conecte-se conosco


Barra do Bugres

Mesmo com servidores da educação decidindo manter greve 361 escolas já estão tendo aulas em Mato Grosso uma em Barra do Bugres

Publicado

Aumenta o número de escolas estaduais de Mato Grosso que retornam às aulas tanto de forma integral como parcial. Cidades como Tangará da Serra (a 239 quilômetros a médio-norte), que conta com 20 escolas, e Sorriso (a 420 quilômetros ao norte) com oito unidades escolares, estão com apenas uma unidade parada em cada município.

Em todo o Estado, são 361 escolas em atividade, incluindo as parciais, nas quais um turno ao menos está em funcionamento. Em General Carneiro (442 quilômetros a leste da Capital) as sete escolas estão funcionando na totalidade. A Escola Estadual Dr. João Ponce de Arruda, voltou às atividades nesta segunda-feira (10). As outras seis escolas não aderiram à paralisação.

Segundo o diretor Tárcio Pereira Resende, nesta segunda-feira os profissionais da educação, da área administrativa e de apoio voltaram a trabalhar normalmente. “Nesta terça-feira, os alunos voltam para estudar. Já estamos agilizando a reposição de aula e, para isso, já entramos em contato com a assessoria pedagógica”, frisou.

Veja Também:  Novos profissionais do Programa Mais Médicos começam a trabalhar em Mato Grosso

Tárcio Resende explicou que os professores fizeram uma assembleia na escola para decidir pela volta, pois a unidade escolar depende de alunos e também do transporte escolar para funcionar. “Foi uma decisão correta dos nossos profissionais da educação”, assegurou.

Na EE Pindorama, localizada no município de Rondonópolis (a 212 quilômetros ao sul da Capital), o retorno das aulas ocorreu antes. Na quarta-feira (5), os profissionais da educação fizeram uma assembleia na própria escola e optaram pelo retorno às aulas.

“Com a decisão de voltar às aulas, no dia seguinte, quinta-feira (6) tivemos a presença dos alunos com o reinício das atividades. Desde o início da paralisação, foi firmado o acordo de fazer uma assembleia e que a decisão da maioria valeria.  Como a maior parte dos profissionais da educação não queria continuar o movimento de paralisação, então, voltamos ao trabalho”, explica a secretária escolar Samira Mendes.

Mais escolas retornam

Em menos de uma semana, de 25 unidades, o número aumentou para 35 as escolas que funcionam ao menos em um turno em todo o Estado. Da última quarta-feira (5) até esta segunda-feira (10), mais seis escolas voltaram às atividades. Destas seis, três são de Campo Verde (a 131 quilômetros ao sul de Cuiabá): EE Jupiara, EE Ulisses Guimarães, EE Waldemon Moraes Coelho. A estas, somam-se as EE Alfredo José da Silva (Barra do Bugres – a 168 quilômetros ao médio-norte), EE Maria Miranda Araújo (Colniza – a 1065 quilômetros a noroeste) e EE Luiz Carlos Ceconello (Lucas do Rio Verde – 354 quilômetros ao norte).

Veja Também:  Novos Conselheiros Tutelares tomam posse nesta sexta em Nova Olímpia

Tangará

Em Tangará da Serra, o Centro de Educação de Jovens e Adultos (Ceja) Antônio Casagrande também retornou às atividades. Com isso, nenhuma das quatro escolas estaduais do município estão paralisadas.

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres

Homem sofre emboscada em pátio de igreja e leva 6 tiros de pistola

Publicado

Juliano dos Reis Neiva foi socorrido com vida e está internado na UTI do Hospital Regional de Cáceres. Crime aconteceu na quinta-feira (23) em Araputanga.

Polícia Militar atendeu a ocorrência que aconteceu por volta das 13h30.

Juliano dos Reis Neiva, 35 anos, foi atingido por pelo menos seis tiros no pátio da igreja católica no município de Araputanga  (345 km de Cuiabá).  O crime ocorreu no bairro Cidade Alta por volta das 13h30 de quinta-feira (23).

A vítima foi socorrida e encaminhada ao hospital local, mas devido à gravidade dos ferimentos foi transferida para o Hospital Regional de Cáceres (225 km de Cuiabá), onde passou por cirurgia. Segundo as últimas informações, a vítima está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

De acordo com a Polícia Militar, não foi possível identificar, no primeiro atendimento, a quantidade de tiros que atingiram a vítima.

No entanto, durante o resgate, Juliano estava consciente e relatou que o autor da tentativa de homicídio era um homem moreno, magro e baixo. No local do crime a PM localizou munição de pistola calibre 380. Nenhum suspeito foi preso até o fechamento desta matéria.

Veja Também:  Homem amarra e estupra cadela dentro de casa

De acordo com informações do site do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Juliano possui diversas passagens pela polícia e responde a vários processos, entre eles por lesão corporal, receptação, associação criminosa, ameaça e injúria real. Já foi acusado de tentativa de homicídio, mas a Justiça decidiu pela impronúncia do réu (decisão para que não enfrente o Júri Popular).

(RepórterMT)

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres

Garoto de 13 anos discute com irmão por celular e se mata em São José dos Quatro Marcos 

Publicado

Folha Max

A principal suspeita é de que o caso se trata de um suicídio. Em depoimento, o pai informou que tinha mandado o filho cuidar da marcenaria enquanto almoçava.

Cerca de meia hora depois, foi ao local e encontrou o corpo do adolescente pendurado. Ele chegou a romper a corda e fez respiração “boca a boca” no garoto, mas não conseguiu reanima-lo.

Uma equipe médica confirmou a morte dele. Segundo o pai, o filho tinha brigado com o irmão por conta de um celular.

Ele acabou chamando a atenção dele, antes de mandá-lo cuidar da marcenaria.

BUSCA POR APOIO

A prevenção do suicídio pode ser feita em apenas uma ligação, o CVV (Centro de Valorização da Vida) realiza este trabalho de forma voluntária e gratuita.

Além do sigilo total, pode ser feita por diversos por telefone, e-mail, chat e Skype 24 horas todos os dias. O telefone de contato são 188 ou 141 (de acordo com a região), pessoalmente (nos 85 postos de atendimento) ou pelo www.cvv.org.br via chat, Skype, e-mail ou carta.

Veja Também:  Novos profissionais do Programa Mais Médicos começam a trabalhar em Mato Grosso

Em Tangará da Serra há o Centro de Atenção Psicosocial: (65) 3326-4450.

Fonte: Folha Max

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana