conecte-se conosco


Policial

Polícia Civil prende cinco membros de organização criminosa por latrocínio de motorista de aplicativo

Publicado

Assessoria | PJC-MT (atualizada às 10h15)

Quatro homens e uma mulher, integrantes de uma organização criminosa que atua em roubos de veículos na Grande Cuiabá, foram presos em flagrante pela Polícia Judiciária Civil, em investigações ininterruptas do roubo seguido de morte (latrocínio) do motorista de aplicativo de celular, Anderson Marcelo Lopes Caldeira, 28 anos, ocorrido na quarta-feira (20), por volta das 10h30, no lixão do bairro Serra Dourada, em Várzea Grande. As prisões foram efetuadas pela Delegacia Especializada de Roubos e Furtos de Várzea Grande.

A prisão dos executores Jeferson Pereira de Jesus (Pereira), 30, Renato Marcelo da Silva, 23, e  Wallyson Henrique Campos Oliveira,  19, ocorreu nesta quinta-feira (21). Os suspeitos foram indiciados por latrocínio consumado, integrar organização criminosa, roubo majorado pelo concurso de pessoas, emprego de arma de fogo, desobediência e resistência.

Junto com eles também foram presos Ezequiel Filipe de Almeida Costa, 18 anos,  por roubo majorado e Silvia Moreira Dutra, 45 anos, que é apontada como integrante da organização e está sendo apurada sua participação no latrocínio.

A delegada titular da Derf de Várzea Grande, Elaine Fernandes, disse que os três suspeitos são considerados de altíssima periculosidade, e agem a mandado de lideranças de uma facção criminosa. “Os levantamentos efetuados, atestam que, os integrantes, ora conduzidos, atuam na prática de  roubos de veículos para encaminhar para a Bolívia a fim de trocar por drogas, ao passo que, nos últimos quinze dias ocorreram inúmeros roubos de veículos neste município”, disse .

Durante a abordagem, eles resistiram a prisão, tendo o suspeito, Wallyson Henrique Campos Oliveira, fugido do cerco, se escondendo em uma área de mata. O Centro Integrado de Operações Aéreas (CIOPaer) foi acionado  para auxílio da localização por meio aéreo do suspeito em meio a mata.

Já na Delegacia, durante interrogatório, o suspeito Renato  Marcelo da Silva, confessou a prática do latrocínio em concurso com os conduzidos Jeferson Pereira deJjesus, e Wallyson Henrique Campos Oliveira. Ele (Renato) alegou que a intenção era somente roubar o veículo (Gol) da vítima, que teria se recusado a descer do carro. Então, segundo ele, Wallyson e Jeferson decidiram matá-lo.

Veja Também:  Identificado corpo encontrado decapitado no bairro Santa Terezinha

Ainda no interrogatório, Renato imputou o planejamento do crime à Jeferson Pereira, que teria acionado o transporte via aplicativo. No momento em que o veículo da vítima parou, Jeferson enquadrou o motorista munido de um revólver calibre 38, anunciando o roubo e ordenando que a vítima descesse do carro. Mas a vítima se recusou, tendo Jeferson entrado no veículo e sentado atrás do motorista, instante em que o motorista acelerou o veículo e colidiu logo em seguida contra o barranco do lixão. Nesse momento Jeferson efetuou os disparos contra o motorista, e logo em seguida todos fugiram.

Wallyson também confessou a prática do latrocínio, mas afirmou ter sido Renato quem efetuou os disparos contra a vítima. O suspeito ainda  afirmou que juntamente com Jeferson resgataram o comparsa Renato, nas imediações do local do latrocínio.

O suspeito Jeferson Pereira,  possui quatro condenações criminais pela prática de roubo majorado, porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porte ilegal de artefato explosivo e organização criminosa. Ele que praticou a explosão do muro da Penitenciária Central do Estado em 25 de abril de 2014, ocasião de sua prisão, trocou tiros com a Polícia Militar.

O conduzido Wallyson Henrique Campos Oliveira foi colocado em liberdade há pouco tempo e foi orientado pelos companheiros de cela a procurar Jefferson Pereira de Jesus e  Renato Marcelo da Silva, os quais iriam lhe fortalecer do lado de fora suporte na prática de roubos. O conduzido Renato já foi preso por posse irregular de arma de fogo, receptação e corrupção de menor e afirmou integrar a organização criminosa há um ano e cinco meses

Veja Também:  Moradores flagram homem estuprando adolescente com problemas mentais dentro de carro atiram pedras

A delegada Elaine Fernandes frisou  o empenho de toda a equipe da Delegacia para resposta rápida na elucidação do latrocínio. “Agradeço e parabenizo os investigadores, as escrivãs e também o investigador de polícia, R.N. Barros que auxiliou no suporte técnico, que trabalharam de forma incansável para elucidação do latrocínio e prisão em flagrante dos autores”, elogiou Elaine Fernandes.

Roubo de veículo e empresa

No mesmo dia, após a execução do motorista de aplicativo,  os três criminosos (Jefferon, Renato e Wallyson) e um terceiro de nome Ezequiel Filipe de Almeida Costa, 18 anos, na posse de arma de fogo, roubaram uma Fiat Strada, no bairro Jardim Imperador. Pelo crime eles também foram autuados em flagrante em roubo majorado.

A suspeita Silvia Moreira Dutra, que faz uso de tornozeleira eletrônica, será investigada na participação do latrocínio, pois a arma do crime pertencia ao filho dela, que também é alvo da investigação. A mulher junto aos demais suspeitos praticou roubo em uma empresa de manutenção, de onde levaram várias máquinas e o veículo S10 do estabelecimento. Ela é sogra Kewerson Barros de Figueiredo, que foi preso com parte dos produtos roubados dessa empresa. Imagens do local captaram o veículo Ford Fiesta de propriedade de Sílvia, parando em frente a empresa e os comparsas descendo do carro para executar o roubo.

Arma do crime

A suspeita Sílvia Dutra tem duas condenações pela prática de tráfico e receptação. Encontra-se em liberdade mediante uso de tornozeleira eletrônica. Ela é mãe de Brendo Kayque Vieira Dutra, que também tem condenações pela prática de homicídio e roubos. Ele está preso há 4 anos na Penitenciária Central do Estado (PCE) e é considerado uma das lideranças da facção criminosa. O revólver usado no latrocínio e demais roubos pertence a ele.

A arma não foi localizada.

Comentários Facebook
publicidade

Policial

Criminoso armado com faca se passa por passageiro e assalta ônibus em Assari

Publicado

Bem Notícias

Um ônibus que fazia linha de Barra do Bugres a Tangará da Serra foi alvo de assalto na noite desta quinta-feira (15) no Distrito de Assari em Barra do Bugres.

 Armado, o criminoso se passou por passageiro e rendeu as vítimas ameaçando com uma faca. O crime aconteceu por volta das 19h30. Após conseguir roubar os celulares, o suspeito fugiu tomando rumo ignorado. A Polícia Militar de Nova Olímpia foi acionada e uma das vítimas comunicou que a localização do aparelho identificava que o suspeito estaria no Distrito de Assari. De posse das informações, a equipe em diligência localizou um homem com as características denunciadas pelas vítimas, em atitude suspeita. Foi realizada a abordagem, e em verificação à mochila, os policiais encontraram os aparelhos roubados, e uma farda da PM, também entre os pertences do criminoso.

O material foi apreendido pelos militares e encaminhado a Delegacia de Nova Olímpia. O homem acabou preso em flagrante e deverá ser autuado por roubo, desobediência e resistência.

 

 

Veja Também:  Instituições assinam termo de cooperação para fortalecimento das ações de enfrentamento à violência doméstica

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Casal arma tocaia e mata pecuarista com cinco tiros em Cáceres

Publicado

Pecuarista é executado a tiros em MT e polícia faz buscas para encontrar assassino

Conforme a Polícia Civil, Maurício Curvo, 61 anos, estava em uma caminhonete quando foi atingido por tiros.

Maurício Curvo, de 61 anos, foi assassinado em MT. — Foto: Arquivo Pessoal

Maurício Curvo, de 61 anos, foi assassinado em MT. — Foto: Arquivo Pessoal

Um pecuarista de 61 anos foi assassinado na manhã desta quinta-feira (16) no Bairro Junco, em Cáceres, a 220 km de Cuiabá.

Conforme a Polícia Civil, Maurício Curvo, 61 anos, estava em uma caminhonete quando foi atingido por tiros.

O delegado Wilson Souza Santos disse que agentes da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) estiveram no local e constataram que após ser atingido pelos tiros, a vítima tentou sair da caminhonete, mas caiu no chão. Outros disparos foram efetuados contra o pecuarista quando ele já estava no chão.

A Polícia Civil faz buscas para encontrar o assassino.

Pecuarista caiu ao lado da caminhonete. — Foto: Polícia Civil

Pecuarista caiu ao lado da caminhonete. — Foto: Polícia Civil

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros também estiveram no local e constataram a morte de Maurício.

Veja Também:  Ação integrada fecha ponto de venda de entorpecentes em Cáceres

Conforme o delegado da Polícia Civil, o pecuarista levou pelo menos cinco tiros.

A caminhonete da vítima e a carteira, que estava com documentos e dinheiro, não foram levadas. Conforme a PM, em conversa com familiares, foi informado que a vítima estaria no Bairro Cidade Nova, realizando um serviço de instalação de antenas para um familiar.

De acordo com informações da polícia, um casal pode ter sido o autor deste crime. Isso porque os suspeitos estavam no local do crime antes da vítima chegar, o que indica uma “tocaia” para matar o pecuarista.

Testemunhas relataram que, na sequência, o homem teria disparado contra a vítima e correu até onde a mulher, que estava pilotando a moto, estava lhe esperando. Em seguida, eles fugiram por rumo ignorado.

O Corpo de Bombeiros Militar (CBM) ainda foi acionado para socorrer Maurício, mas ele já estava morto. Na sequência, agentes da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizaram os trabalhos necessários.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e posteriormente será entregue a família, para o sepultamento. “É um homicídio qualificado, eles vieram para matar o pecuarista”, disse o delegado Wilson Souza Santos, a veículos de imprensa presentes no local do crime.

Veja Também:  Moradores flagram homem estuprando adolescente com problemas mentais dentro de carro atiram pedras

Por AtualMT

Com informações de G1MT e Folha Max

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana