conecte-se conosco


Agronegócio

Incertezas no mercado de etanol sustentam mix açucareiro na safra 2020/21

Publicado

Incertezas no mercado de etanol sustentam mix açucareiro na safra 2020/21“O elevado patamar do dólar comercial estimulou ainda mais a fixação da produção por parte de algumas usinas, visto que os preços do açúcar convertidos ao real alcançaram os arredores de R$ 1.500/t na metade do último mês proporcionando margem significativa em relação ao custo médio de produção”, avalia o analista de inteligência de mercado da INTL FCStone, Matheus Costa.

Segundo a revisão de março, divulgada na quarta-feira, 18 de março, a INTL FCStone espera que o Centro-Sul brasileiro produza 33,1 milhões de toneladas de açúcar em 2020/21, crescimento de 24,5% em relação a 2019/20. Especificamente, esse volume representa um mix açucareiro de 42,1%, 4,3 pontos percentuais acima da estimativa anterior e 8 p.p. além do esperado para 2019/20.

A rápida disseminação do Coronavírus (COVID-19) aliada ao desentendimento entre dois grandes produtores de petróleo, Arábia Saudita e Rússia, levou à forte derrocada nos preços do óleo bruto.

Consequentemente, a Petrobras fez novo reajuste negativo nos preços da gasolina A na quinta-feira (12 de março), na ordem de R$ 0,16/L fazendo com que no acumulado de 2020, as revisões totalizassem pouco mais de -R$ 0,39/L.

Veja Também:  Preparação para o período da seca deve começar no verão

Considerando esse contexto, a fabricação de etanol de cana deve se posicionar em 28,1 milhões de m³ de acordo com os cálculos da INTL FCStone, queda safra-a-safra de 11,4%. Em meio às perspectivas de que a gasolina ganhe participação no consumo de combustíveis de ciclo Otto, o grupo estima que a destilação de hidratado atinja 19,2 milhões de m³, queda de cerca de 1,2 milhão de m³ em relação à estimativa de janeiro e de 14,0% ante ao ciclo 2019/20. O anidro, por sua vez, deve apresentar retração mais branda no comparativo com o ciclo anterior, para 8,9 milhões de m³ (-5,1% no comparativo anual).

As perspectivas para a fabricação de etanol de milho se mantém estáveis em relação à última estimativa, com pouco menos de 1,7 milhão de m³ de hidratado e 804 mil m³ de anidro. De modo geral, a destilação total de álcool pelo Centro-Sul deve atingir 30,6 milhões de m³ em 2020/21, recuando 8,2% frente ao projetado para a temporada anterior.

Em relação às condições climáticas sobre os canaviais, destaca-se que no acumulado do último mês, as precipitações totalizaram 182,3 mm na média ponderada da região analisada. Embora represente diminuição de 11,3 mm em relação à mesma época de 2019, esse volume supera a média histórica para o período em 6,7%, segunda análise de inteligência de mercado da INTL FCStone.

Veja Também:  BANANA/CEPEA: Vendavais atingem bananais em SP e SC

Os efeitos positivos da umidade observada em fevereiro/20 devem se somar aos ganhos de saúde vegetal obtidos desde o início de outubro/19, resultando em maior disponibilidade de matéria prima.

O grupo elevou sua expectativa de moagem no Centro-Sul em relação à publicação anterior, para 597,8 milhões de toneladas, volume que representa crescimento de 1,4% ante ao estimado para 2019/20.

Uma evidência desse incremento é a quantidade de usinas em atividade no início de março. Estima-se que 33 unidades produtoras estejam operacionais na 1ª quinzena de mês corrente, superando em 22,2% a quantidade observada na mesma época do ano passado.

A quantidade disponível de ATR (açúcar total recuperável) estimada para a próxima temporada é de 82,5 milhões de toneladas, crescimento de aproximadamente 0,8 milhão de toneladas em relação à estimativa anterior e de 0,9% frente ao estimado para 2019/20.

Fonte: Revista Cultivar
www.barranews.com.br – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio

Prefeitura e Grupo Barralcool promovem higienização das ruas de Barra do Bugres diariamente

Publicado

A limpeza se dá principalmente em áreas de grande aglomeração de pessoas durante o dia

 Trabalho realizado na noite de quinta-feira

Para combater o avanço do coronavírus, por meio de uma parceria entre Prefeitura de Barra do Bugres e grupo Barralcool, todas as noites está sendo realizada limpeza das vias, com maior fluxo de pessoas durante o dia. Um caminhão pulveriza, em forma de névoa, o cloro diluído em 3%.

A limpeza se dá principalmente em áreas de grande aglomeração de pessoas durante o dia, ou seja, nas avenidas principais e nas calçadas. O foco principal de limpeza tem sido em frente a prédios públicos de atendimento à população, como Unidades de Pronto Atendimento, bancos e comércio.

Fonte: Assecom

www,barranews.com.br – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
Veja Também:  Preparação para o período da seca deve começar no verão
Continue lendo

Agronegócio

Indústria e produtor de soja enfrentam alta no frete devido a coronavírus

Publicado

Indústria e produtor de soja enfrentam alta no frete devido a coronavírus“O mercado de frete está se ajustando, como tem caminhoneiro que não está querendo fazer rota longa, o preço do frete está subindo. Tem que escoar, o preço sobe mesmo, basicamente é isso que está acontecendo”, disse André Nassar, em entrevista à Reuters.

Ele afirmou que alguns agricultores sofreram um aumento de custos para levar a soja de caminhão até os armazéns, enquanto tradings também enfrentam o problema para escoar a soja já negociada com os produtores.

Mas o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) disse que, apesar do aumento do custo maior, são raros os relatos de empresas associadas sobre falta de caminhão para levar o produto até os portos.

Veja Também:  Preparação para o período da seca deve começar no verão

“Não é que o caminhão virou um problema, mas o que aconteceu é que o frete subiu”, disse ele, sem dar detalhes sobre o aumento no valor do frete.

Ele disse que medida do governo publicada nesta sexta-feira, que estabelece restaurantes e outros serviços como essenciais para caminhoneiros, deverá ajudar no escoamento da safra recorde de soja do Brasil.

Nassar disse ainda, que apesar dos desafios, o Brasil conseguirá exportar os volumes de soja demandados.

Fonte: Reuters

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana