conecte-se conosco


Mato Grosso

Em 12 meses, 163 motoristas foram presos por embriaguez ao volante

Publicado

Os dados são da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e são resultado das 42 Operações Lei Seca deflagradas no Estado

Hérica Teixeira | Sesp-MT

– Foto por: Mayke Toscano/Secom-MT

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) realizou, no período de janeiro a dezembro de 2019, 42 edições da Operação Lei Seca, que resultaram na prisão de 163 motoristas por embriaguez ao volante. Também nos 12 meses do ano passado, 444 pessoas foram autuadas por dirigirem sob efeito de álcool. As ações integradas foram realizadas nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Cáceres, Campo Novo do Parecis e Jaciara.

Foram realizados 4.231 testes de etilômetro (bafômetro), 1.463 Autos de Infração de Trânsito (AIT’s) foram confeccionados e 426 Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e 780 veículos foram recolhidos. A Operação Lei Seca é realizada de forma integrada e coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada (GGI-E) da Sesp-MT.

Participaram das operações as forças de segurança que integram o órgão (Polícia Militar, Polícia Judiciária Civil, Corpo de Bombeiros Militar, Politec, Sistema Penitenciário e Detran), Delegacia de Delitos de Trânsito (Deletran), Ministério Público Estadual (MPE), Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana de Cuiabá (Semob), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Batalhão de Trânsito e Guarda Municipal de Várzea Grande.

Veja Também:  Fórum de Mudanças Climáticas debate Programa REM e composição do Conselho Gestor

Com o intuito de ampliar ainda mais a eficácia da Operação Lei Seca, a Sesp adquiriu 20 câmeras GoPro Silver 7. O recurso para a aquisição veio do Ministério Público Estadual, por meio da 12ª Promotoria Criminal, resultado de transação penal. Ao todo, foram investidos R$ 48 mil.

As câmeras devem ser acopladas nos peitorais (acessórios também adquiridos) colocados nos uniformes de todos os servidores que realizam as abordagens. As imagens gravadas pelas GoPro serão armazenadas pela Sesp por prazo determinado e encaminhadas à Deletran, que atua tanto na operação quanto na investigação e elaboração do inquérito. As gravações também ficarão à disposição do Ministério Público e demais órgãos investigativos.

Legislação

A multa para o motorista que é flagrado dirigindo sob efeito alcoólico é de R$ 2.934,70. No momento do teste do bafômetro, o condutor que tiver índice de álcool no sangue superior a 0,33 miligramas por litro de ar expelido será preso, pagará multa, terá a CNH suspensa e responderá por crime.

Quando a quantidade de álcool for abaixo de 0,33mg/l, o condutor é autuado, tem a CNH retida e paga multa.

Veja Também:  Número de dívidas em atraso de moradores de mt cai 8,39%

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Condutor mata pedestre atropelada e foge sem prestar socorro em Nova Olímpia

Publicado

A vítima, uma mulher de 33 anos, não resistiu aos ferimentos

Polícia

Um atropelamento com vítima fatal foi registrado por volta das 23 horas do último sábado, 25, na saída do município de Nova Olímpia. Rosilene de Souza Ribeiro, de 33 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A princípio, o boletim de ocorrência consta o crime como homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Entretanto, o delegado da Polícia Judiciária Civil, Adil Pinheiro de Paula, informou que a polícia investiga o acidente, uma vez que o causador omitiu socorro.

“Uma senhora que, infelizmente, já tinha histórico de uso de drogas, uso de bebida alcoólica, ao que parece estava cambaleando pela estrada na saída de Nova Olímpia e foi atropelada. O motorista não parou, não prestou socorro. A polícia ainda vai apurar se há culpa ou não desse motorista, foi requisitada a perícia”, explicou.

A Politec esteve no local e realizou perícia. Segundo o delegado, as marcas deixadas pelos pneus dão conta de que se tratava de um veículo um pouco maior, possivelmente um caminhão-baú.

Veja Também:  Delegado geral reforça que suspensão de 16 delegacias é por falta de efetivo

“Não é um caminhão grande, mas também não é um carro. Esse veículo estava vindo sentido Nova Olímpia para Tangará. Ele pode ter seguido para várias cidades, Arenápolis, Tangará da Serra, enfim”, disse, ao pedir que caso alguém tenha informações sobre veículos com a característica e que apresentem algum amassamento no assoalho, que informe a Polícia Civil via 197.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Mutirão do janeiro roxo é sucesso em Tangará da Serra

Publicado

Em apenas duas horas, cinco casos haviam sido detectados

Paulo Desidério / Redação DS

Ação ocorreu no Posto Central

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra promoveu no último sábado, 25, o mutirão do Janeiro Roxo, campanha em menção ao Dia Mundial de Combate a Hanseníase, celebrado no último domingo de janeiro.

Como forma de possibilitar otimização no atendimento, o mutirão realizado no Posto Central atraiu bom número de pessoas. Gicelly Zanatta, coordenadora de atenção básica do município, lembrou que o estado de Mato Grosso é um dos campeões em índices da doença e que Tangará da Serra conta com um número considerado alto de casos.

“O nosso município é um dos municípios do estado que é endêmico, que tem grande quantidade de casos. A gente tem mensalmente em torno de 100 pacientes tratando, então é uma quantidade significativa, mas a gente tem muitos que não procuram e às vezes o próprio familiar descobriu que está com a doença e não fala, principalmente pelo preconceito. O que a gente quer deixar claro através da campanha é que hanseníase tem cura e que o preconceito também”, disse.

Veja Também:  Representante do MEC conhece rotina e números das escolas militares de MT

O mutirão aconteceu das 08h00 ao meio-dia. Para se ter ideia, em apenas duas horas de mutirão, cinco casos foram diagnosticados.

“As pessoas ouviram o chamado, o apelo, perceberam que tinha alguma coisa diferente e vieram procurar tratamento”, explica.

Aqueles que não puderam comparecer neste mutirão, devem procurar as unidades de saúde para realização de exames.

“Podem procurar qualquer unidade básica de saúde, para fazer o agendamento, passar por consulta com médico, com enfermeira da unidade. Na dúvida, podem até procurar o Posto Central, mas aí tem que fazer agendamento”, pontuou a coordenadora.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana