conecte-se conosco


Mato Grosso

Mais de 600 professores de MT se afastaram para tratar depressão e síndrome do pânico em 2018

Publicado

Mais de 2 mil professores foram afastados para tratamento de saúde em MT — Foto: Rafaella Zanol – Gcom/MT

 

Um total de 2.022 professores se licenciaram para tratamento de saúde no ano passado e, destes, 667 estavam com depressão e pânico, segundo dados da Secretaria Estadual de Planejamento e Gestão (Seplag).

Apesar de alto, o índice houve redução de 17,5% das licenças, se comparado com 2017.

Transtornos mentais e comportamentais, como depressão, ansiedade e síndrome do pânico, são os que mais afetam os professores da educação básica, que representa 33% dos laudos.

No caso dessas patologias, o número de casos aumentou de 2015 para 2018. Em 2015, 29,8% se referiam a transtornos dessa natureza.

Os dados fazem parte do relatório de Absenteísmo por Doença Professores (2015-2018), levantado pela Coordenadoria de Perícia Médica da Secretaria de Planejamento e Gestão de Mato Grosso (Seplag).

Esses dados se referem aos registros de Licença para Tratamento de Saúde (LTS) no Sistema Estadual de Administração de Pessoal (Seap). Constam licenças de mais de três dias, englobando todas as doenças.

No âmbito do ensino superior, o percentual de professores da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) afastados para tratamento de saúde caiu de 10,3%, em 2015 para 7,9%, em 2018.

Não passam pela perícia médica os servidores com licença de até 3 dias. Dessa forma, não são contabilizados no relatório.
Levantamento da Seplag aponte que 33% dos professores afastados tratam transtornos mentais — Foto: Junior Silgueiro/Seduc-MT

Levantamento da Seplag aponte que 33% dos professores afastados tratam transtornos mentais — Foto: Junior Silgueiro/Seduc-MT

De acordo com a psicóloga Fabiana Barbosa, uma das razões do estresse excessivo e das síndromes comuns entre professores, por exemplo, é o fato de precisar lidar com pessoas diferentes, com muitas particularidades.

“O professor precisa se remodelar para cada aluno. Absorve muita coisa. Não é uma profissão que envolve apenas a parte técnica. Ele tem que se reinventar o tempo todo e sem apoio emocional é bem desgastante”, explicou a psicóloga.

A diretora de uma escola de pública de Cuiabá, que pediu para não se identificada informou que na unidade onde ela trabalha, três professores estiveram de licença para tratamento de saúde, em especial, para tratar transtornos mentais.

Ela explicou ainda que alguns profissionais foram reabsorvidos no organograma, na modalidade “desvio de função”.

“O professor, muitas vezes, trabalha com 20 turmas diferentes, cada uma com 30 a 35 alunos. Crianças e adolescentes com perfis opostos e realidades diferentes. Muitas vezes, absorvemos os dramas dos estudantes, na tentativa de ajudá-los”, explicou ela.

Mais de 2 mil professores se afastaram da sala de aula para tratar problemas de saúde em 2018. — Foto: ALMT/Divulgação

Mais de 2 mil professores se afastaram da sala de aula para tratar problemas de saúde em 2018. — Foto: ALMT/Divulgação

Na tentativa de reverter esse quadro dentro da educação pública e promover melhorias no ambiente de trabalho do servidor, a Seplag iniciou, em 2017, a implantação do Programa de Atenção à Saúde Mental.

A princípio, o projeto-piloto foi implantado nas secretarias estaduais de Planejamento e Gestão (Seplag), Segurança Pública (Sesp), Fazenda (Sefaz), Assistência Social e Cidadania (Setac) Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Controladoria Geral do Estado (CGE) e Polícia Judiciária Civil (PJC).

O programa tem o objetivo de identificar os fatores, dentro do ambiente de trabalho, que possam provocar mal estar e sofrimento aos servidores. Assim, é possível desenvolver ações preventivas que possibilitem a redução dos casos de afastamento de funcionários.

O programa é desenvolvido por uma equipe multiprofissional composta por psicólogo, assistente social e enfermeiro.

Por G1 MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Inscrições para corrida 4º Bravo Rustic Run estão abertas

Publicado

O valor das inscrições é de R$ 80,00 mais R$ 5 de taxa de serviço por atleta adulto participante.

Greyce Lima | Secom-MT

Diferenciada por seus 15 temerosos obstáculos, a corrida com percurso de 5 km exigirá dos competidores coragem, foco, força, equilíbrio. – Foto por: Divulgação / Morro-MT

Diferenciada por seus 15 temerosos obstáculos, a corrida com percurso de 5 km exigirá dos competidores coragem, foco, força, equilíbrio.

As inscrições para o 4ª Bravo Rustic Run, Corrida de Obstáculos da Polícia Militar, estão abertas até o dia 15 de Março. Nesta edição da prova são oferecidas 1.500 vagas, para competidores a partir dos 05 anos de idade. A corrida será disputada no dia 22 de março, às 6h30, na região do Chapéu do Sol, em Várzea Grande. Os interessados devem ser inscrever no site http://www.morro-mt.com.br/.

A corrida de obstáculos é realizada pelo 4º Batalhão de Polícia Militar, unidade integrada ao 2º Comando Regional. A competição busca angariar recursos financeiros para expandir ainda mais as ações do projeto social 4º Bravo Lutas, que atende atualmente mais de 100 crianças em situação de vulnerabilidade social.

Veja Também:  Governo participa de Congresso de Educação em Cuiabá

A corrida com percurso de 5 km e 15 obstáculos exigirá dos competidores coragem, foco, força, equilíbrio e coordenação motora para vencer o desafio. A conclusão de todas as baterias é obrigatória e quem não conseguir superar algum obstáculo deverá fazer um exercício alternativo indicado por um fiscal de prova que ficará em cada local.

Para as crianças a partir do 05 anos de idade, o 4º Bravo Rustic Run oferece a corrida kids no dia 21 de Março, às 16h, com trajeto adaptado e personalizado para as crianças. As baterias estão divididas nas faixas etárias de 05 a 06 anos, 07 a 08 anos e 11 a 12 anos de idade.

O valor das inscrições é de R$ 80,00, mais R$ 5 de taxa de serviço por atleta adulto participante. No kit bravo estão incluso camisa de manga curta da prova com proteção UV, chip eletrônico de cronometragem, número de peito e a medalha de conclusão do percurso. Os primeiros inscritos além de receberem os itens já citados, receberão meio cano longo e sacochila. Participantes acima de 60 anos terão direito a pagar 50% da inscrição, sendo necessária a apresentação de documentação.

Veja Também:  Mato Grosso registra 139 crimes de homofobia em 2019

Os atletas que se inscreverem por equipes, acima de 20 participantes, terão desconto na inscrição. Poderão fazer pelo endereço eletrônico ou procurar a organização do evento. O valor das inscrições para a categoria infantil é de R$ 50 mais R$ 5 de taxa de serviço, o kit das crianças conta com camiseta e medalha.

A organização do evento também disponibiliza uma tenda no local para grupos de no mínimo de 20 atletas. Para grupos acima de 30 pessoas, a corrida dará uma inscrição.

Os kits serão entregues na semana que antecede a prova, em local a ainda ser divulgado pela organização da prova. Para retirá-los, os atletas devem fornecer documento oficial com foto.

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Inscrições abertas para o IV Simpósio Nacional do Rádio em Cuiabá

Publicado

O rádio e o consumo de podcasts estarão entre os temas do evento organizado pela UFMT e Unemat e parceiros

Geral

Assessoria 

Estão abertas as inscrições para o IV Simpósio Nacional de Rádio que será realizado nos dias 5, 6 e 7 de maio de 2020 no Campus Cuiabá da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). É possível fazer a inscrição como ouvinte e para apresentação de trabalhos pelo site https://simposioradio2020.wixsite.com/simposio. O tema do evento será os “100 anos de rádio no Brasil e a relação do meio com a democracia” e contará com pesquisadores de todo o país. Os debates terão como foco a produção de pesquisas sobre a radiodifusão e o consumo crescente de conteúdos em áudio e em plataformas de podcasts no Brasil nos últimos anos.

A submissão de resumos expandidos para pesquisadores, professores e estudantes segue até o dia 9 de março. O limite de pagamento da inscrição para expositores é o dia 23 de março. Já ouvintes e participantes das oficinas podem realizar o pagamento até o dia 17 de abril. Durante os três dias o Campus de Cuiabá será palco de mesas, painéis, grupos de trabalhos e oficinas com foco na produção sonora. A programação completa está disponível no site do evento.

Veja Também:  Governo participa de Congresso de Educação em Cuiabá

“Esse será um evento que marca a excelência da pesquisa acadêmica em rádio e mídia sonora no Brasil. É também uma oportunidade de mostrar as potencialidades do meio que completa 80 anos de transmissões aqui em Cuiabá em um Estado que respira rádio com muitas pesquisas e produções acadêmicas e do mercado de radiodifusão sonora”, destaca o professor da UFMT que integra o comitê organizador, Luan Chagas.

O evento surgiu do Grupo de Rádio e Mídia Sonora da Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares em Comunicação (Intercom) e chega à quarta edição no Estado de Mato Grosso após passar pela Bahia, Rio Grande do Sul e Paraíba. A organização é do Departamento de Comunicação da UFMT em conjunto com o Departamento de Jornalismo da Unemat e os programas de pós-graduação em Comunicação e Estudos de Cultura Contemporânea.

“As parcerias são sempre importantes e necessárias. Então, pensar um evento da magnitude do Simpósio Nacional de Rádio de forma conjunta indica um fortalecimento do diálogo entre as instituições e, consequentemente, uma articulação mais intensa entre as propostas de ensino, pesquisa e extensão desenvolvidas pela UFMT e a Unemat. Pensando especificamente em rádio e mídia sonora, representa uma união de forças para estudar e compreender o cenário dessa mídia no estado de Mato Grosso”, argumenta a professora do curso de jornalismo da Unemat de Tangará da Serra, Roscéli Kochhann.

Veja Também:  Prazo para atualização cadastral de servidores cedidos termina no próximo dia 25

Cronograma do Evento
Submissão dos Resumos Expandidos: até 9 de março de 2020
Divulgação dos trabalhos selecionados: 20 de março de 2020
Limite para realização e pagamento da taxa de inscrição para expositores: 20 de março de 2020
Divulgação programação final: 22 de março de 2020
Realização do evento: 5, 6 e 7 de maio de 2020

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana