conecte-se conosco


Esportes

Novos hábitos alimentares incluem suplementos dietéticos e nutrientes funcionais

Publicado

Atual estilo de vida aumenta a procura por produtos funcionais, veganos e voltados para melhorar a performance física

Já foi comprovado que o modo de vida sedentário e consumo de alimentos de baixo teor nutricional e altos níveis de açúcares e sódio podem causar inúmeros riscos à saúde. E isso tem feito com que milhares de pessoas em todo o mundo mudem seus hábitos e busquem uma alimentação mais saudável e diversificada, mais rica em nutrientes e adotem uma rotina de exercícios.

Esses novos hábitos também têm aumentado a procura por suplementos, seja para complementar as refeições, evitar doenças ou contribuir para uma melhor performance física. “Em diversos casos, é necessário consumir uma quantidade muito grande de determinado alimento para ingerir o nível de nutrientes que se almeja”, afirma Joana Yamazaki, diretora de Nutrição e Saúde da BASF para América Latina.

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), cerca de 54% dos lares brasileiros possuem algum tipo de suplemento. Dessa forma, a indústria alimentícia encontrou nessa busca a oportunidade de desenvolver diversos produtos que possuam uma quantidade maior de um ou mais nutrientes específicos que ajudam a complementar a alimentação ou que tragam algum benefício funcional. Podemos encontrá-los em inúmeros alimentos, como pães, iogurtes, barras de cereal, misturas para pré e pós-treino, bebidas, entre tantos outros produtos.

Veja Também:  Evento de Seiwakai mobiliza o litoral norte de São Paulo; confira as fotos

As vitaminas são alguns dos nutrientes mais buscados por quem procura melhorar a qualidade da alimentação. Entre elas, a Vitamina A, para auxiliar na visão e no funcionamento do sistema imunológico; Vitaminas do Complexo B, que têm papel fundamental em diversos processos metabólicos para a saúde e bem-estar; Vitamina D, que auxilia na formação de ossos e dentes através do depósito de minerais; Vitamina E, para proteção dos danos causados pelos radicais livres e é importante para as funções normais do sistema imunológico e a Vitamina K2, voltada para saúde cardiovascular e aumento de densidade óssea, entre outras.

O veganismo é outro motivo que leva as pessoas a buscarem por suplementos. “O público vegano e vegetariano acaba necessitando repor nutrientes que iria ingerir, em maior quantidade ou, em alguns casos, apenas com o consumo de carne. Os suplementos se tornaram uma alternativa prática para que não tenham deficiência destes nutrientes”, comenta a diretora da BASF.

O Ômega 3 é um ingrediente, na maioria das vezes, extraído do peixe. No entanto, a indústria também pode contar o produto originado da alga. “Em comparação com o tradicional ômega 3 de peixe, possui características como cor, sabor e textura diferentes, tornando uma opção para aplicação na indústria de alimentos, tais como iogurtes, leites aromatizados, entre outros produtos”, explica Joana.

Veja Também:  A história de Carlos Kukín Flores: o grande ícone do futebol alternativo

Para o público que pratica exercícios físicos, a variedade de benefícios em suplementos e alimentos funcionais também é grande. A BASF fornece, por exemplo, um peptídeo que ajuda no ciclo da regeneração muscular. O PeptAIdeTM, de origem vegetal, é uma inovação que, além de atender às necessidades dos atletas, também cumpre com os requisitos do público vegano.

O mercado de nutrição humana vem oferecendo cada vez mais produtos que atendam às diferentes necessidades dos consumidores. A BASF tem colaborado há anos com essa indústria e continua desenvolvendo nutrientes que contribuam com a melhora da saúde e bem-estar das pessoas.

Lígia Cerdeira

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

União entra na justiça para impedir que cota financeira da Copa do Brasil seja bloqueada

Publicado

O Colorado tem direito junto à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) a um valor pouco mais de R$ 400 mil pelo jogo único diante do Atlético Goianiense, partida marcada para o dia 13 de fevereiro, no estádio Luthero Lopes. Temendo não ter acesso ao montante, a diretoria pediu e foi atendida pela Justiça que apenas 30% da cota seja bloqueada para o pagamento da ação.

Em dezembro passado, a defesa do jogador Rafael Silva, que defendeu o clube na temporada de 2011, entrou com ação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da cidade de Aparecida de Goiânia, cobrando dívida que deixou de ser quitada junto ao seu cliente. De início, a Justiça entendeu que o valor tinha que totalmente bloqueado para a quitação da dívida.

Veja Também:  Evento de Seiwakai mobiliza o litoral norte de São Paulo; confira as fotos

Ao alegar em sua defesa que o recurso da CBF servirá para que o clube se planeje melhor visando sua participação não só na Copa do Brasil como também para o Campeonato Mato-grossense, o União concordou em ceder parte do dinheiro.

O clube destaca que o bloqueio de 100% de todo o recurso comprometeria a atividade do time nesta temporada. Por conta de ações trabalhistas na Justiça, o Colorado chegou a ficar impedido de fazer registros de jogadores na temporada passada. Na época, o clube não pode inscrever atletas da categoria sub-19 para disputar a fase semifinal do Estadual. O caso provocou imbróglio jurídico com a direção da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF).

A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Jogador revelado no Luverdense é emprestado ao Paraná para temporada 2020

Publicado

Como a negociação foi feita através de empréstimo, não houve divulgação de detalhes financeiros. No entanto, conforme o site Transfermarkt, que é referência na consulta de valores do futebol, o valor de mercado do jovem é de 400 mil Euros (R$ 1,8 milhão na cotação do dia).

Gabriel é natural de Seki, no Japão, e sua familia foi para Lucas do Rio Verde quando tinha 10 meses de vida. Aos 13 anos,  começou treinar no Luverdense e aos 16 foi promovido ao time profissional. Sua estreia foi contra o Sinop em partida válida pelo Campeonato Mato-grossense de 2016.

Com os bons desempenhos pela segunda divisão do Campeonato Brasileiro da série B, cativou seu lugar no grupo principal. Após dois anos, acertou com o Flamengo para defender a categoria Sub-20, onde ficou por 2 anos até ser negociado com o Tombense.

Veja Também:  Ferrari explica ordem para Leclerc não ultrapassar Vettel na Austrália

Ele também já acumula passagens pelas divisões de base da seleção Brasileira, pela categoria Sub-18 e Sub-20. Em 2017, ele integrou o elenco que disputou o Torneio Internacional de Toulon, tradicional competição de futebol de seleções de base, realizado anualmente na França.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana