conecte-se conosco


Esportes

Na estreia do Brasileirão, São Paulo bate o Botafogo no Morumbi

Publicado

Globo Esporte

Time carioca tem muito mais posse de bola, mas Tricolor apresenta jogo mais vertical e chega à vitória com gols de Everton e Hudson

Deu Tricolor

O primeiro jogo do Campeonato Brasileiro terminou com vitória do time da casa: São Paulo 2 x 0 Botafogo, no Morumbi, gols de Everton e Hudson. A partida marcou a reestreia de Alexandre Pato com a camisa tricolor. Atuando com a camisa 7, mas na função de 9 no primeiro tempo, Pato teve atuação discreta – melhorou no segundo, quando jogou mais fora da área. Foi também o primeiro jogo do Botafogo sob o comando de Eduardo Barroca. O time, que não jogava desde 11 de abril, mostrou evolução em relação ao time de Zé Ricardo, teve mais posse de bola (66% contra 34%), mas pouca criatividade do meio pra frente.

Análise

Próximos jogos

O São Paulo enfrenta o Goiás, quarta-feira, às 21h30, no Serra Dourada. Já o Botafogo joga na quinta, contra o Bahia, às 20h, no estádio Nilton Santos.

Por que o São Paulo ganhou

Porque soube verticalizar o jogo quando teve a bola. Com muito menos posse do que o Botafogo (terminou a partida com 34% contra 66%), o São Paulo apostou em transições rápidas para tentar surpreender o pesado time carioca. Foi numa dessas jogadas, acelerada por Tchê Tchê, que a bola chegou na ponta direita para Antony cruzar na cabeça de Everton. No segundo tempo, a aposta foi nos contra-ataques. Deu certo. Toró entrou bem, mas o grande destaque foi Tchê Tchê, que participou dos dois gols – no segundo, foi ele quem recuperou a bola e acelerou o jogo até Hernanes dar de bandeja para Hudson matar o jogo.

Veja Também:  Escalação irregular de brasileiro pode custar pontos a Ucrânia nas eliminatórias

Por que o Botafogo perdeu

Apesar de muito superior na posse de bola (66%) durante toda a partida, o Botafogo insistiu muito pelo meio. Nas beiradas, tantos os dois laterais quanto Rodrigo Pimpão e Cícero pouco fizeram. Assim, faltou criatividade. No primeiro gol tricolor, erros de Pimpão, Bochecha e da dupla de zaga. No segundo, Erik entregou o ouro para Tchê Tchê. O Alvinegro só chegou relativamente perto do gol em falta batida por Valencia, aos 39 da etapa final.

Primeiro tempo

O Botafogo teve mais posse de bola (61% contra 39%), mas abusou dos passes laterais, sem criatividade e nem velocidade. Já o São Paulo, com os reforços de Tchê Tchê e Pato, foi muito mais incisivo. o time de Cuca pressionou jogou de forma vertical, acelerando o jogo sempre que possível. Foi assim que surgiu o gol, aos 40 minutos, com Tchê Tchê passando e arrancando no espaço vazio, combinando com Igor Vinícius, até a bola chegar na ponta direita para Antony cruzar para Everton completar de cabeça.

Veja Também:  Pato é “a cara” e pode ser “o cara” do Tricolor

Segundo tempo

O São Paulo apresentou uma mudança tática: Pato passou a sair mais da área e cair pela esquerda. Foi assim que fez grande jogada individual aos 5, que por pouco não resultou em gol de Tchê Tchê. No geral, porém, só o Botafogo tentou jogar. O time carioca chegou a ficar com 66% de posse de bola e cresceu com a entrada de Luiz Fernando. Já o São Paulo se fechou, buscando um contra-ataque. Cuca ainda colocou Hernanes no lugar de Igor Gomes para tentar ficar mais com a bola – sem sucesso. O Botafogo seguiu dominante em dois terços do campo – faltou o último, o de ataque. Apesar de o time carioca ter tido muito mais posse de bola, o goleiro tricolor Tiago Volpi saiu com o uniforme praticamente limpo. E viu de longe Hudson matar o jogo, com bela finalização de fora da área, após jogada de Tchê Tchê com Hernanes. Deu tempo ainda de o também estreante Toró mostrar que pode ser útil ao São Paulo, com muitas jogadas em velocidade.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Rodada deste fim semana definiu os finalistas do Campeonato Municipal Veterano

Publicado

Fonte: Assecom – João Menezes

Dois jogos movimentaram a semifinal do Campeonato Municipal de Veteranos de Barra do Bugres, com duas partidas; no sábado com o Unibol vencendo o Vilinha/Academia Fênix por 2X1. No domingo, a aldeia Umutina goleou o Vasco por 4X2.

A Liga Esportiva do Município já confirmou para o próximo fim de semana, domingo, a partir das 15h, no estádio municipal a grande final entre Unibol e Umutina.

O torcedor amante do futebol deverá comparecer em grande número, numa decisão inédita entre as equipes Unibol e Umutina. De acordo com o gerente de esportes do município, Paulo Pereira Marcelo, a expectativa é que a decisão seja de casa cheia, com torcedores de todas as equipes que participaram do campeonato.

PREMIAÇÃO

1° Lugar – R$ 4.000,00

Prefeitura e Câmara Municipal

2° Lugar – R$ 2.000,00

Prefeitura e Câmara Municipal

3° Lugar – R$ 1.000,00

Prefeitura e Câmara Municipal

4° Lugar – R$ 500,00

Prefeitura e Câmara Municipal

Artilheiro – R$ 250,00

Vereador João Luiz

Goleiro MV – R$ 250,00

Veja Também:  Brasil entra na briga para sediar a Copa do Mundo feminina em 2023

NCB Construções

Melhor Jogador – R$ 250,00 Sicredi

APOIO

✔Prefeito Raimundo Nonato

✔Vice-prefeito Gustavo Abi Rached Cruz (Guga)

✔Secretarias Municipais de Finanças, Administração, Saúde, Educação

✔Departamento de Esporte

✔Polícia Militar

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Em jogo equilibrado, Oeste e Cuiabá ficam no empate pela Série B

Publicado

Gazeta Esportiva

Pela abertura da quarta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, Oeste e Cuiabá se enfrentaram na Arena Barueri. Com um golaço de Jean Patrick, ainda no primeiro tempo, o Dourado quase surpreendeu mais uma vez na competição. Bruno Paraíba, entretanto, empatou no finalzinho para o Oeste e as equipes empataram em 1 a 1.

Com o resultado, o Oeste conheceu o seu terceiro empate e agora soma seis pontos, na quinta colocação. O Cuiabá, por outro lado, perdeu a chance de dormir na liderança. A equipe chegou aos mesmos nove pontos do Botafogo-SP, que joga apenas no sábado, mas perde nos critérios de desempate.

Na primeira etapa, quem incomodou mais foram os visitantes. Com mais volume de jogo e levando perigo nos ataques, o Cuiabá abriu o placar aos 30 minutos com um belo gol de Jean Patrick.

Em desvantagem no segundo tempo, o Oeste mostrou dificuldade para criar jogadas ofensivas. Mesmo tendo mais posse de bola, a equipe de Renan Freitas não conseguia furara a zaga adversária. De tanto insistir, porém, o Rubrão conseguiu o gol de empate aos 42 minutos com Bruno Paraíba, de cabeça.

Equipes mostraram equilíbrio e ficaram no empate na Arena Barueri (Jefferson Vieira/OFC)

Veja Também:  Testemunha diz ter conversado com Daniel na suíte: “Ele queria usar o banheiro”

O jogo

A primeira grande oportunidade do jogo foi do Cuiabá. Aos 12 minutos, Felipe Marques recebeu na entrada da área e mandou um chute perigoso. O goleiro Matheus Cavichioli rebateu para o meio da área, mas a arbitragem marcou impedimento no rebote do time visitante.

A resposta do Oeste veio aos 14. Em cobrança de falta lateral, Elvis cruzou para o meio da área e Kanu subiu mais alto que toda a defesa do Cuiabá. O cabeceio, entretanto, foi sem direção e a bola saiu por cima.

As equipes mostravam dificuldade para construir ataques perigosos, mas aos 30 minutos o time visitante abriu o placar com um belo gol. Jean Patrick recebeu na entrada da área, tirou o marcador da jogada e bateu de canhota, sem dar chances para o goleiro adversário.

Apenas seis minutos depois, o Cuiabá quase ampliou o placar com outro golaço. Maracás falhou no cabeceio e Junior Todinho pegou a sobra. De fora da área, o atacante do Dourado viu Matheus Cavichioli adiantado e tentou encobri-lo. A bola, entretanto, raspou o travessão e foi para fora.

Na segunda etapa, o Oeste voltou a fim de igualar o marcador e quase conseguiu aos seis minutos. Em cobrança de falta ensaiada, Mazinho bateu firme rasteiro e o goleiro Victor Souza deu rebote. Na sobra, Alyson tentou de bicicleta, mas a bola passou ao lado da trave esquerda e saiu pela linha de fundo.

Veja Também:  Brasil entra na briga para sediar a Copa do Mundo feminina em 2023

O Rubrão criava, mas encontrava dificuldades para furar a defesa do Cuiabá. De tanto insistir, entretanto, a equipe foi premiada com um gol nos minutos finais. Aos 42, Bruno Paraíba recebeu um bom cruzamento pelo alto, subiu bem e cabeceou no cantinho para empatar a partida.

Ficha Técnica:

OESTE 1 X 1 CUIABÁ

Local: Arena Barueri, Barueri (SP)

Data: 14 de maio de 2019, terça-feira

Horário: 19h15 (de Brasília)

Árbitro: William Machado Steffen (SC)

Assistentes: Eder Alexandre (SC) e Thiaggo Americano Labes (SC)

Cartões Amarelos: Bonilha, Maracás, Lídio e Bruno Paraíba (Oeste); Jean Patrick e Alê (Cuiabá)

Gols: Jean Patrick, aos 30 minutos do primeiro tempo (Cuiabá); Bruno Paraíba, aos 42 minutos do segundo tempo (Oeste)

OESTE: Matheus Cavichioli; Bonilha (Bruno Lopes), Kanu, Maracás e Alyson; Betinho, Lídio e Elvis; Bruno Paraíba, Mazinho (Gabriel Vasconcelos) e Roberto (Bruno Xavier); Treinador: Renan Freitas

CUIABÁ: Victor Souza; Toty, Ednei, Edson Borges e Danilo; Jean Patrick, Marino (Matheus Pato) e Alê; Felipe Marques, Eduardo Ramos (Djavan) e Júnior Todinho (Hugo Cabral); Treinador: Itamar Schulle

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana