conecte-se conosco


Policial

Delegado Rogério Gualda se aposenta com a sensação de dever cumprido

Publicado

Fabiane Rewel Assessoria | PJC-MT

“Sou um entusiasta. Sempre trabalhei como policial porque gosto da profissão”. É com essa frase que o delegado de polícia, Miguel Rogério Gualda Sanches, encerra suas atividades como policial civil, ao assinar sua aposentadoria no dia 20 de março.

Rogério Gualda começou a carreira policial como investigador no Estado de São Paulo, onde atuou por nove anos e após passar no concurso para delegado de polícia, no ano de 1999, se mudou para Mato Grosso.

De lá pra cá se passaram vinte anos. Quando chegou em Mato Grosso,  sua primeira lotação foi a Delegacia de Paranaíta, local em que trabalhou por um ano e meio, tendo atuado em sete delegacias da regional de Alta Floresta.

Após trabalhar no interior do Estado, o delegado veio para a Capital e sua primeira lotação foi na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), tendo passado em todas as delegacias da Diretoria Metropolitana, inclusive na Gerência Estadual de Polinter.

Veja Também:  Operação Recressus prende 5 por homicídio em Guarantã do Norte

Foi delegado Regional de Várzea Grande durante três anos e Diretor Metropolitano por dois anos, no biênio 2015/2016. Nos últimos dois anos de sua carreira policial, Rogério trabalhou na Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção a Pessoa, respondendo também pelo Núcleo de Pessoas Desaparecidas, que funciona dentro da DHPP.

Para Rogério trabalhar na polícia foi uma grande honra. Na instituição se realizou como profissional participando de grandes operações policiais, o que foi muito bom para sua carreira. “Deixo a instituição com a sensação de dever cumprido, procurei sempre fazer meu trabalho da melhor forma possível”.   

O delegado aposentado deseja aos futuros policiais, que vierem a ingressar na Polícia Civil, que possam se dedicar à instituição. “Ser policial é uma profissão muito nobre”, ressaltou Gualda.

Dessa forma, Rogério encerra seus 29 anos como policial civil, tendo trabalhado um ano na iniciativa privada, completando trinta anos de contribuição. Rogério Gualda disse que agora, aposentado, pretende empreender e recomeçar na área empresarial.

Veja Também:  Diretores da PJC e Sesp participam de reunião com empresas de Defensivos Agrícolas

 

 

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Passageira é detida após cães farejadores da PRF encontrarem 3Kg de ‘crack’ em mala

Publicado

Os cães K9 Rango e Ector sinalizaram a presença do entorpecente que estava em um fundo falso

Uma mulher de 36 anos foi detida por Policiais Rodoviários Federais após cães farejadores encontrarem cerca de 3Kg de substância análoga a crack dentro de fundo falso de uma mala. A apreensão foi realizada na noite desta quinta (11) durante fiscalização a um ônibus da linha Porto Velho/RO – Brasília/DF na BR-364, em Cuiabá.

Os cães K9 Rango e Ector sinalizaram a presença do entorpecente que estava no fundo falso de uma mala transportada no compartimento de carga do veículo. Na bagagem, a indicação de que todo material pertenceria a passageira da poltrona 30. A suspeita mostrou-se incomodada com a ação policial, mas acabou confessando que receberia um valor em dinheiro pelo transporte.

A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil em Cuiabá.

Comentários Facebook
Veja Também:  Criminoso com várias passagens tem prisão cumprida pela Polícia Civil em Cuiabá
Continue lendo

Policial

Homem viola suspensão da CNH e assume o volante para transportar 7,3Kg de cocaína

Publicado

O veículo que o suspeito dirigia foi abordado durante fiscalização de rotina na BR-070 em Poconé

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu, na tarde desta quinta (11), cerca de 7,3Kg de substância análoga à cocaína durante fiscalização de rotina na BR-070 em Poconé. Além de suspeito de tráfico de drogas, o motorista foi detido por violar a suspensão da habilitação do direito de dirigir – crime previsto no CTB.

D.S.P, de 37 anos, dirigia o veículo Gol Special, com placas de Cuiabá, quando recebeu ordem de parada dos agentes. Solicitada a documentação, o motorista disse não estar portando a CNH. Em consulta aos sistemas PRF, verificou-se que ele estava descumprindo ordem judicial que suspende seu direito de dirigir veículo automotor.

Mas os policiais perceberam que o nervosismo apresentado pelo homem ia além dessa violação. Em vistoria minuciosa no veículo, foram encontrados, no interior do encosto do banco traseiro, sete tabletes de substância análoga à cocaína, totalizando cerca de 7,3Kg.

Veja Também:  Criminoso com várias passagens tem prisão cumprida pela Polícia Civil em Cuiabá

Ele recebeu voz de prisão e confessou aos policiais que na quarta (10) saiu de Cuiabá para Cáceres, onde deixou o carro no pátio de um posto de combustível , retornando para buscá-lo já carregado na manhã desta quinta. Ainda de acordo com o detido, ele receberia uma quantia em dinheiro para transportar o entorpecente até a capital.

A droga, o veículo e o suspeito foram encaminhados para a Polícia Civil em Poconé/MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana