conecte-se conosco


Mato Grosso

Governo busca parcerias para cursos de qualificação profissional

Publicado

Com a proposta de viabilizar cursos de qualificação profissional e outras ações com foco no desenvolvimento econômico e geração de emprego, a primeira-dama de Mato Grosso, Virginia Mendes, reuniu-se, nesta terça-feira (27), com o presidente da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo Oliveira.

A reunião ocorreu na sede da Federação, em Cuiabá, e contou com a participação da secretária de Estado de Cidadania e Assistência Social (Setasc), Rosamaria Carvalho, e da diretora regional do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT), Lélia Brun.

Conforme a secretária Rosamaria, há, em Mato Grosso, mais de 49 mil jovens entre 16 e 24 anos com defasagem escolar e fora do mercado de trabalho, de acordo com dados  do Cadastro Único das Políticas Sociais (CADÚnico), do mês de novembro de 2018.

“E este é apenas um recorte, pois existem ainda as mulheres chefes de família. Nosso objetivo ao buscar a parceria com o Senai é exatamente atender a este público com cursos de qualificação e, com isso, fazer a inserção no mercado de trabalho”, pontou Rosamaria.

Veja Também:  Polícia recupera R$ 800 mil em suplementos e energéticos roubados

A primeira-dama Virginia Mendes destacou que o mercado de trabalho está cada vez mais exigente e quando o trabalhador se apresenta para a vaga com um certificado emitido pelo Senai as chances aumentam.

“Quando se fala em educação profissional a primeira palavra que vêm à mente é o nome do Senai. E as avaliações, tanto dos empresários quanto da população, são sempre ótimas em relação aos cursos ofertados. É impossível que o Governo atue neste assunto sem a parceria do Senai”, ressaltou.

O presidente da Fiemt, Gustavo Oliveira, reforçou que a Federação e as demais instituições que compõem o Sistema estão de portas abertas para uma parceira com o Estado, especialmente quando as ações são voltadas ao social.

“Temos como foco auxiliar as indústrias e parte da alavancagem econômica do segmento passa pela mão de obra qualificada. Observamos que há muitos setores com carência de profissionais e a nossa intenção é ajudar nas duas pontas: a quem precisar contratar e não encontra o trabalhador qualificado e também a quem precisa trabalhar, mas não tem a qualificação devida”, frisou Oliveira.

Veja Também:  Consumidores podem aderir à tarifa branca em 2020; entenda como funciona

Sobre o Senai

A instituição é um dos cinco maiores complexos de educação profissional do mundo e o maior da América Latina. Seus cursos preparam trabalhadores para 28 áreas da indústria brasileira, desde a iniciação profissional até a graduação e pós-graduação tecnológica.

Desde 1942, quando iniciou suas atividades, já formou mais de 73 milhões de trabalhadores. Apenas em 2017, a entidade realizou 2,3 milhões matrículas. Em Mato Grosso, foram 80 mil, em 2018, nas 13 unidades do Estado, número 7% superior ao ano anterior. O trabalho junto às indústrias alcançou um índice de satisfação de 9,18 no quesito Educação Profissional.

Comentários Facebook
publicidade

Economia

Com preço acessível, Sesc Alimenta será inaugurado nesta terça

Publicado

Nesta terça (21) às 10h, com os sabores da comida brasileira, será inaugurado o restaurante Sesc Alimenta. Oferecendo alimentação saudável por 12 reais o quilo, o restaurante é exclusivo para os trabalhadores do comércio e seus dependentes. O Sesc Alimenta funciona de segunda a sexta-feira das 11h às 13h30, na Av. Tenente Cel. Duarte, 2140, no bairro Porto em Cuiabá.

Com atendimento médio de 400 refeições por dia, o restaurante traz opções de saladas, proteínas e pratos tradicionais da culinária brasileira. A alimentação foi pensada por nutricionistas do Sesc Mato Grosso, e tem o compromisso com a qualidade e sabores do cardápio.

Além da refeição, por quilo, o restaurante também disponibiliza água ou um refresco para os clientes e não tem custo adicional.

“A procura por alimentação fora de casa é crescente entre a população, contudo, muitas vezes a alimentação fora do domicílio pode contribuir para o consumo de alimentos pouco saudáveis, bem como encarecer o orçamento familiar.” afirma a coordenadora administrativa do Sesc, Sarah Heitz.

A coordenadora ainda diz que a proposta do Sesc é oferecer alimentação de qualidade com preço baixo para o comerciário. “Neste sentido, o Serviço Social do Comércio oferece um espaço de alimentação com a proposta de oferecer refeições saudáveis, de baixo custo, saborosas e com garantia de qualidade.”, revela Sarah Heitz.

Veja Também:  Sesp-MT apresenta cumprimento das metas físicas de 2018

Para usufruir dos serviços é preciso ser trabalhador do comércio, bens de serviço, turismo, ou ainda ser cadastrado como dependente. Dessa forma, quando for ao restaurante é só apresentar o número do CPF.

Como obter o cadastro?

Se sua empresa estiver vinculada ao Sesc Mato Grosso, basta comparecer a Central de relacionamento do Sesc Arsenal, com documentos pessoais como carteira de trabalho, CPF, comprovante de residência e foto atualizada.

Já em relação ao dependente é preciso ter algum vínculo familiar com o titular, como pai, mãe, filho ou filha, cônjuge, entre outros. Na hora do cadastro, também, é preciso apresentar documentos de identificação e foto atual.

Serviços

Central de Relacionamento em Cuiabá: (65) 3611-0550

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Intermat reforma estrutura física em parceria com o Programa Terra a Limpo

Publicado

Será investido o total de R$ 1,9 milhão na reestruturação da autarquia

Lorena Bruschi | Secom-MT

Projeto de reforma da recepção do Intermat – Foto por: Divulgação

Projeto de reforma da recepção do Intermat

O Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat) está reformando a sua estrutura física para melhorar as condições de trabalho, e a prestação de serviços. O investimento previsto é de cerca de R$1,9 milhão, sendo R$ 900 mil, com recursos do Programa Terra a Limpo, por meio de contrato firmado junto ao Fundo Amazônia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e o restante, financiado pelo Executivo estadual.

A reforma prioriza a área comum de atendimento, e o conforto do cidadão. A obra prevê a instalação de um elevador no prédio, com o objetivo de atender às normas de acessibilidade, será renovda a parte lógica de Tecnologia da Informação e elétrica, uma nova pintura, e mobiliário para a criação de um ambiente corporativo institucional.

A melhoria da estrutura física faz parte de plano de trabalho do Terra a Limpo, que prevê, além de outras ações, a renovação da infraestrutura física, tecnologia da informação (TI), equipamentos e mobiliários do Instituto.

Veja Também:  Consumidores podem aderir à tarifa branca em 2020; entenda como funciona

A intenção é que a modernização da autarquia promova melhorias na gestão, e nos resultados da regularização fundiária em Glebas e Assentamentos localizados em Mato Grosso. O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) é um dos órgão parceiros na execução das atividades.

“Um ambiente funcional é importantíssimo para melhorar nossas rotinas de trabalho e o atendimento ao cidadão, que necessita dos serviços de regularização fundiária em nosso Estado. Uma estrutura mais moderna será um legado para esta instituição que funciona há mais de 30 anos neste local, e que necessitava de adequações às novas demandas de modernização”, afirma o presidente da autarquia, Francisco Serafim.

Terra a Limpo

O programa prevê um investimento de R$72,9 milhões em Mato Grosso, com o objetivo central de promover a resolução de conflitos e a segurança jurídica pela posse da terra, beneficiando famílias de agricultores de 87 municípios.

O programa foi instituído pelo Decreto nº 1.560, de 29 de junho de 2018, sob a coordenação central da Casa Civil, com a implementação da política fundiária no estado realizada pelo Intermat, e parceria de diversos órgãos estaduais.

Veja Também:  Detran-MT notifica 111 condutores por suspeita de irregularidade na obtenção da CNH

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana