois muita energia foi gasta na produção. E também tem a ver com a ineficiência econômica. Então, é um absurdo humanitário, ambiental e econômico-financeiro”.
Em O Capital de Deus, livro que estou preparando, comento uma passagem evangélica, que nos traz instrutiva lição.
Conhecedor dos Soberanos Estatutos da Economia de Deus, ainda ignorados pelos seres humanos, Jesus, o Cristo Ecumênico, o Divino Estadista, pôde realizar o milagre da multiplicação de peixes e pães, conforme o relato de Mateus, 14:13 a 21.
A primeira multiplicação de pães e peixes
 
 “13 Jesus, ouvindo que João Batista fora decapitado por ordem de Herodes, retirou-se dali num barco, para um lugar deserto, à parte. Sabendo disso, as massas populares vieram das cidades, seguindo-O por terra.
“14 Desembarcando, Ele viu uma grande multidão. Compadeceu-se dela e curou os seus enfermos.
“15 Ao cair da tarde, aproximando-se Dele, os discípulos Lhe disseram: Senhor, o lugar é deserto, e vai adiantada a hora. Despede, pois, esse povo para que, indo pelas aldeias, compre para si o que comer.
“16 Jesus, porém, lhes disse: Não precisam retirar-se; dai-lhes, vós mesmos, o alimento.
“17 Ao que Lhe responderam: Senhor, não temos aqui senão cinco pães e dois peixinhos!
“18 Então, o Mestre ordenou-lhes: Trazei-os a mim.
“19 E, tendo mandado que todos se assentassem sobre a relva, tomando os cinco pães e os dois peixinhos, erguendo os olhos ao Céu, os abençoou. Depois, havendo partido os pães, deu-os aos discípulos, e estes, às multidões.
“20 Todos comeram e se fartaram. E, dos pedaços que sobraram, recolheram ainda doze cestos repletos.
“21 E os que comeram foram cerca de cinco mil homens, além de mulheres e crianças”.
Além disso, não nos esqueçamos do que o Divino Benfeitor nos ensinou a respeito da capacidade pessoal de cada ser humano, ao dizer: “Vós sois deuses. Eu voltarei ao Pai, vós ficareis aqui na Terra, portanto, podereis fazer muito mais do que Eu” (Evangelho, segundo João, 10:34 e 14:12).
A quem, talvez por ócio, analisando o trecho anterior, argumentasse que Jesus é um caso especial e, por isso, não há parâmetros para se comparar a nossa competência à Dele, divinamente superior. Poderíamos, contudo, considerar que não seria necessário subirmos a tamanha grandeza, bastando que os que têm posses deixassem de desperdiçar tanto. Seria um passo. Sim, mas um passo considerável. Como observou Confúcio (551-479 a.C.): “Transportai um punhado de terra todos os dias e fareis uma montanha”.
Destaquemos que, no versículo 20 do capítulo 14, o Evangelista Mateus revela: “Todos comeram e se fartaram. E, dos pedaços que sobraram, recolheram ainda doze cestos repletos”.
Quer dizer, não jogaram fora o que lhes sobejou. As apreciáveis porções haveriam de, em nova oportunidade, beneficiar aquela gente ou outra. Costumo dizer que a migalha de hoje é a farta refeição de amanhã. Reflitamos sobre isso.
 
José de Paiva Netto, jornalista, radialista e escritor. 
Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Veja Também:  Parto humanizado e parto normal tem diferença?
publicidade

Economia

Senado vota na terça projeto que cobra de detentos as despesas na prisão

Publicado

Em uma enquete no site do Senado, mais de 50 mil pessoas se manifestaram a favor do projeto de lei

André Souza
(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

Obrigar os detentos a reembolsar o governo pelas despesas que o sistema prisional têm para mantê-los na prisão. Essa é a proposta de um projeto de lei que tramita no Senado e deve ser votada em plenário nesta terça-feira (18).

O ressarcimento, segundo a proposta, poderá ser feito com recurso próprios ou por meio de trabalho oferecido pelos presídios.

Em 2017, o gasto mensal com um detento em Mato Grosso foi de R$ 2,8 mil. Fazem parte da lista de despesas do sistema prisional gastos como alimentação, saúde, escola e custos de manutenção do prédio (energia elétrica e água).

O projeto original foi apresentado em 2015, pelo ex-senador Waldemir Moka e reapresentado tempos depois, na forma de um substitutivo, pela senadora Soraya Thronicke (PSL-MS).

Relator da proposta no Senado, o senador Alessandro Vieira (Cidadani-SE) também fez alterações à redação.

Veja Também:  Bandeira tarifária não terá cobrança a mais na conta de energia

As regras

Entre as regras que ficaram definidas está a que presos considerados hipossuficientes – sem condição financeira – só serão obrigados a ressarcir os cofres públicos quando os presídios oferecerem trabalho. Para esse grupo, 25% do salário será descontado para o pagamento.

Já os detentos com recursos próprios, deverão pagar a dívida mesmo que a unidade não ofereça vagas de trabalho. Quem deixar de quitar os valores, terá as despesas incluídas na dívida ativa da Fazenda Pública.

E os presos provisórios também deverão arcar com os custos do sistema prisional. No caso deles, os valores devem ser depositados em conta judicial e devolvidos em caso de absolvição.

Em uma enquete no site do Senado, quase 50 mil internautas votaram a favor do projeto. Por outro lado, 1.550 foram contrários.

População carcerária

Até junho de 2019, Mato Grosso possuía uma população carcerária de 13.058 presos. Quase metade desse número (47,91%) são presos provisórios, ou seja, pessoas que ainda aguardam julgamento. O número representa um total de 6.256 detentos.

Veja Também:  Evangélicos devem ultrapassar católicos no Brasil a partir de 2032

Já os presos com condenação somam 6.541. Eles são mantidos em regime fechado, enquanto outros 210 estão no semiaberto.

Os dados são do Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e constam no Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) de 2019.

Fonte: O Livre (Com Assessoria)

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Jovens abrem mão da folia tradicional e aderem a eventos religiosos no carnaval

Publicado

image

Vivian Nunes/ Especial para O Bom da Notícia

Reprodução/Web

Na contramão da Folia de Momo, milhares de jovens vão optar em passar os quatro dias de carnaval em busca pela lapidação espiritual, por meio de suas religiões. E, para atender o público – como de praxe -, Cuiabá receberá os eventos Vinde e Vede e Umadecre (União de Mocidades das Assembleias de Deus).

Em sua 34º edição, o Vinde e Vede consegue reunir nos dias de carnaval cerca de 150 mil pessoas nos quatro dias de louvor e adoração. Sendo que em cada edição o público se torna maior, prometendo este ano que esta opção não deverá ser diferente.

Nesta edição o tema será ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’ e será realizado dos dias 22[sábado de carnaval] até 25 de fevereiro[terça-feira, último dia da folia],  no Memorial Papa São João Paulo II, no bairro Morada do Ouro, na capital, com entrada gratuita.

E, faltando menos de uma semana, os ‘foliões da fé’ já aguardam pelo tão esperado carnaval religioso.

“Além de uma programação atraente com diversas participações de cantores e pregadores nacionais, nossa equipe de voluntários estará 24 horas à disposição, para amparar quem precisar. Sem contar que temos uma estrutura completa para acolher e trazer segurança para todos”, disse a coordenadora geral do evento, Estela Costa.

Veja Também:  Aumento nos casos de hanseníase preocupa autoridades

A jovem Maria Fernanda Nunes da Silva, de 20 anos, participa do Vinde e Vede desde pequena. Sempre acompanhada de sua família, que também não perde uma edição.

“Participo todos os anos junto com a minha família, e é uma experiência muito boa. Na segunda feira tem o Cenáculo e é um momento maravilhoso onde se fala de Nossa Senhora e da nossa devoção e consagração a ela […] O encerramento chega a ser mais bonito ainda com a missa e a passada do Santíssimo, pois sentimos tão forte a presença do Espírito Santo”, conta.

Confira a programação

Sábado (22), Micarecristo a partir das 19h; domingo (23), louvor com RCC a partir das 14h; segunda-feira (24), Cenáculo Mariano com MSM a partir das 14h; terça-feira (25), Kairós a partir das 10h30.  

Umadecre

Os evangélicos também terão os quatro dias de carnaval religioso e, claro, com muito louvor.

Este ano será o 39º encontro, e deve reunir cerca de 30 mil jovens Centro de Evangelismo da Igreja Evangélica Assembleias de Deus (Grande Templo).

Veja Também:  Diário Oficial pelo WhatsApp

A confraternização da Umadecre acontecerá nos dias 20 a 25 de fevereiro das 19h às 21h e terá o tema ‘Sanidade ao senhor’. As refeições são gratuitas durante todo o encontro religioso.

O principal trabalho da Umacrede é ajudar no âmbito espiritual ligado à religiosidade do povo cuiabano.

“Além das questões espirituais, a festividade de jovens tem trazido cada vez mais números positivos, tendo em vista que os jovens e frequentadores deste evento, deixam de ir à eventos do carnaval mundano para estarem na presença do senho”, disse o superintendente do evento, pastor Rogério Moreira dos Anjos.

Para Thiago Henrique Lopes dos Santos, de 21 anos, participar do evento é mais uma experiência que faz ficar em paz consigo mesmo. “Participo todos os anos no período do carnaval da Umadecre e a cada ano me surpreendo e me edifico com mensagens e palestras que me aproximam cada vez mais de Deus”, conta.

Veja o banner dos eventos religiosos

Foto: reprodução

WhatsApp Image 2020-02-14 at 22.14.19.jpeg

Foto: reprodução

WhatsApp Image 2020-02-14 at 22.14.19 (1).jpeg

Fonte: Vivian Nunes/ Especial para O Bom da Notícia

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana