conecte-se conosco


Esportes

Pendurado, trio do Timão não leva cartão e poderá enfrentar o Palmeiras

Publicado

Terra

O técnico Fábio Carille teve tudo, menos cautela ao escalar três pendurados na partida contra o Fortaleza, neste domingo, na Arena Castelão. Cássio, Danilo Avelar e Júnior Urso, três jogadores considerados titulares, foram a campo mesmo com o riso de ficarem de fora do clássico contra o Palmeiras, na próxima rodada, mas conseguiram passar os 90 minutos sem serem advertidos com cartão amarelo pela arbitragem.

Com um time misto, sem cinco titulares, o Corinthians sofreu no primeiro tempo e foi para o intervalo em desvantagem no placar. Para parte da torcida, a presença em campo do trio que estava pendurado era muito arriscada, mas Cássio, Avelar e Urso mostraram o porquê de Carille ter apostado neles no duelo válido pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Danilo Avelar, inclusive, não só esbanjou disciplina ao longo do confronto para não perder o clássico contra o Palmeiras como também fechou os trabalhos do Timão em Fortaleza com um lindo gol de fora da área, mandando no ângulo do goleiro Felipe Alves e assegurando a importante vitória por 3 a 1 para o Corinthians.

Veja Também:  Icardi abre o coração e quebra silêncio sobre sua situação na Inter de Milão

Com o resultado, o Timão pulou para a oitava colocação, com 19 pontos, mas ainda possui um jogo a menos que os demais adversários e, por isso, pode subir ainda mais na tabela. Nesta segunda-feira, o elenco do Corinthians fará um trabalho regenerativo na academia do hotel em que está hospedado em Fortaleza e, na sequência, retorna à capital paulista.

Antes do clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, em Itaquera, o Timão terá outro compromisso importante na temporada. Na quinta-feira, o elenco alvinegro viaja para o Uruguai, onde terá a missão de confirmar a vaga para as quartas de final da Copa Sul-Americana após vencer o Montevideo Wanderers, na ida, por 2 a 0.

Comentários Facebook
publicidade

Esportes

Santos emplaca sua maior série de vitórias no Brasileirão desde 2005

Publicado

Peixe assumiu a liderança do campeonato ao vencer o Avaí

Terra – André Schmidt

Felipe Jonathan marcou seu segundo gol pelo Santos (Divulgação Twitter Santos)

Foto: Lance!

Depois do Palmeiras emplacar uma longa série de invencibilidade no Campeonato Brasileiro – 33 jogos – e abrir vantagem na liderança da competição, chegou a vez do Santos colher os frutos do bom momento vivido em campo. Com seis vitórias consecutivas, o Peixe assumiu a ponta da disputa, superando o rival neste fim de semana, após vencer o Avaí por 3 a 1.

A série de triunfos é o maior da equipe desde 2004/2005, quando o Peixe também conseguiu uma sequência de seis partidas saindo com os três pontos. Porém, foram três jogos num ano e três no outro, começando com uma goleada de 5 a 1 sobre o Grêmio, sob o comando de Ricardinho e Deivid, e fechando com um 2 a 1 sobre o Athletico Paranaense, gols de Robinho e Halisson, já na temporada seguinte.

Ainda em 2004, ano da última conquista do clube no Brasileirão, o Santos chegou a conseguir uma série de sete vitórias. Na ocasião, a equipe venceu Vitória (2 a 1), Internacional (3 a 0), Guarani (2 a 1), Corinthians (3 a 2), Ponte Preta (4 a 0), São Paulo (2 a 1) e Flamengo (2 a 0). Uma derrota para o Fluminense, no Maracanã, encerrou a invencibilidade, mas não impediu a conquista santista no fim do campeonato.

Veja Também:  Criticado na Espanha, Arthur fala sobre ida à festa de Neymar: “acho que errei”

Os comandados de Sampaoli terão pela frente, na próxima rodada, o Goiás, em casa. Além de igualar a marca do time campeão em 2004, um novo triunfo pode dar a esta equipe uma boa vantagem na tabela, buscando ter o mesmo sucesso de 15 anos atrás.

ATUAL SÉRIE INVICTA DO SANTOS

02/06/2019 – Ceará 0x1 Santos

09/06/2019 – Santos 3×1 Atlético-MG

12/06/2019 – Santos 1×0 Corinthians

13/07/2019 – Bahia 0x1 Santos

21/07/2019 – Botafogo 0x1 Santos

28/07/2019 – Santos 3×1 Avaí

Comentários Facebook
Continue lendo

Esportes

Para avançar na Liberta, Fla precisa fazer mais do que fez diante do Bota

Publicado

Terra – Matheus Dantas

Mais do que o brilho individual, o time de Jorge Jesus precisa ter uma sólida atuação defensiva diante do Emelec, no Equador, para avançar às quartas de final da Libertadores

A vitória sobre o Botafogo, por 3 a 2 neste domingo, terminou com a torcida do Flamengo exigindo – ainda que em tom de apoio – a virada diante do Emelec, na Libertadores. Se o clássico serviu como uma resposta após o revés no Equador, a equipe da Gávea precisará de sua atuação mais convincente e sólida sob o comando de Jorge Jesus para conseguir a classificação para as quartas de final

 Defesa, com Marí, e ataque, com BH27, precisam funcionar juntos para o Flam avançar na Copa (Alexandre Vidal/CRF) – Foto: Lance!

A derrota por 2 a 0 em Guayaquil obriga o Flamengo a buscar uma vitória por três gols de diferença para evitar a disputa de pênaltis, o que acontecerá caso o Flamengo repita o placar da ida a seu favor no Maraca. É uma situação inédita para a equipe desde que Jorge Jesus assumiu o time da Gávea, junho, e desde então, vem atuando com uma postura agressiva, ocupando o campo do rival.

Veja Também:  Confira a agenda do futebol desta segunda-feira, 01 de abril de 2019

Se o Emelec for às redes no Maracanã, o Flamengo passa a precisará de uma vitória por 4 a 1, 5 a 2 e assim por diante. Nos seis jogos com o técnico até o momento, o Flamengo sofreu gol em todos. Outro desafio para os jogadores.

Assim como para Jorge Jesus que viu Léo Duarte iniciar tratativa para defender o Milan (ITA) e Rodrigo Caio deixar o clássico de domingo, contra o Botafogo, com dores na coxa esquerda. O zagueiro será reavaliado nesta segunda-feira.Além de renovar a confiança da torcida, a vitória sobre o Botafogo pode ter servido como aprendizado para Jorge Jesus. Ao escalar Rafinha e Gerson em suas funções de origem, por exemplo, deixaram os atletas em condições de decidir o confronto e apresentar, em campo, suas melhores características. O lateral participou de todos os gols, um deles em chute do meia de fora da área.

Apesar das lesões de Diego e Vitinho, que serão baixas por um longo período, e Everton Ribeiro e Arrascaeta, cujas chances de atuar na quarta são pequenas, Jorge Jesus ainda tem a serviço um grupo qualificado, com atletas capazes de decidir jogos a favor do Fla. É isso que o time precisa na quarta para avançar.

Veja Também:  Promessa do Corinthians, Lulinha está “escondido” na  Europa

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana