conecte-se conosco


Economia

Empreendedorismo sustentável: todos por um só propósito

Publicado

Esse modelo de negócio vem ganhando cada vez mais adeptos no Brasil, graças as mudanças de comportamento do consumidor

A preocupação com o impacto das atividades humanas no meio ambiente é um tema recorrente em todo o mundo. Muitos já se preocupam com o que estão consumindo e de que maneira isso pode afetar o nosso ecossistema. Tais mudanças vem dando espaço a um novo modelo de negócio: o empreendedorismo sustentável. Para se ter uma ideia, uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE) mostrou que 61% das pessoas mudariam seu estilo de vida para beneficiar o meio ambiente, e que mais de 70% aceitariam pagar mais por produtos que não causem grandes impactos ambientais.

Em Curitiba, por exemplo, existe hoje o primeiro hub de sustentabilidade do país. O projeto é uma iniciativa da Tecnóloga em processos ambientais Eduarda Guimarães de Almeida, e abriga vários empreendimentos com o mesmo propósito em um único lugar. “Para quem não conhece, a ideia de hub vem por definição da tecnologia, é um aparelho que interliga vários computadores, convergindo a uma única rede. Assim se dá a correlação. O Bosque é, hoje, o ponto focal com várias iniciativas conectadas a sustentabilidade, nos mais variados ramos, como alimentação, hospedagem e consumo. Trazemos juntos um novo olhar sobre o nosso modo de viver, consumir e existir”, avalia a empresária.

Veja Também:  Entenda a medida provisória de Bolsonaro que muda as regras do imposto sindical

Segundo a empresária, o objetivo do empreendedorismo sustentável não é só gerar conexões e disseminar o conceito da importância do olhar mais cuidadoso com a natureza, mas, sim, fortalecer essas iniciativas que, hoje, são tão importantes para a nova economia. O grande obstáculo, aqui no Brasil, ainda é a falta de investimento e desenvolvimento do setor, por consequência a pouca visibilidade e credibilidade. “Para criar um hub de sustentabilidade é preciso estar disposto, afinal, o Brasil precisa investir e incentivar a sustentabilidade. Não é uma tarefa impossível, mergulhar no assunto, estar envolvido na área, com profissionais éticos, para além de ter força de vontade em querer construir essa nova realidade. O importante, mesmo, é alinhar os propósitos das empresas com seu público-alvo”, complementa.

Apesar das dificuldades, Eduarda vê as mudanças acontecerem e acredita que, em breve, se tivermos essa consciência, os benefícios serão ainda maiores e todos sairão ganhando, tanto as empresas, como a sociedade e o meio ambiente. “Se observarmos ao nosso redor, até há pouco tempo você não ouvia falar em sustentabilidade, em processos sustentáveis, em ações que gerem lucro e ao mesmo tempo beneficiem a humanidade e a natureza. Hoje, discutimos esse assunto quase todos os dias e estamos entendendo os caminhos. Criamos ONG’s, empresas, grupos em prol da natureza. Ou seja, aos poucos estamos nos tornando um hub de referência e espero que essa prática possa ser incentivada e que se espalhe, que em cada canto brote um hub, e a rede se firme.”, finaliza.

Veja Também:  Empresas e bancos tem até hoje para enviar comprovantes usados no IR

O que é empreendedorismo sustentável?

O empreendedorismo sustentável caracteriza uma modalidade de negócios em que a geração de lucro é combinada ao desenvolvimento responsável do meio social e do meio ambiente. As empresas que se enquadram nesse modelo de empreendedorismo exercem suas atividades com base em medidas que não prejudicam os ecossistemas, demonstrando resultados através de indicadores socioambientais que trazem a realidade da empresa.

Sobre O Bosque hostel

Inaugurado em 2019, O Bosque hostel traz um conceito inédito ao segmento de hospedagem: o coneito slow design. O propósito é acolher com responsabilidade ambiental e social e transformar a experiência de hospedagem através de um ambiente que gere reflexão para sustentabilidade. E assim, criar uma rede de multiplicadores de impacto, fazendo com que seus visitantes possam viver e compartilhar essa realidade. O hostel funciona todos os dias da semana e aceita todos os cartões. Para mais informações acesse www.obosquehostel.eco.br ou as páginas oficiais da marca no Instagram https://www.instagram.com/obosquehostel/  e  no Facebook https://www.facebook.com/obosquehostel/  

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Empaer comercializa alevinos de tambacu e tambatinga em janeiro

Publicado

Foto: João de Melo/ Empaer-MT

Por: O Bom da Notícia

Foto: João de Melo/ Empaer-MT

No dia 31 de janeiro (sexta-feira) começa a comercialização de alevinos de tambacu e tambatinga na Estação de Piscicultura da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), localizada no município de Nossa Senhora do Livramento (42 km ao Sul de Cuiabá). O chefe da Estação, Francisco de Souza Filho, informa que a previsão é de comercializar alevinos para recria e engorda em cativeiro uma vez por semana, sempre nas sextas-feiras.

Na primeira venda do ano serão comercializados alevinos medindo de três a cinco centímetros por R$ 250 o milheiro, de cinco a oito por R$ 300 e de oito a dez centímetros por R$ 350. Francisco destaca que durante a entrega dos alevinos são repassadas orientações aos piscicultores desde os cuidados com a soltura dos alevinos nos tanques ou represas até o abate. Filho informa que é importante o momento da soltura do peixe na água, verificando a temperatura para aclimatização dos alevinos, ajustando as mudanças com cuidado.

Com um plantel de 400 matrizes de qualidade e produzidas na Estação, a previsão é de produzir mais de 500 mil alevinos no período de janeiro a maio deste ano. Francisco explica que os alevinos são transportados em embalagens plásticas com oxigênio e que, para evitar um choque térmico, é necessário colocar as embalagens umas três vezes na água, para soltando os alevinos apenas na quarta vez evitando assim a perda e morte. As espécies podem ser transportadas e permanecer nas embalagens por até 5 horas.

Veja Também:  Bolsonaro diz que ainda não recebeu projeto para aposentadoria dos militares

De acordo com Filho, foram realizadas oito desovas dos peixes e reprodução do tambacu (cruzamento do tambaqui com pacu), e tambatinga (cruzamento do tambaqui com a pirapitinga). Ele explica que em menos de 45 dias, após a reprodução, podem ser retirados alevinos medindo de três a cinco centímetros, considerados prontos para comercialização. A Estação tem capacidade para produzir 1 milhão de alevinos e possui 39 tanques de reprodução, sendo 12 de pesquisa e 27 para recria.

Foto: João de Melo/ Empaer-MT

Empaer comercializa alevinos de tambacu e tambatinga no final de janeiro 3.jpg

Em 2019, a Empaer vendeu 407 mil alevinos para 274 produtores rurais dos municípios de Cuiabá, Santo Antônio de Leverger, Nossa Senhora do Livramento, Poconé, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Rosário Oeste, Diamantino, Barra do Bugres, Jangada, Cáceres e Nova Mutum. Para realizar a compra acima de cinco mil alevinos é necessário fazer reserva e encomendar pelo telefone: (65) 99973 5421. O transporte é por conta do produtor.

Viveiro para criação de peixe

O engenheiro de pesca da Empaer, Enock Alves dos Santos, fala que Mato Grosso tem uma produção de 54 mil toneladas de peixe por ano, cultivados em tanques. Ele destaca que para o produtor ter rentabilidade e sucesso no cultivo e na produção de peixe são necessários alguns fatores para implantação da piscicultura, como a qualidade da água, solos com teor de argila acima de 25% e topografia com a inclinação de 0,5% de desnível dos tanques, permitindo um abastecimento e escoamento por gravidade.

Veja Também:  Decreto presidencial dificulta criação de novos concursos públicos; entenda

Explica também sobre a construção de viveiros, que devem ter uma profundidade de 1.50 metros na parte rasa e 1.80 metros na parte mais funda, podendo chegar a até 2 metros. “Não existe forma ou dimensão ideal para viveiros de cultivo de peixe, a forma depende das condições do terreno, dimensão e o poder aquisitivo do produtor”, enfatiza.

Na compra dos alevinos, os produtores recebem informações sobre o manejo, alimentação e nutrição de peixes, qualidade e oxigênio da água, temperatura, densidade por metro quadrado, controle no cultivo de alevinos e outras.

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Caminhoneiros ganham versão digital de “troco”

Publicado

Troco Pay garante liberdade, segurança e facilidade para caminhoneiros e permite melhor gestão das despesas para os frotistas
Uma nova forma de pagar o “troco” para os caminhoneiros acaba de ser apresentada pela RodoBank – empresa de pagamento eletrônico de frete habilitada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) – em conjunto com os Postos Mirian, primeira rede de postos de combustível a adotar a inovação digital. Trata-se do Troco Pay, produto inédito no setor de transporte de cargas brasileiro, que desburocratiza e torna as transações de troco e até mesmo de pagamento em postos de combustíveis mais fáceis e seguras, já que, via de regra, são movimentações de altas quantias de dinheiro.

 Na prática, o troco é o montante que resta do que não foi gasto em abastecimento e esse valor o caminhoneiro recebe em cheque-troco, em dinheiro em espécie ou solicita ao posto efetuar transferência bancária.

O lançamento do Troco Pay by Postos Mirian aconteceu em um evento realizado na noite de ontem no Posto Mirian, em Candeias do Jamari (RO), com a presença de profissionais da rodovia. O novo produto já está em funcionamento nas sete unidades dos Postos Mirian, que hoje realizam cerca de 100 mil atendimentos, sendo que 85% geram troco.

Com essa novidade, o caminhoneiro recebe seu troco em uma conta digital aberta instantaneamente, no próprio posto, sem nenhum custo. Nesse mesmo momento, é criado um usuário e senha e enviado ao celular do caminhoneiro para que ele acesse a conta digital pelo aplicativo RodoBank. O posto também oferece ao caminhoneiro um cartão para pagar as despesas de viagem com o troco que recebeu na conta digital, podendo ser utilizado em milhões de estabelecimentos.

Veja Também:  Bolsonaro diz que ainda não recebeu projeto para aposentadoria dos militares

“Uma de nossas constantes preocupações é trazer inovação e tecnologia para os nossos postos. Nessa busca, encontramos na Rodobank a equipe ideal para oferecer isso ao profissional da rodovia e que possui mais de 20 anos de experiência em pagamentos no setor de transporte. Agora o caminhoneiro passa a ter liberdade para escolher como receber o troco, tem mais segurança no recebimento automático, paga contas e até transfere dinheiro para outra conta”, explica o diretor dos Postos Mirian, Júnior Galvane Batista.

Já para os frotistas, uma vantagem adicional na plataforma é a possibilidade de controlar as despesas de viagens dos caminhoneiros através do portal e aplicativo oferecido pelo RodoBank, mantendo a gestão dos recursos recebidos pelos caminhoneiros.

Segundo o CEO do RodoBank, Jorge Dib, “o Troco Pay garante ao caminhoneiro liberdade para escolher a forma que quer receber o troco, além de tornar a vida do caminhoneiro e do frotista mais segura e fácil, pois o motorista deixa de carregar dinheiro em espécie e cheque nas viagens e fica menos exposto ao risco de roubo. Além disso eles podem resolver toda sua vida financeira durante a viagem, pois em sua Conta Digital RodoBank eles podem pagar contas, boletos, fazer transferências bancárias, sacar em caixas do Banco 24horas e pagar abastecimentos nos postos credenciados à nossa rede. Aliás é importante frisar que a nossa rede possui as melhores condições comerciais do mercado para permitir que o amigo caminhoneiro negocie o melhor preço de combustível”.

Veja Também:  Decreto presidencial dificulta criação de novos concursos públicos; entenda

Ainda de acordo com Jorge, “Nosso objetivo é chegarmos rapidamente em 1.500 postos utilizando o Troco Pay, com movimentação prevista de mais de R$ 1 bilhão de reais por mês”, finaliza.

Sobre a RodoBank

Em operação desde fevereiro de 2019, a RodoBank surge no mercado de operações logísticas do Brasil com soluções práticas, digitais e de automação para processos entre embarcadores, transportadoras, caminhoneiros e postos de combustíveis. A RodoBank oferece portal de gestão na web, aplicativo, cartão físico da bandeira Mastercard, entre outras ferramentas. Mais informações em www.rodobank.com.br

Sobre Postos Mirian

Com 25 anos de história, hoje a rede de Postos Mirian está presente nos estados de Mato Grosso, Rondônia e Pará. São 7 postos atendendo com o mesmo padrão de qualidade. E a oitava unidade já está em construção em Barcarena, na grande região de Belém-PA. Evoluindo com a oferta de tecnologia e produtos desenvolvidos para cada necessidade, os Postos Mirian não perdem, no entanto, a essência do início das atividades: atender com qualidade. Esse atendimento, que vai muito além da bomba, se transformou, ao longo das décadas, em tradição. Mais informações em: http://postomirian.com.br/

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana