conecte-se conosco


Mato Grosso

Inscrições para 125 vagas em cursos superiores do IFMT São Vicente podem ser feitas até dia 03 de outubro

Publicado

Assessoria de Comunicação IFMT-Campus São Vicente

Inscrições para 125 vagas em cursos superiores do IFMT São Vicente podem ser feitas até dia 03 de outubro

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) está com vagas abertas para o Edital nº 75/2019 referente ao Vestibular 2020/1 dos seus Cursos de Graduação, com ingresso no primeiro semestre do ano letivo de 2020.

Estão sendo ofertadas 1.218 vagas, em 20 unidades da instituição. Para o IFMT São Vicente são 125 vagas, sendo 25 para cada um destes cursos: Zootecnia, Agronomia Integral (Campo Verde), Agronomia Noturno (Campo Verde), Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (Campo Verde), e Licenciatura em Ciências da Natureza com habilitação em Biologia (Jaciara).

Em conformidade com a legislação, o IFMT reserva 60% (sessenta por cento) das vagas de todos os cursos e turnos para candidatos que tenham cursado integralmente o ensino fundamental na rede pública de ensino (municipal, estadual ou federal). Saiba mais sobre o sistema de cotas.

Inscrição

Os candidatos podem se inscrever até as 17h do dia 03 de outubro de 2019, através do nosso portal de seleção.

Veja Também:  Quase 30% das famílias mato-grossenses usam lenha ou carvão para cozinhar, aponta IBGE

Caso o candidato inscreva-se mais de uma vez será considerada somente a última inscrição realizada e paga. Para participar deste processo seletivo é necessário ter concluído o ensino médio ou equivalente até a data da matrícula.

Provas

A prova do Vestibular 2020/1 constará de uma redação e 50 questões objetivas, com duração de 4 horas e 30 minutos, incluindo o preenchimento do cartão-resposta e texto definitivo. A prova será realizada no dia 24 de novembro de 2019, das 14h às 18h30, aplicada em 20 localidades, dentre as quais o candidato deverá optar por uma no ato da inscrição.

Resultados e matrículas

O resultado do Vestibular 2020/1 será classificatório/eliminatório e as chamadas obedecerão à ordem decrescente de classificação, ou seja, da maior nota para a menor de acordo com a modalidade (cotas ou ampla concorrência) pela qual o candidato optou no ato da inscrição.

O gabarito da prova objetiva será divulgado no dia 25 de novembro de 2019. No dia 8 de janeiro de 2020 serão divulgadas, no nosso portal de seleção, dez listas, sendo uma dos candidatos da listagem geral que foram aprovados e os excedentes no Vestibular 2020/1; e nas outras nove listas constarão os nomes dos candidatos aprovados e os excedentes que se inscreveram como cotistas (reserva de vagas), por curso e turno.

Veja Também:  Onças-pintadas impulsionam turismo no Pantanal em MT; 90% dos turistas são estrangeiros

As matrículas dos aprovados em 1ª chamada serão realizadas de 13 a 16 de janeiro de 2020, das 8h às 11h e das 13h às 17h.

São Vicente

O IFMT São Vicente é a maior escola agrotécnica do Brasil. Com 76 anos de tradição e instalada em uma área de mais de 5.000 hectares, a fazenda-escola oferece vasta estrutura para aulas práticas, como: criação de animais, laticínio, frigorífico, horta e diversos outros tipos de culturas.

Os estudantes ainda podem ter benefícios como moradia interna, ser bolsista em projetos de pesquisa, extensão ou de monitoria didática, além de contar com auxílio financeiro para custear despesas com transporte ou moradia.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Primeira UTI Aérea de Mato Grosso começa a operar em fevereiro

Publicado

A aeronave tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros e autonomia de mais de seis horas de voo

Hérica Teixeira | Sesp-MT

– Foto por: Ciopaer-MT

Uma equipe do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), está nos Estados Unidos da América (EUA) realizando a vistoria da primeira UTI Aérea de Mato Grosso. Após concluída esta etapa, a aeronave modelo Chayenne II XL será trazida para Cuiabá e a previsão é que em fevereiro já esteja operando em todo o Estado.

Com o incremento, o Governo do Estado deve economizar R$ 10 milhões ao ano, com transporte de paciente em situação de emergência.

A aeronave tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros e autonomia de seis horas e 30 minutos de voo. A adequação da aeronave para UTI Aérea custou R$ 800 mil e o valor foi custeado pelo Ministério Público Estadual (MPE), por meio de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

“Estamos aqui para pegar a aeronave após aprovação do projeto de aquisição. Em janeiro a aeronave passará por nacionalização e certificação no Brasil e a previsão que entre em operações a partir de fevereiro de 2020”, destaca o comandante do Ciopaer, coronel PM Juliano Chiroli.

Veja Também:  Terceira edição da Operação De Olho na Bomba inicia fiscalização de postos na região metropolitana

As atividades do Ciopaer foram regulamentas pelo Governo do Estado em 17 de novembro de 2006, com o objetivo de centralizar em um único órgão o controle, operação e manutenção de aeronaves rotativas e de asas fixas empenhadas em atividades policiais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Procon-MT esclarece pontos da lei que proíbe cobrança de taxas de repetência

Publicado

Lei 11.041/2019 foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 02 de dezembro

Assessoria | Procon-MT

Está em vigor em Mato Grosso a Lei 11.041/2019, que proíbe a cobrança de taxas de repetência – Foto por: MEC

Está em vigor em Mato Grosso a Lei 11.041/2019, que proíbe a cobrança de taxas de repetência

Está em vigor em Mato Grosso a Lei 11.041/2019, que proíbe a cobrança de taxas de repetência, sobre disciplina eletiva e de provas por parte das instituições particulares de ensino superior. A legislação restringe-se à cobrança de taxas, o que não significa que o consumidor esteja isento de pagar pela prestação de serviço a ser contratada.

O Procon-MT esclarece que, no caso de reprovação do aluno em uma ou mais disciplinas, a instituição de ensino poderá cobrar apenas o valor proporcional à carga horária da disciplina repetida, não podendo onerar o aluno para além deste valor. O mesmo se aplica às disciplinas eletivas.

Já em relação às provas, não será permitida a cobrança de taxa sobre nenhum tipo de teste, como segunda chamada e prova final. “O objetivo da lei é proteger o consumidor de cobranças abusivas, muitas vezes constatadas no ensino superior”, esclarece a Secretária Adjunta do Procon, Gisela Simona.

Veja Também:  Com parcerias, unidades prisionais qualificam reeducandos de MT

A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 02 de dezembro de 2019 e está em vigor desde então.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana