conecte-se conosco


Política MT

Mensagem do governo sobre empréstimo será detalhada na próxima terça

Publicado

Foto: MAURÍCIO BARBANT

Lida em Plenário na sessão desta quinta-feira (21.03), a Mensagem 53/2019 – Projeto de lei 310/2019, que autoriza o Poder Executivo a contratar operação de crédito externo junto ao Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento – BIRD, com a garantia da União e dá outras providências, será detalhada aos deputados, na próxima reunião do Colégio de Líderes, nesta terça-feira (26.03), pelo secretário Estadual de Fazenda, Rogério Gallo e equipe técnica.

A contratação de empréstimo pelo Governo do Estado, na ordem de U$ 250 milhões, depende de aprovação da Assembleia Legislativa. Objetivo é quitar dívidas com o Bank Of American.

O presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (DEM) disse que irá debater a proposta com os deputados antes de colocá-la em votação. Ele participou da reunião, ontem, no Palácio Paiaguás, que contou com as presenças de representantes da Secretaria do Tesouro Nacional e diretores do banco para tratar sobre o assunto.

“Vamos mostrar a eles [deputados] a importância desse empréstimo. Acredito que de cinco a dez sessões dê para aprovar esse projeto tranquilamente. Foi importante a reunião no governo porque a representante da Secretaria do Tesouro Nacional e os diretores do banco deixaram bem claro que estão abrindo as portas porque Mato Grosso aprovou os projetos importantes para o equilíbrio fiscal logo no início da gestão. Então, agora, estão estendendo a mão para o estado, e dentro de um a dois anos, quando o estado estiver com nota melhor, poderão abrir novos financiamentos para Mato Grosso”, explicou Botelho.

Veja Também:  Paulo Araújo indica academia ao ar livre para o Vale São Domingos

O líder do governo, deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) explicou que a proposta vai gerar R$ 783 milhões de economia. “Até 2022 a dívida total corrigida é de R$ 1,037 bilhão. O estado consegue com o Banco Mundial financiamento com custo menor, saindo do juros de 5% para 3,5%, prolonga sua dívida e paga menos do que teria que pagar até 2022. É um grande negócio para Mato Grosso e teve a presença do Tesouro Nacional para avalizar o governo do estado”, destacou Dal Bosco.

Durante a reunião, o governador Mauro Mendes garantiu que a iniciativa dará fôlego aos cofres públicos. “Representa um alívio no fluxo de caixa permitindo que em quatro anos tenhamos uma economia de quase R$ 800 milhões e essa economia será importante para o equilíbrio fiscal e, principalmente, para ajudar a quitar uma enorme cadeia de fornecedores que estão em atraso por inadimplência de Mato Grosso”, concluiu.

Comentários Facebook
publicidade

Política MT

Max Russi quer vagas na educação infantil para filhos de mulheres vitimas de violência

Publicado

Parlamentar propõe que o governo do estado promova e amplie políticas de inclusão

O Projeto de Lei nº 406/2019, de autoria do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa, o deputado Max Russi (PSB), prevê a disponibilização de vagas prioritárias, em centros de educação infantil, a filhos de mulheres em situação de violência doméstica.

Russi propõe que o governo do estado promova e amplie políticas de inclusão, que protejam e dêem apoio necessário, para que essas vítimas possam seguir com suas vidas dignamente. “Esse foi um assunto debatido por essa Casa de Leis e precisamos estabelecer uma força tarefa, na busca de soluções”, sugeriu o deputado.

Max Russi explica que o sentido dessa lei é reconhecer o direito da mulher que tenha sofrido violência, seja ela doméstica ou familiar, dando prioridade para que seus filhos tenham acesso a educação infantil.

“Muitas vezes essa vítima, com a intenção de se afastar der seu agressor, muda-se de endereço e fica desamparada. Como resultado, não conseguem vagas paras seus filhos em centros de educação infantil, dificultando sua reinserção profissional e social”, justificou o parlamentar.

Veja Também:  Max Russi volta a cobrar sinal de celular em distritos de Barra do Garças

Conforme o ultimo levantamento da Coordenadoria de Estatística e Análise Criminal da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) junto às delegacias, no período de janeiro a dezembro do ano passado, foram registrados 38 casos de feminicídio em MT, de um total de 82 homicídios praticados contra mulheres. “Ainda são números expressivos e que precisam de providencias de combate, por meio de políticas públicas”, avaliou Max.

No ano passado, o deputado Max Russi também apresentou o Projeto de Lei nº 308/2018, que dispõe sobre a reserva de vagas de trabalho a mulheres em situação de violência ou vulnerabilidade social em obras e serviços contratados pelo estado. O projeto segue tramitando, agora sob análise da Comissão de Direitos Humanos.

POR: JOSÉ MARQUES / Gabinete do deputado Max Russi

Comentários Facebook
Continue lendo

Política MT

Dr. Eugênio cobra retomada da obra da escola Tiradentes de Barra do Garças

Publicado

Em reunião na Secretaria de Educação, foi discutida a possibilidade de reeducandos ajudarem na retomada das obras.

O deputado estadual Dr. Eugênio (PSB) cobrou a retomada das obras da escola Tiradentes, antiga Dom Bosco, de Barra do Garças, na tarde desta quarta-feira (10), em reunião com o secretario executivo adjunto de Educação, Alan Porto. Participaram da conversa o vereador da cidade, Julio Cesar (PSDB), o advogado Fernando Farias e o agente penitenciário Gustavo Ferraz.

“A escola militar Tiradentes é um sonho antigo da população de Barra do Garças, estarei cobrando e não medirei esforços para que a obra seja retomada”, defende o deputado.

Durante a reunião, o agente penitenciário Gustavo Ferraz apresentou o trabalho de ressocialização com os detentos de Barra do Garças e ofereceu a mão de obra dos reeducandos para a conclusão da escola.

Foto: DIEGO SAPORSKI

Alan Porto explicou que em poucos dias apresentará uma análise sobre o que falta para o término da obra e levará o resultado até à secretária de estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk. Lembrando  que a ordem de serviço da escola foi assinada em março de 2018 (gestão anterior) com a expectativa de conclusão em 90 dias, o que não aconteceu.

Veja Também:  Max Russi quer vagas na educação infantil para filhos de mulheres vitimas de violência

“O Araguaia tem tido grande abertura nas secretarias de Estado e eu tenho portado os problemas para que a solução chegue. Nos próximos dias, vou cobrar a situação apresentada para dar uma resposta efetiva para a população”, disse Dr. Eugênio.

O vereador Julio Cesar relatou o sonho da população pelo término da obra. “O colégio precisa de mais empenho nosso e aguarda a liberação do governo do estado para que, enfim, possa receber as adequações necessárias para proporcionar as nossas crianças e jovens uma educação de qualidade no mesmo nível das grandes capitais” escreveu o vereador em uma rede social.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Policial

Política MT

Mato Grosso

Entretenimento

Esportes

Mais Lidas da Semana