conecte-se conosco


Policial

Em Tangará, hotel e residências foram alvos de busca e apreensão

Publicado

A Delegacia Fazendária (Defaz-MT) e o Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) deflagraram na manhã desta quarta-feira (29) a Operação Mantus. A ação é advinda de investigações que monitoravam desde 2017 a movimentação do Jogo do Bicho no Estado de Mato Grosso. João Arcanjo Ribeiro foi um dos presos pela operação, na capital do estado. Ordens judiciais foram cumpridas no aeroporto de Guarulhos em São Paulo, em Cuiabá, Várzea Grande e mais 5 cidades do interior de Mato Grosso, entre elas Tangará da Serra.

Na cidade, a Polícia Judiciária Civil deu apoio nos trabalhos. Em Tangará foram feitas três ações de busca e apreensão, sendo duas em residências localizadas no centro e no Jardim Tarumã, além de um hotel no centro da cidade. Dois mandados de prisão preventiva foram cumpridos, mas os nomes dos envolvidos não foram divulgados. Os agentes da Defaz recolheram computadores e diversas pastas contendo documentos. O delegado da Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra, Edmar Faria Filho, falou sobre os trabalhos de apoio às equipes.

“Nós recebemos determinações superiores para dar suporte e apoio às equipes da Delegacia Fazendária de Cuiabá que desencadearam a Operação que abrange essa cidade. Então, nesse sentido, foram designadas equipes que acompanharam os investigadores da Delegacia Fazendária e deram cumprimento aos mandados de prisão e busca e apreensão”, afirmou.

Ao todo, foram cumpridos 63 mandados judiciais, 33 de prisão e 30 de busca e apreensão, expedidos pelo juiz Jorge Luiz Tadeus, da 7ª Vara Criminal. As investigações iniciadas há dois anos pretendem desarticular duas organizações criminosas que comandam o jogo do bicho no Estado de Mato Grosso, e que movimentaram em um ano, apenas em contas bancárias, mais de R$ 20 milhões. Uma das organizações é liderada por João Arcanjo Ribeiro e seu genro Giovanni Zem Rodrigues, já a outra é liderada por Frederico Müller Coutinho.

João Arcanjo Ribeiro, conhecido como “Comendador”, é acusado de liderar o crime organizado em Mato Grosso, nas décadas de 80 e 90, sendo o maior “bicheiro” do Estado, além de estar envolvido com a sonegação de milhares de Reais em impostos, entre outros crimes.

Operação Mantus

Arca de Noé

No ano de 2002, Arcanjo foi alvo da operação da Polícia Federal, Arca de Noé, em que teve o mandado de prisão preventiva expedido pelos crimes de contravenção penal, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e homicídio. A prisão do bicheiro foi cumprida em abril de 2003 no Uruguai. Arcanjo conseguiu a progressão de pena do regime fechado para o semiaberto em fevereiro de 2018, após 15 anos preso.

Veja Também:  Polícia Civil distribui flores em ação de prevenção a violência doméstica em Sapezal

Operação Sodoma

O empresário Frederico Müller Coutinho é um dos delatores da Operação Sodoma, que investigou fraudes que resultaram na prisão do ex-governador Silval Barbosa. Müller trocava cheques no esquema e chegou a passar dinheiro para o então braço direito do ex-governador. Os cheques teriam sido emitidos como parte de um suposto acordo de pagamento de propina ao grupo político do ex-governador.

Durante as investigações, foi identificada uma acirrada disputa de espaço pelas organizações, havendo situações de extorsão mediante sequestro praticada com o objetivo de manter o controle da jogatina em algumas cidades.

Dinheiro no Exterior

Os investigadores também identificaram remessas de valores para o exterior, com o recolhimento de impostos para não levantar suspeitas das autoridades. Foram decretados os bloqueios de contas e investimentos em nome dos investigados, bem como houve o sequestro de ao menos três prédios vinculados aos crimes investigados.

Os suspeitos irão responder pelo crime de organização criminosa, lavagem de dinheiro, contravenção penal do jogo do bicho e extorsão mediante sequestro, cujas penas somadas ultrapassam 30 anos.

Por: Gazeta FM Tangará/Gazeta Digital

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Nove presos fogem da cadeia pública de Arenápolis

Publicado

Tangará em Foco

Nove presos fugiram na madrugada deste domingo, 28, da Cadeia Pública da cidade de Arenápolis (MT). A fuga aconteceu por volta das 2h30 da madrugada.

De acordo com as informações, eles romperam a laje dde uma das celas da ala B, escalaram o muro da cadeia e fugiram.

Os agentes penitenciários acionaram o setor de segurança para ajudá-los nas buscas ao fugitivos.

De acordo com a Assessoria de Imprensa da Secretária de Estado de Segurança Pública (SESP), os servidores escutaram barulho e foram verificar, constatando a fuga.

De acordo com a SESP o presídio funcionava com 80 pessoas, abaixo da capacidade máxima que é de 87.

Consta que os policiais penais de plantão após escutarem dois barulhos do lado de fora da cadeia, acionaram as câmeras externas e visualizaram a movimentação dos cães seguido de latidos. Forros de cama foram encontrados entre os arames do muro e pares de chinelo sobre caixa de cloro e caixa de energia que serviram de suporte para pular o muro, no canto lateral.

Veja Também:  Jovem tangaraense é presa com 21 Kg de maconha na fronteira com o Paraguai

Após ligações e reunião de policiais penais de folga, Policia Civil, Militar e direção da cadeia, foi realizada ação de contenção na cela e realizados 5 disparos calibre 12 de munição nao letal para evitar a fuga dos demais presos.

As Polícias Militar e Civil realizaram várias rondas nas imediações e até o momento nenhum preso foi recapturado, mas as buscas continuam.

A maioria dos fugitivos são das cidades de Nortelândia, Arenápolis e Cuiabá, dentre outros.

Os foragidos são Gerson Alves Faria Lima, Diego Honório Pereira da Silva, Claudson da Silva Figueiredo, Bruno Alves de Oliveira, Gean Felipe de Siqueira Souza, Jefferson de souza Teixeira, José Cristian Soares de Almeida, Luan Douglas de Oliveira Silva, Willian Domingos da Costa.

Qualquer informação a respeito do paradeiro dos fugitivos, devem contatar as policias civil e militar de suas cidades. (Com informações Reporter News)

Fonte: Tangará em Foco

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

DENISE: Exame comprova que enfermeira agressiva transmitiu covid-19 a militares durante ocorrência

Publicado

Na manhã desta segunda-feira dia 22 de junho de 2020 o Laboratório do Centro de Saúde Pública de Mato Grosso (LACEN) encaminhou ao PSF Primavera de Barra do Bugres o resultado da paciente Bruna Assis Correia, agente de Segurança Pública (Policial Militar), que foi acionada juntamente com o Sd PM Robert para atender uma ocorrência de agressão no último dia 12/06/2020 contra uma técnica de enfermagem moradora do município de Barra do Bugres-MT que encontrava-se no município de Denise-MT e afirmava ser portadora do vírus.

Ao serem conduzidos (agressor e vítima), a técnica de enfermagem, que diga-se de passagem, descumpriu o isolamento ao qual estava submetida, investiu contra a guarnição atentando contra a vida de todos os ocupantes da viatura ao tentar causar um acidente de trânsito, logo em seguida, após a parada do veículo, a mesma iniciou uma série de agressões tanto físicas quanto verbais, chegando ao ponto de cuspir contra os agentes de Segurança Pública inúmeras vezes.

Veja Também:  PM de Nova Olímpia deteve duas pessoas por porte ilegal de arma de fogo

Tal fato levou os agentes a buscar o setor de saúde para atendimento médico e realização de exame (Swab – PCR) e na data de hoje o exame atestou REAGENTE (positivo) para o vírus respiratório Coronavírus SARS-CoV2.

A nota tem a finalidade trazer à luz fatos e acusações descabidas quanto aos policiais envolvidos, já que foram acusados de plantar inverdades, de cercear o ir e vir, e de tentar desmoralizar a imagem da envolvida.

Também tem o intuito de informar para os demais envolvidos como os agentes da PJC (Polícia Judiciária Civil), socorristas do SAMU e alguns profissionais da saúde para que se necessário for, busquem atendimento médico a fim de conter a disseminação do vírus. A Sd PM Bruna assim como o Sd PM Robert encontram-se em isolamento desde o fato ocorrido e o quadro de saúde deles é estável. O resultado do exame do Sd PM Robert deve sair nos próximos dias.

Fonte: A Bronca Popular

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana