conecte-se conosco


Sem categoria

Delegado geral reforça que suspensão de 16 delegacias “é por falta de efetivo”

Publicado

Débora Siqueira | Sesp-MT

O delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Mário Demerval Aravechia de Resende, reforçou que o estudo requerendo a suspensão dos serviços em 16 delegacias é motivado pela falta de efetivo nas unidades. Ele participou da audiência pública na Assembleia Legislativa que debateu o tema e reuniu dezenas de vereadores e representantes dos municípios, além de lideranças comunitárias.

O delegado defendeu que o estudo técnico iniciado em fevereiro de 2018 levou em consideração a demanda, o contingente populacional e a produtividade das delegacias.

“Não se trata de falta de dinheiro para manter as delegacias, o problema é de recursos humanos. Faltam investigadores e escrivães e temos um prognóstico de 200 policiais se aposentando nos próximos dois anos. Somente a regional de Rondonópolis tem 240 policiais civis, é como se toda uma regional se aposentasse. Esse problema da falta de efetivo é antigo, nós fizemos o pedido oficial para concurso público em 2016, não fomos atendidos e agora o problema estourou no colo da atual gestão”, discursou no auditório Milton Figueiredo, na audiência proposta pelo deputado estadual Elizeu Nascimento, presidente da Comissão de Segurança Pública, para discutir o tema.

Veja Também:  Profissionais de Saúde de Barra do Bugres participaram do Iº Simpósio de Urgência e Emergência em Campo Novo

Ele comentou que 6 das 16 delegacias que devem ter as atividades suspensas já foram alvos de ações civis públicas para que possa garantir uma estrutura mínima de policiais. “Não temos gente para uma estrutura mínima de um delegado, quatro investigadores e um escrivão. Temos policiais trabalhando 24 horas por 24 horas, em condições que beiram o ilegal por falta de pessoal. Não há condições de manter essas delegacias. O gestor ainda pode responder por improbidade administrativa ao não oferecer condições ideais de funcionamento”, defendeu.

Atualmente 30 municípios não tem delegacias de polícia e agora deve subir para 46, caso sejam suspensas as atividades, conforme a proposta da diretoria da PJC. “Ninguém está feliz ao propor a suspensão. Não é um fechamento porque elas foram criadas por lei, elas terão as atividades suspensas, mas podem voltar caso haja incremento de pessoal. Mesmo que o governador Mauro Mendes autorize concurso público, com a burocracia e a formação dos policiais, somente em 2021 eles seriam lotados nas unidades, mas até lá não temos pessoal, a não ser que fechamos delegacias como a Derf (Delegacia de Roubos e Furtos) em Cuiabá e mandamos o efetivo para essas cidades”, argumentou Mário Demerval.

Veja Também:  Campeonato Municipal de Futsal chega a sua segunda fase em Nova Olímpia

O procurador geral de Justiça, José Antônio Borges, disse que entende a dificuldade que o Estado enfrenta e a crise iniciada com os endividamentos para a realização da Copa do Mundo de 2014. “O presidente do Tribunal de Justiça já falou em fechar 14 comarcas em Mato Grosso. Nós no Ministério Público também estamos estudando fechamento de promotorias onde há poucos processos. Há falta de dinheiro e efetivo. Vivemos um momento de crise”.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública vai convalidar o estudo feito pela PJC e analisar a forma que será realizada a suspensão das atividades nas delegacias, sem que isso cause prejuízos à segurança da população.

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Exportação de bovinos vivos diminui em 2019

Publicado

Exportação de bovinos vivos diminui em 2019Em 2019, segundo dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, foram exportadas pelo Brasil, 557 mil cabeças de bovinos vivos, 250 mil cabeças a menos na comparação com 2018.

Os principais países compradores do gado brasileiro foram a Turquia, o Iraque e o Egito, na sequência de importância.

Figura 1.
Principais países importadores de bovinos vivos brasileiro, em mil cabeças, em 2019.


Fonte: MDIC / Elaborado por Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br

O faturamento com as exportações foram US$354,64 milhões, 35,7% menos que o registrado em 2018.

Os principais estados exportadores foram o Pará, o Rio Grande do Sul e São Paulo.

Data de Publicação: 04/02/2020 às 13:30hs
Fonte: Scot Consultoria

Comentários Facebook
Veja Também:  Conheça a história de Lennon o primeiro estudante indígena a cursar um mestrado na Universidade Federal de São Carlos 
Continue lendo

Sem categoria

Câmara aprova projeto de pavimentação urbana de 20 km em Barra do Bugres

Publicado

Assecom: João Menezes

Na seção extraordinária na última quarta-feira, 22/01, a Câmara Municipal aprovou, por 12 a 1, o projeto de pavimentação asfáltica urbana para mais de 20 km, orçado em R$ 10 mi. O projeto, de autoria do Executivo, passou pela última etapa.

O projeto foi amplamente debatido na reunião das comissões que contou com a participação de todos os vereadores, do vice-prefeito Gustavo Abi Rached Cruz, Vanderson Vitor da Silva, Secretário de Governo e o assessor Jurídico Reinaldo Lorençoni Filho.

Os representantes do Executivo explicaram aos edis, todos os detalhes dos investimentos. O vice-prefeito Gustavo Abi Rached Cruz por sua vez, parabenizou a todos os vereadores por entender essa necessidade. “Esse é um projeto que estamos há mais de um ano trabalhando nele e essa é uma etapa a ser vencida e estamos satisfeitos que os vereadores entenderam a grandiosa ação que estamos pleiteando em busca de melhoria da qualidade de vida de toda Barra do Bugres” destacou Gustavo Abi Rached Cruz, enaltecendo todos os colaboradores e funcionários que sempre estão imbuídos na melhoria da Gestão 2017/2020.

Veja Também:  Acadêmicos de Engenharia de Alimentos de Barra do Bugres confeccionam Mural de desabafos – preparação para o Dia Mundial de Prevenção ao suicídio

Já presidente do Legislativo Municipal, disse ser favorável ao projeto que tem sido cobrado há meses pela população. “Sou favorável a esse projeto e ele havia passado na Câmara no ano passado e nos autorizando para sua conclusão e que seja feito a pavimento asfáltico nas ruas da nossa cidade”, ressaltou ele destacando que o projeto é de grande importância para a população de Barra do Bugres.

O prefeito Raimundo Nonato agradeceu o empenho de cada vereador por entender a necessidade de provar um projeto que irá melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas que moram em ruas que não são pavimentadas. O prefeito agradeceu também seu staff, em nome de seu vice-prefeito, que vem conduzindo os trabalhos de forma majestosa durante sua ausência, devido o período de recuperação de uma fratura na perna.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana