conecte-se conosco


Sem categoria

Escola Estadual Júlio Muller em Barra do Bugres deve ser entregue em 2020

Publicado

O governo de Mato Grosso reiniciou  57 obras que estavam paralisadas somente no setor da Educação, o que totaliza um investimento de R$ 54,7 milhões. Além dessas obras, também foram retomadas o pagamento de convênios com prefeituras para reformas, ampliações e construções de salas de aula e quadras.

Muitas dessas obras estavam paralisadas há vários anos, como é o caso da construção da escola estadual do Distrito de Celma, em Jaciara, no valor de R$ 3,3 milhões. Do montante, R$ 2,2 milhões é oriundo do Estado e R$ 1,014 milhão do Governo Federal. A obra teve início em 2013.

Outra unidade que estava com as obras paralisadas é a da Escola Estadual Marechal Cândido Rondon, em Coqueiral Quebó, em Nobres. A obra foi paralisada na época em que foi deflagrada a “Operação Rêmora”, em 2016. A nova ordem de serviço já foi concedida.

Muitas das obras que foram retomadas neste ano já estão em ritmo acelerado, pois o governo só deu a ordem de serviço com a garantia de ter o recurso para pagar as construtoras pelo serviço realizado.

Veja Também:  Escola SOS em Barra do Bugres realiza vários projetos

“Nós retomamos essas obras de acordo com o fluxo de caixa do Governo, para que não ocorra nenhum tipo de interrupção, por falta de pagamento”, explicou o governador Mauro Mendes, que revelou ainda que essas obras tiveram a autorização para a sua retomada assinada já há alguns meses.

“Muitas dessas obras já estão com o trabalho bem adiantado e já temos previsões de entregar algumas delas já em 2020”, assegurou.

Mendes relatou que uma das unidades que deve ser entregue em 2020 é a Escola Estadual Júlio Muller, em Barra do Bugres. O local passa por uma reforma geral e a obra está orçada em R$ 3.319.614,38. Todo o recurso é do Governo do Estado.

De acordo com a secretária de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, a retomada dos investimentos representa melhoria para a comunidade escolar, e, principalmente, a certeza que o Estado está caminhando no rumo certo e com planejamento. “Retomamos essas obras, que já representam um grande avanço pela melhoria no ambiente escolar, pois sabemos da importância da infraestrutura física para o ensino e a aprendizagem”, ponderou.

Veja Também:  Dez gols alegraram as rodadas do Sub-20 no município de Barra do Bugres neste final de semana

Os convênios totalizam um montante de R$ 25,7 milhões. Desse valor, R$ 24 milhões são de recursos do Estado e R$ 1,7 milhão vem dos cofres das prefeituras. Em alguns casos, de acordo com o levantamento da secretaria, nenhum recurso havia sido repassado para o município como contrapartida do Estado, como é o caso de uma escola nova que está em fase de construção no município de Campo Verde e outra em Várzea Grande.

O Estado também trabalha na climatização de 40 unidades escolares, com a adequação da parte elétrica, seguido da colocação dos transformadores, para só então passar para a instalação do aparelho de ar condicionado.

Redação Só Notícias (foto: Christiano Antonucc

Comentários Facebook
publicidade

Sem categoria

Cão desaparecido no Bairro Maracanã

Publicado

Desapareceu na noite de ontem, no Bairro Maracanã, um cachorro de porte médio. Foi visto pela última vez, nas imediações da Av. das Nações. A Proprietária está muito abalada com seu desaparecimento. Qualquer informação ligue (65) 99935 3578

Comentários Facebook
Veja Também:  Seduc-MT lança edital para contrato temporário para escolas estaduais
Continue lendo

Sem categoria

Sicredi tira marca da camiseta do Operário após contratação do goleiro Bruno

Publicado

O Sicredi segue apoiando financeiramente o Mato-grossense 2020

Allan Pereira / RD News 

A Cooperativa Sicredi exigiu que a marca da empresa não seja utilizada pelo Clube Esportivo Operário Várzea-grandense durante o campeonato estadual deste ano. A decisão leva em consideração a contratação do goleiro Bruno Fernandes, de 35 anos, condenado a mais de 20 anos de prisão pelo sequestro, homicídio e ocultação de cadáver da ex-namorada Elizia Samudio, em 2010.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da cooperativa. O Sicredi segue apoiando financeiramente a Federação Mato-Grossense de Futebol e o campeonato de 2020.

Bruno tem que esperar aval da Justiça de Minas Gerais para vir para Várzea Grande. Só depois disso é que ele será apresentado ao time. A contratação do goleiro no Boa Esporte, em 2017, um dos times pelo qual jogou após passar a cumprir pena em regime semiaberto, fez com que o clube perdesse quatro patrocinadores, segundo reportagem do Globo Esporte.

Protesto contra a contratação – Um grupo de mulheres chamado “Bloco das Meninas” também irá protestar, na noite desta terça, 21, na Arena Pantanal. O local, no entanto, pode ser alterado, já que as manifestantes souberam que o Operário vai organizar um evento no Estádio Dito Souza, em Várzea Grande, no mesmo horário.

Veja Também:  SMEC de Barra do Bugres se reúne com gestores das unidades escolares para definir processo eleitoral

O protesto receberá apoio também do Núcleo Feminino da Força Jovem Operário, que já se manifestou contra a contratação. Em nota, afirma que “aceitar a contratação dele de forma tranquila é naturalizar e ser conivente com as opressões que lutamos. Nós, mulheres que frequentamos a arquibancada que lidamos diariamente com o machismo dentro dos estádios e torcidas não podemos aceitar de forma natural”.

O Conselho Estadual dos Direitos da Mulher de Mato Grosso, que já se posicionou contra a contratação por meio de nota, também vai participar.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana