conecte-se conosco


Barra do Bugres e Região

Integrantes de facção criminosa que cobrava ‘mensalidade’ de membros são alvos de operação

Publicado

Por G1 MT

 operação 'Lama Vermelha' — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

operação ‘Lama Vermelha’ — Foto: Polícia Civil de Mato Grosso/Assessoria

Vinte e sete integrantes de uma facção criminosa suspeita de crimes de homicídios, tráfico de drogas, roubos e furtos, e organização criminosa são alvos da operação ‘Lama Vermelha’, deflagrada nas primeiras horas desta quinta-feira (21) em Campo Verde, a 139 km de Cuiabá.

Segundo a Polícia Civil, o grupo criminoso detinha o monopólio da venda de drogas no município, as chamadas biqueiras ou bocas de fumo, e cobrava mensalidade dos membros.

Para a operação foram expedidos 54 mandados judiciais, sendo 27 prisões temporárias e 27 buscas e apreensão domiciliar.

Do total de mandados de prisão, 18 foram expedidos para cumprimento em Campo Verde (área urbana e rural) e 9 em outras cidades sendo elas: Cuiabá (1 na Penitenciária Central do Estado), Chapada dos Guimarães (2), Rondonópolis (3 presos e 1 solto) e Barra do Garças (1).

A investigação iniciou em outubro de 2018, após descoberta de uma grande célula da facção criminosa, que estava agindo a mando de lideranças presas em unidades prisionais do Estado de Mato Grosso.

De acordo com a Polícia Civil, a ‘célula criminosa’ de Campo Verde está dividida em posições hierárquica seguindo um ‘estatuto’ da facção criminosa, cada um executando atividades específicas em benefício do funcionamento da organização.

Os chamados ‘conselheiros’ são as lideranças locais, seguido dos ‘disciplinas’ (membros responsáveis por aplicar sanções àqueles que descumprissem o estatuto), os ‘espelhos’ (substitutos legais) e na base estão os ‘soldados’ e ‘colaboradores’, aqueles que executam os crimes diretamente.

A organização criminosa, para assegurar seu território, teria cometido, ao menos, 4 homicídios.

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres e Região

Profissionais da educação de MT param para cobrar aumento e contra a Reforma da Previdência

Publicado

Os profissionais da educação de Mato Grosso fazem, nesta quarta-feira (24), uma paralisação de 24 horas para cobrar valorização salarial e uma mobilização contra a Reforma da Previdência. Com o movimento, as aulas estão suspensas em 128 escolas do estado, que corresponde a 30% do total de 368 unidades.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público (Sintep-MT), que representa a categoria, a paralisação integra um ato nacional, que marca a 20ª Semana Nacional em Defesa e Promoção da Educação Pública.

Além da pauta salarial, os profissionais pedem valorização da carreira e respeito do governo estadual, que “não cumpre com as políticas de estado, que asseguram o direito à educação com qualidade e valorização profissional”.

No estado, a pauta dos trabalhadores também cobra:

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

PRF apreende cerca de 160 Kg de entorpecentes e casal é detido

Publicado

Entorpecentes apreendidos – Foto: PRFA Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu cerca de 160 Kg de maconha durante fiscalização de rotina na BR-163, nesta desta terça-feira (23), em Rondonópolis (MT). Um casal foi detido pelo crime de tráfico de drogas. Os entorpecentes estavam escondidos na bagagem de uma caminhonete S10.

Conforme informações da PRF, o motorista recebeu ordem de parada, mas fugiu. Após perseguição policial, o condutor abandou a caminhonete e os dois suspeitos fugiram pelo matagal, mas foram detidos.

Ainda conforme a PRF, os dois indivíduos possuem passagem pela Polícia pelo mesmo crime.

A dupla e o material apreendido foram encaminhados par a Polícia Federal (PF) para as providências cabíveis.

Agora MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Vaca solta em rua de Tangará da Serra e vira meme
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana