conecte-se conosco


Últimas Noticias

Energisa garante que valores excedentes são de maio

Publicado

A conta em destaque é de junho passado

O Diário da Serra expôs nesta quarta-feira, 3, a indignação de um consumidor de Tangará da Serra quanto a cobrança adicional de Bandeira Amarela em sua conta de energia do mês referência de junho, em que a vigência foi a Verde.

Para ele a cobrança foi abusiva. Ele afirmou ter pago sua fatura no valor total de R$ 1.156,26, e só depois verificou um acréscimo de R$ 12,73 como adicional de Bandeira Amarela. A conta em destaque é de junho passado, com leitura anterior do dia 13 de maio e atual datada do dia 12 de junho (data em que foi entregue).

Na oportunidade, buscamos informações junto a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon de Mato Grosso, que respondeu afirmando que o valor cobrado do consumidor está com o valor da fatura de bandeira amarela e não correspondente ao mês do sistema de bandeira aplicado (bandeira verde), além da Energisa, que não respondeu a solicitação.

Já nesta quarta-feira, depois que a matéria foi veiculada, a Assessoria de Imprensa do Grupo Energisa entrou em contato e explicou a forma de cobrança, garantindo que não houve irregularidade. Segundo eles, a bandeira tarifária em maio de 2019 foi a Amarela e a conta de junho veio com leitura de 18 dias daquele mês. “Junho realmente foi bandeira verde, só que a leitura do mês não é feita com mês fechado, é por ciclo. (…) dia 13 de junho fechou o ciclo dessa conta e ele pegou 13 dias de junho e restante de maio, que era bandeira amarela”, explica, ao destacar ainda que a Bandeira Amarela “só foi cobrada em cima dos dias de maio, do dia 14 ao dia 31 de maio. Nos dias seguintes, do dia 1º ao dia 13 [de junho] não foi cobrado nada, porque a bandeira verde não tem cobrança”.

Veja Também:  Concurso público é confirmado para 2019 em Campo Novo do Parecis

Naquele mês a cobrança excedente foi de R$ 1,00 para cada 100 quilowatts-hora consumido. Agora os valores mudaram: foram reajustados.

Ações de combate ao desperdício de energia devem ser intensificadas

A bandeira tarifária utilizada como referência nas contas de luz do mês de julho será a amarela. O anúncio foi feito no último dia 28 de junho, em comunicado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com a medida, as cobranças terão um acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora consumidos.

Assim, com o anúncio da bandeira amarela, é necessário intensificar as ações relacionadas ao uso consciente e ao combate ao desperdício de energia.

Para ajudar o consumidor, a Energisa disponibiliza em sua página oficial dicas de Economia de Energia, entre elas tomar banhos mais curtos, de até cinco minutos; selecionar a temperatura morna no verão; não deixar portas e janelas abertas em ambientes com ar condicionado; manter os filtros limpos; nunca colocar alimentos quentes dentro da geladeira; descongelar a geladeira e verificar as borrachas de vedação regularmente; utilizar iluminação natural ou lâmpadas econômicas e apagar a luz ao sair de um cômodo; pintar o ambiente com cores claras; juntar roupas para passar de uma só vez; e retirar os aparelhos da tomada quando possível ou durante longas ausências.

Veja Também:  Polícia Militar de Barra do Bugres prende suspeito de tráfico de Drogas

Fabíola Tormes / Redação DS 

Comentários Facebook
publicidade

Carros e Motos

Dicas sobre o compressor do sistema de ar-condicionado automotivo

Publicado

Categoria: Dicas/Auto

Um dos sistemas mais requisitados por clientes, quando vão adquirir um automóvel, é que este possua um sistema de climatização. Porém, são poucos motoristas que podem afirmar que possuem conhecimento sobre seu funcionamento. Quando compreendemos as etapas de funcionamento do sistema, temos habilidade para identificar quando este não está em seu melhor desempenho. Este sistema cuida da climatização do automóvel, tornando o ambiente agradável, em dias de muito calor. Mas atua também em outros dias, como em períodos de chuva intensa, pois impede que os vidros e painel fiquem embaçados, além de proibir que poeira e outros componentes presentes no ar.

O ar condicionado pode se apresentar de duas formas: manual ou analógico e digital. Em ambos é possível regular a temperatura em que o ar deve estar quando sair dos tubos de circulação. Os principais componentes deste sistema são: compressor, condensador, mangueiras e tubos. O compressor é responsável por comprimir o que foi retirado do evaporador e enviá-lo para o condensador. O condensador cuida de uma importante mudança, que é referente ao estado físico, pois o gás líquido do sistema se condensa, passando para o estado gasoso e elimina o calor do ar, através dos tubos. As mangueiras permitem que todo o sistema esteja interligado.

Veja Também:  Concurso público é confirmado para 2019 em Campo Novo do Parecis

Como garantir maior tempo de vida útil para o sistema de climatização do automóvel?

Todos os componentes do sistema possuem uma vida útil, ou seja, a partir de um certo momento estes irão apresentar defeitos. Os carros que foram fabricados recentemente, não sofrem com o problema relacionado a idade. Para que se possa aumentar o tempo de vida útil, principalmente dos sistemas mais antigos, é necessário, em um primeiro momento, observar como está o funcionamento do ar condicionado e seu resfriamento.

1) Cheque todos os componentes, um a um. É comum que o automóvel apresente defeitos como: ventoinha do condensador, vazamento do gás refrigerante e fusíveis queimados, que impedem a circulação do ar. É importante conferir todas as peças pois, em muitos casos, pode-se descobrir fios em má conservação e outros itens que, com uma troca rápida, permitem que o sistema funcione com total eficiência.

2) Realizar manutenção periódica. Toda a tecnologia necessita de manutenção para que continue executando sua função corretamente e a deste sistema deve ser feita a cada seis meses ou a cada 30 mil quilômetros rodados.

3) Higienização. Por estar em constante troca de ar entre os meios, ou seja, do ambiente para o carro e vice-versa, o sistema tem filtros que purificam este ar, retendo poeira, ácaros, fungos e entre outros seres. É necessário higienizá-lo uma vez por ano, podendo trocar o filtro de retenção e realizar limpeza dos tubos.

Veja Também:  Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT) abre processo seletivo com vagas em Barra do Bugres

4) Dar partida no automóvel com o sistema desligado. Discute-se que isto não é um problema, porém, carros mais novos possuem um sistema elétrico de proteção que automóveis com mais de dez anos de fabricação não possuem. Iniciando a partida com o sistema em funcionamento, induzirá uma pausa e após algum tempo, voltará a funcionar. Desta forma, exige que o compressor trabalhe mais, o que gera um desgaste em todo o sistema, diminuindo sua vida útil.

Caso apareça algum problema no sistema do ar-condicionado do seu veículo, procure um centro automotivo de confiança, com mecânicos capacitados para identificar qualquer problema que seu carro possa apresentar. Lá, o mecânico pode fazer a substituição do compressor do ar-condicionado com peças que podem ser adquiridas na Loja Online autopecas24.pt ou lojas físicas. Outro ponto importante: a não ser que você possua os conhecimentos necessários para realizar reparos e substituições, não mexa em nada do seu veículo por conta própria.

Comentários Facebook
Continue lendo

Últimas Noticias

Confira aqui o resultado oficial das eleições para conselheiro tutelar de Barra do Bugres

Publicado

Resultado de imagem para eleiçoes conselho tutelar

CONFIRA O RESULTADO:

MARIA MADALENA 351
LENIL ARAÚJO 336
LORRAYNE AMORIM 230
MEYRE SANTOS 216
GLAUCIA FONTE 199
RAQUEL ARRUDA 188
ROSANA ARRUDA 160
ANA PAULA GREGOLIM 121
EVANILDO RAMOS 117
JUCILENE MATOS 57
ÉRICA VIEIRA 39
Número de eleitores = 18.966
Número de votantes = 2.181
Votos em Branco = 05
Votos Nulos = 20

Resultados fornecidos pela CMDA Barra do Bugres.

Fonte: CMDCA

Comentários Facebook
Veja Também:  Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT) abre processo seletivo com vagas em Barra do Bugres
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana