conecte-se conosco


Mato Grosso

Detran orienta foliões para riscos no consumo de álcool e direção durante carnaval

Publicado

Funcionários do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran/MT) deram início à campanha de carnaval com o intuito de reduzir os acidentes de trânsito neste período, orientando motoristas para os riscos do consumo de bebidas alcoólicas aliado à condução de veículos. Uma das ações ocorreu no Parque Tia Nair, em Cuiabá, nesta quarta-feira (27).

Com o slogan “Não vá na contramão da folia – Unidos pela prevenção”, a ação conta com a parceria do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, das Secretarias de Mobilidade Urbana e de Saúde de Cuiabá e da Polícia Rodoviária Federal.

A gerente de Ações Educativas de Trânsito do Detran, Rosane Polzl, pontuou que além do alto consumo de bebidas alcóolicas, nesta época é comum haver outras infrações, entre elas, a falta do cinto de segurança, algo que agrava os acidentes.

“Existem muitas pessoas que não curtem o carnaval, então, elas aproveitam o feriado para fazer pequenas viagens para municípios próximos ou visitam os familiares no interior, o que aumenta o fluxo de veículos nas estradas. O cuidado antes de pegar a estrada, seja para perto ou longe, deve ser redobrado, verificando os itens de segurança do veículo, checando pneus, freios, faróis, e respeitando as regras. O uso do cinto de segurança é imprescindível pelo motorista e passageiros”.

O tenente do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar, Alcides Dutra, lembrou que o consumo de bebidas alcóolicas é uma infração considerada gravíssima, cuja multa é de R$ 2,9 mil, recolhimento da Carteira Nacional de Habilitação e suspensão do direito de dirigir, uma vez que o motorista coloca a vida de outras pessoas em risco, além da própria. Se houver reincidência no período de um ano, a multa será dobrada, o que pode alcançar valor superior a R$ 5,8 mil.

Veja Também:  Campanha Nacional de Vacinação tem início nesta quarta-feira (10)

“Muitas pessoas sem habilitação, no afã de comparecer às festas, acabam cometendo infração ao dirigir. Neste caso, o motorista está sujeito a incidir em crime, ou seja, além de sofrer as penalidades, como ter o veículo removido e receber uma multa, poderá ser conduzido pela autoridade policial para a delegacia. Além disso, o proprietário do veículo também poderá ser responsabilizado”, advertiu Dutra.

As abordagens tiveram início na terça-feira (26), dentro do próprio Detran e no Tribunal de Contas do Estado (TCE), na quarta-feira pela manhã. As ações continuarão nesta quinta-feira (28), no Palácio Paiaguás; na sexta-feira (01.03), no Parque das Águas; no sábado (02.03), na MT-040, em Santo Antônio de Leverger; no domingo (03.03), na MT-251 (Rodovia Emanuel Pinheiro); e na Praça da Mandioca, na segunda e terça-feira (04 e 05.03).

Municípios do interior também farão abordagens aos motoristas. Os kits distribuídos contêm um saco para que os motoristas coloquem o lixo, um leque, adesivo da Lei Seca e panfleto com orientações aos motoristas e pedestres, para que garantam a própria segurança e dos demais no trânsito, além do kit de saúde para o carnaval, com preservativos.

Veja Também:  Reunião da SNDC e eleições do Procons Brasil são destaques da semana

Para o motorista de aplicativo, Luiz Ricardo Batista de Souza, de 21 anos, a ação do Detran e parceiros reforça os cuidados que todos devem ter para garantir a segurança no trânsito. “É uma iniciativa que conscientiza e nos ajuda nesse trânsito que está cada vez mais caótico. E nessa época de Carnaval temos que redobrar os cuidados, já que há pessoas que acabam bebendo e cometendo irresponsabilidades, colocando a vida de todos em risco”.

Prevenção a doenças

Nas abordagens aos motoristas, funcionários da Secretaria de Saúde de Cuiabá aproveitam para orientar sobre os riscos de transmissão de infecções sexualmente transmissíveis (IST). Um kit contendo preservativos masculinos e femininos também é entregue nas ações.

A coordenadora do programa IST/Aids da Secretaria, Mariele Padilha, lembrou que a principal orientação aos foliões é para que lembrem do uso dos preservativos, uma vez que o período é de festas e as pessoas, após beber, costumam agir pela emoção.

“Estamos vivendo uma epidemia de sífilis, por exemplo, porque as pessoas descuidaram dessa infecção. Mas também temos outras ISTs, como o HIV, a gonorreia e a hepatite, que além de ser transmissível pelo ato sexual, também podem ser transmitidas pelo compartilhamento de seringas”, exemplificou ela.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Festival Braseiro: Promessa é de edições épicas em 2020, diz organizador

Publicado

Datas já foram escolhidas e já se iniciaram tratativas com atrações musicais nacionais

O Festival Braseiro se tornou referência nacional no segmento e reúne milhares de pessoas em duas edições anuais em Mato Grosso. Para 2020, as datas já foram escolhidas: em Cuiabá, será no dia 18 de abril, e em Rondonópolis, dia 22 de agosto.

Os números das edições anteriores impressionam e o lema deste ano é que “os recordes estão aí para serem batidos”, a começar pelo público esperado. Serão disponibilizados 9 mil ingressos no total. Além disso, os eventos contarão com 60 estações e, aproximadamente, 400 churrasqueiros voluntários. Ao todo, devem ser consumidas 10 toneladas de carnes nas duas edições, dos mais diversos cortes bovinos, ovinos, suínos, de aves, entre outras.

“Estamos nos empenhando para fazer o festival mais épico da história! Já temos contato com atrações musicais de peso e a carne continuará sendo a grande atração da festa. Sem falar da dedicação dos assadores voluntários em trazer novidades sobre preparo da carne e dos acompanhamentos, e a organização de primeira que marca todas as edições”, afirma o vice-presidente da Associação Braseiro, Joel Becker.

Veja Também:  Reunião da SNDC e eleições do Procons Brasil são destaques da semana

Um dos principais objetivos do evento é apoiar causas sociais. Por isso, toda a renda obtida é revertida para instituições filantrópicas beneficentes. Segundo a coordenadora de eventos do Festival, Aline Pellozo, as inscrições das instituições interessadas em receber doações do Braseiro devem começar em fevereiro. As entidades deverão acessar o site do Braseiro, baixar o edital, preencher a planilha e providenciar a documentação exigida.

“É importante frisar que a entidade precisa ser regularizada. Depois de preencher todos os dados e separar a documentação, é só enviar tudo por e-mail. As instituições selecionadas ainda passarão por uma análise da Comissão Julgadora, que realizará visitas in loco para conhecer a realidade de cada entidade. Depois da avaliação de uma série de critérios é que são selecionadas aquelas que serão beneficiadas diretamente pelo Festival”, explica a coordenadora do evento.

No Festival Braseiro o público conta com um serviço ilimitado de alimentação e bebidas (cerveja, refrigerante e água) e “é sempre bom reforçar que a primeira chamada para o Festival Braseiro é realizada pelas nossas redes sociais. Então, fiquem atentos, porque o Braseiro 2020 promete!”, finaliza Aline Pellozo.

Veja Também:  Comando Geral homenageia soldados que salvaram criança engasgada

Serviço

Instagram: @festivalbraseiro  – Facebook: /festivalbraseiro

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Economia agrícola de Mato Grosso cresce e volta a ser a maior do país

Publicado

Valor Bruto da Produção (VBP) mato-grossense foi de R$ 101,8 bilhões, enquanto São Paulo arrecadou R$ 78,1 bilhões

Thielli Bairros | Sedec-MT

A soja representa 46% da composição do VBP de Mato Grosso – Foto por: Christiano Antonucci

A soja representa 46% da composição do VBP de Mato Grosso

Mato Grosso é destaque nacional e internacional na agropecuária e, em 2019, assume novamente o primeiro lugar no Valor Bruto da Produção (VBP) superando o Estado de São Paulo.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o Estado arrecadou 30% a mais que São Paulo – o VBP mato-grossense foi de R$ 101,8 bilhões, enquanto o segundo arrecadou R$ 78,1 bilhões.

Sedec MT

O VBP é a soma de tudo o que foi arrecadado com a produção no Estado. Em Mato Grosso, o destaque é para a soja, com 46,19% da composição do VPB, seguido do algodão (33%) e do milho (16,12%).

“Mato Grosso se destaca principalmente porque a agropecuária é a aptidão do Estado. Há anos, o setor vem se organizando e usando a tecnologia e modelos de gestão a seu favor. O Governo do Estado colabora buscando desburocratizar, modernizar e trabalhar as demandas do setor, como infraestrutura e conectividade”, afirma Walter Valverde, secretário adjunto de Investimentos e Agronegócio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec).

Veja Também:  Comando Geral homenageia soldados que salvaram criança engasgada

O Estado havia perdido posições nos últimos dois anos. De acordo com Sérgio Leal, coordenador do Observatório do Desenvolvimento da Sedec, os preços externos foram responsáveis por esta oscilação. “Nossos produtos são quase todos vendidos em dólar. Então, se cai o dólar, o VBP também diminui”, explica.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana