conecte-se conosco


Mato Grosso

MTI discute inovação e ferramenta para facilitar desenvolvimento de aplicativos

Publicado

Analistas de TI da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) participaram, nesta quarta-feira (10.04), da segunda edição do Café Tech, que abordou a necessidade de implantação de práticas inovadoras na empresa, além da utilização do aplicativo Docker.

O Café Tech foi criado como parte da iniciativa de disseminar a cultura da inovação na empresa. Nesse segundo encontro, a analista de TI Sayuri Arake Joazeiro palestrou justamente sobre os caminhos da inovação. Com o título “Você já inovou hoje?”, a analista discorreu sobre a importância de se inovar, especialmente na área de tecnologia.

“Inovação na MTI é pegar uma ideia e fazer ela real. Queremos criar e fomentar a cultura da inovação. Temos que ter ideias para melhorar os projetos e processos que já temos”, disse.

Ainda durante o encontro, o analista de TI Rômulo Prandini Lima palestrou sobre “Docker –  uma Caixinha de Surpresas”.  O aplicativo é considerado uma tecnologia voltada para desenvolvedores e muito utilizada por diversas empresas, como Google, Amazon e Microsoft.

Veja Também:  Assessor da Câmara de Várzea Grande (MT) é detido após fugir de blitz e tem veículo apreendido por documento atrasado

Segundo Rômulo Prandini, o aplicativo docker, permite colocar as aplicações em um “contêiner” onde elas podem ser testadas e implantadas antes de serem efetivamente publicadas. Com isso, evita que o desenvolvedor crie uma aplicação e, no momento da publicação, ela não funcione.

“É uma tecnologia para homogeneizar as aplicações. Isso significa que independentemente de qual é o ambiente, essa aplicação vai rodar sempre de maneira igual. Então, ela é boa para a equipe de desenvolvimento, pois garante alta disponibilidade, disponibilidade das informações e é fácil de usar, além de totalmente configurável”, disse.

Para demonstrar a facilidade do aplicativo, Rômulo Prandini mostrou na prática como se dá seu uso. “Fiz uma apresentação técnica sobre como usar e como personalizar. Fizemos um nivelamento de conhecimentos, pois o Docker é bem fácil de usar. Você só precisa basicamente executar uma instrução e o que você precisa já está funcionando”, encerrou.

Além desta edição Café Tech, estão previstos novos encontros e os próprios servidores da MTI podem participar como palestrantes. Por essa razão, segue disponível o canal para que os servidores se inscrevam. A previsão é que o Café Tech ocorra uma vez por mês.

Veja Também:  De pau a pique a concreto, Catedral do Senhor de Bom Jesus é símbolo de transformação

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Em três dias, Polícia Militar captura cinco foragidos em cidades de MT

Publicado

Foragido acusado de homicídio foi capturado em Barra do Garça – Foto por: PMMT

Foragido acusado de homicídio foi capturado em Barra do Garça

Laura Gonçalves | PMMT

Policiais militares de Várzea Grande, Poconé e Barra do Garças capturaram, de segunda a quarta-feira (02 a 04.12), cinco homens com mandados de prisão em aberto. Somente Várzea Grande foram três ocorrências.

Em Barra do Garças, no bairro Setor Industrial, um homem, identificado como E.P.S. (60 anos), estava com mandado em aberto por homicídio. Sua captura foi durante abordagem ocorrida no bairro.

Em Várzea Grande, no bairro Jardim Potiguar, uma equipe da Rotam em patrulhamento abordou um grupo de pessoas que estava na frente de um bar. No nome de E. P. A. (29 anos), que antes havia passado nome falso, constou mandado em aberto por tráfico de drogas.

Um dos foragidos de Várzea Grande foi capturado no bairro Jardim Potiguar    Foto: PMMT

Na região central, os policiais em rondas viram um homem, identificado como W.F.C.(28), em atitude suspeita, quando revolveram aborda-lo. Em seu nome constou mandado expedido em Pontes e Lacerda.

Veja Também:  Secretários de Saúde de Mato Grosso e Cuiabá garantem alinhamento entre as pastas

No bairro São Mateus, a equipe do Grupo de Apoio (Gap) abordou V.V.S. (32) durante uma ronda. O seu mandado aberto era por não pagamento de pensão.

Na zona rural de Poconé, os militares prenderam O.S.J. (39) em uma  operação policial. O homem estava dirigindo uma carreta Volvo branca. Em seu nome constou mandado de prisão expedido pela 2ª Vara de Primavera do Leste.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939 (ligação gratuita). Nesse número, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Moro autoriza uso da Força Nacional na fronteira de Mato Grosso com a Bolívia

Publicado

O ministro da Justiça, Sérgio Moro, autorizou emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, nas ações de Polícia Judiciária, no combate à criminalidade organizada na região de fronteira de Mato Grosso. Em Mato Grosso, são mais de 720 quilômetros de divisa seca e mais de 200 quilômetros de divisa por água. Os dados foram publicados Diário Oficial da União.

Ainda de acordo com a portaria também será implementado o Programa VIGIA,  em caráter episódico e planejado, pelo prazo de 180 dias. O programa é uma parceria entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Defesa visa a capacitação para policiais federais, civis e militares que atuam nas fronteiras do país.

Entre as linhas de atuação do programa estão operações integradas; aquisição de equipamentos; capacitações e bases operacionais com integração de sistemas. A medida atende um pedido formulado em junho pelo senador Wellington Fagundes (PL), durante reunião do Bloco Parlamentar Vanguarda. “O objetivo é aumentar a fiscalização e a repressão contra os crimes transfronteiriços, como contrabando, tráfico de drogas, armas e munições, que é o que mais estamos precisando neste momento”, disse o senador.

Veja Também:  Funcionário é preso suspeito de furtar concreto de empresa e vender para outra em Cuiabá

Na conversa com o ministro Sérgio Moro, em junho passado, acompanhado pelo senador Jayme Campos, Fagundes mostrou ao ministro a situação de abandono da faixa de fronteira em Mato Grosso. Destacou que a fronteira do Estado têm sido um caminho aberto para entrada de armas ilegais, e do contrabando, além, do tráfico de drogas – crime que, segundo ele, “tem destruído nossa juventude e as famílias brasileiras”.

Redação Só Notícias (foto: Marcelo Camargo/arquivo)

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana