conecte-se conosco


Mato Grosso

MT Hemocentro intensifica coletas de sangue em dezembro

Publicado

MT Hemocentro intensifica coletas de sangue em dezembro

Período festivo de fim de ano e de férias se prolonga até o carnaval, causando queda considerável no número de doações

Rose Velasco e Ana Lazarini | SES-MT

Doadores voluntários têm contribuído para salvar até 50 mil vidas por ano – Foto por: Gcom-MT/Mayke Toscano

Doadores voluntários têm contribuído para salvar até 50 mil vidas por ano

Em dezembro, período considerado crítico para o estoque do único Banco de Sangue Público de Mato Grosso, as campanhas serão intensificadas. De acordo com a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela, o período festivo de fim de ano e de férias se prolonga até o Carnaval, causando queda considerável no número de doações.

“Alertamos a população em geral que, antes de sair em viagem nos recessos de fim de ano ou de férias, procure o MT Hemocentro na Capital ou uma de nossas unidades do interior para doar sangue e ajudar na missão de salvar vidas”, enfatiza a gestora.

A agenda de campanhas para dezembro conta com diversas ações. Entre elas, uma parceria com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), que terá início no dia 2 e término no dia 6 de dezembro. No período de 9 a 13 de dezembro, também haverá parceria com a equipe dos Jogos dos Amigos Solidários.

Veja Também:  Governo de MT prevê orçamento com mais R$ 700 milhões de déficit para 2020

Nos outros dias, ocorrerá coleta interna normal e, no dia 18, acontecerá uma coleta externa realizada pela equipe do Hemobus no Tribunal de Contas do Estado (TCE), sendo que as unidades do banco de sangue estarão fechadas apenas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro.

Campanhas sensibilizam

O MT Hemocentro depende exclusivamente de doação voluntária de sangue para poder salvar vidas de pacientes internados em hospitais e prontos-socorros públicos em todo o Estado. Por essa razão e diante da missão diária de manter o estoque em nível considerável para atender a demanda, o banco de sangue público promove, no decorrer de todo o ano, diversas campanhas internas e externas de coleta, para captar novos doadores.

Um dado importante foi registrado pelo MT Hemocentro no balanço do Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado anualmente em 25 de novembro. Foi notado o aumento significativo de doadores espontâneos, em comparação aos últimos dois anos de campanha.

De acordo com o resultado do dia de coleta – que ocorreu na sede do MT Hemocentro –, compareceram para doar pela primeira vez, de forma espontânea, 270 novos doadores. Apenas três dos que foram convocados e já são doadores fidelizados compareceram ao chamado do Banco de Sangue Público estadual.

Veja Também:  Governador defende parceria e trabalho proativo com o MPE

Na mesma data comemorativa, em 2017, somente 76 pessoas foram doar de forma voluntária e outros seis doadores fidelizados foram fazer a reposição de rotina. Em 2018, no mesmo período, foram 201 doadores novos.

Serviço

Para mais informações, agendamentos de coleta externa e de campanhas de captação de doadores, manter contato pelos seguintes endereços:

MT HEMOCENTRO – Banco de Sangue Público de Mato Grosso
Rua 13 de Junho, 1055. Porto. Cuiabá – MT.
Tel: (65) 3623-0044 ramal 220 / 221 / 225
Horário de Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h30.

Unidade de Coleta do Pronto Socorro Municipal de Cuiabá – MT
Rua General Vale, 182. Bandeirantes. Cuiabá – MT.
Horário de Funcionamento: segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 16h.

www.barranews.com.br – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Primeira UTI Aérea de Mato Grosso começa a operar em fevereiro

Publicado

A aeronave tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros e autonomia de mais de seis horas de voo

Hérica Teixeira | Sesp-MT

– Foto por: Ciopaer-MT

Uma equipe do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), está nos Estados Unidos da América (EUA) realizando a vistoria da primeira UTI Aérea de Mato Grosso. Após concluída esta etapa, a aeronave modelo Chayenne II XL será trazida para Cuiabá e a previsão é que em fevereiro já esteja operando em todo o Estado.

Com o incremento, o Governo do Estado deve economizar R$ 10 milhões ao ano, com transporte de paciente em situação de emergência.

A aeronave tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros e autonomia de seis horas e 30 minutos de voo. A adequação da aeronave para UTI Aérea custou R$ 800 mil e o valor foi custeado pelo Ministério Público Estadual (MPE), por meio de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

“Estamos aqui para pegar a aeronave após aprovação do projeto de aquisição. Em janeiro a aeronave passará por nacionalização e certificação no Brasil e a previsão que entre em operações a partir de fevereiro de 2020”, destaca o comandante do Ciopaer, coronel PM Juliano Chiroli.

Veja Também:  Governador defende parceria e trabalho proativo com o MPE

As atividades do Ciopaer foram regulamentas pelo Governo do Estado em 17 de novembro de 2006, com o objetivo de centralizar em um único órgão o controle, operação e manutenção de aeronaves rotativas e de asas fixas empenhadas em atividades policiais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Procon-MT esclarece pontos da lei que proíbe cobrança de taxas de repetência

Publicado

Lei 11.041/2019 foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 02 de dezembro

Assessoria | Procon-MT

Está em vigor em Mato Grosso a Lei 11.041/2019, que proíbe a cobrança de taxas de repetência – Foto por: MEC

Está em vigor em Mato Grosso a Lei 11.041/2019, que proíbe a cobrança de taxas de repetência

Está em vigor em Mato Grosso a Lei 11.041/2019, que proíbe a cobrança de taxas de repetência, sobre disciplina eletiva e de provas por parte das instituições particulares de ensino superior. A legislação restringe-se à cobrança de taxas, o que não significa que o consumidor esteja isento de pagar pela prestação de serviço a ser contratada.

O Procon-MT esclarece que, no caso de reprovação do aluno em uma ou mais disciplinas, a instituição de ensino poderá cobrar apenas o valor proporcional à carga horária da disciplina repetida, não podendo onerar o aluno para além deste valor. O mesmo se aplica às disciplinas eletivas.

Já em relação às provas, não será permitida a cobrança de taxa sobre nenhum tipo de teste, como segunda chamada e prova final. “O objetivo da lei é proteger o consumidor de cobranças abusivas, muitas vezes constatadas no ensino superior”, esclarece a Secretária Adjunta do Procon, Gisela Simona.

Veja Também:  Governo de MT prevê orçamento com mais R$ 700 milhões de déficit para 2020

A lei foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do dia 02 de dezembro de 2019 e está em vigor desde então.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana