conecte-se conosco


Mato Grosso

Polícia Civil reforça buscas para prisão de autores do latrocínio de investigadora de Ribeirão Cascalheira

Publicado

A Polícia Judiciária Civil das Regionais de Água Boa  e Barra do Garças (730 e 500  km a Leste) está mobilizada para prisão dos autores do roubo seguido de sequestro e morte (latrocínio) da investigadora Márcia Régia de Matos, 59 anos, da Polícia Civil de Ribeirão Cascalheira (900 km a Leste). O crime ocorreu no começo da noite de sexta-feira (22), por volta das 18h.

A Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) e a Diretoria da Polícia Judiciária Civil estão dando total apoio às equipes da região, tanto com reforço policial quanto aparato logístico e investigativo.

Uma equipe da Gerência de Operações Especiais (GOE) e uma Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) seguiram para região, e na manhã de sábado (23), o delegado geral da PJC, Mário Dermeval Aravéchia de Resende, o diretor de interior, Walfrido Nascimento, e presidente do sindicato do investigadores de polícia, Edleusa Mesquita, também estão a caminho do município, em uma aeronave do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), para acompanhar os trabalhos e prestar solidariedade à família da investigadora.

Veja Também:  Seplag publica normativa para agilizar abertura de conta salário

A policial estava em sua casa, que fica em uma chácara, às margens da BR 158, a 50 km da cidade de Ribeirão Cascalheira, quando foi surpreendida por dois criminosos armados, que roubaram um veículo Fiat Strada, de cor preta, de sua propriedade, duas armas pessoais (1 revólver 38 e um rifle 22) e pistola 940, acautelada da Polícia Civil.

O corpo da investigadora foi localizado na madrugada deste sábado (23), por volta das 2 horas, em uma estrada vicinal, às margens da BR 158 (60 km de onde foi levada), com um tiro na cabeça. Os criminosos abandonaram, próximo ao mesmo local, o veículo dela e seguiram em uma motocicleta.

A Polícia Civil já apurou que antes de invadir a propriedade da policial, os criminosos assaltaram uma residência que fica anexa a uma borracharia na região no Distrito de Serra Dourada, de onde levaram da casa joias, cheque e um carro (Gol). A vítima desse crime, também uma mulher, foi levada, mas liberada pelos criminosos, que seguiram no veículo, porém, perderam o controle do carro que caiu numa ribanceira, que fica perto da residência da casa da investigadora Márcia Régia.

Veja Também:  Estudantes de Cuiabá buscam soluções para crises mundiais em sala de aula

A investigadora Márcia Régia de Matos completaria neste ano 29 anos de Polícia Civil. Ela é da turma de outubro de 1990, que ingressou Polícia Civil de Mato Grosso. A polícia era natural de Araguarça (GO).

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Posto denunciado por ‘Bomba Baixa’ passa por fiscalização

Publicado

Assessoria | PJC-MT

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Especializada de Defesa do Consumidor (Decon), em parceria com o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem/Inmetro), realizou na terça-feira (10.12), a fiscalização em mais um posto de combustível da Capital.

As equipes foram até o estabelecimento, localizado na Rodovia BR 364, zona rural, após o recebimento de denúncia de “Bomba Baixa” (quando a quantidade de combustível que entra no veículo é inferior ao demonstrado no visor da bomba) contra o posto.

No local, os fiscais do Ipem/Inmetro realizaram o ensaio para fiscalização/verificação em todos os bicos das bombas de combustíveis existentes no estabelecimento, em um total de 16 e nenhuma irregularidade foi encontrada.

O proprietário do posto estava no local e acompanhou toda a fiscalização e informou que após saber do problema nas bombas pediu na última segunda-feira que o mecânico estivesse na empresa para manutenção de todas as máquinas.

De acordo com o delegado da Decon, Antônio Carlos de Araújo, mesmo não sendo encontradas irregularidades, as ações demonstram que as denúncias estão sendo apuradas pelos órgãos competentes. “Visando garantir o produto (no caso combustível) de qualidade e quantidade correta para ao consumidor”, disse o delegado.

Veja Também:  Sefaz notifica 1,2 mil contribuintes por omissão na entrega da escrituração digital

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso

Primeira UTI Aérea de Mato Grosso começa a operar em fevereiro

Publicado

A aeronave tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros e autonomia de mais de seis horas de voo

Hérica Teixeira | Sesp-MT

– Foto por: Ciopaer-MT

Uma equipe do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), está nos Estados Unidos da América (EUA) realizando a vistoria da primeira UTI Aérea de Mato Grosso. Após concluída esta etapa, a aeronave modelo Chayenne II XL será trazida para Cuiabá e a previsão é que em fevereiro já esteja operando em todo o Estado.

Com o incremento, o Governo do Estado deve economizar R$ 10 milhões ao ano, com transporte de paciente em situação de emergência.

A aeronave tem capacidade para dois tripulantes e seis passageiros e autonomia de seis horas e 30 minutos de voo. A adequação da aeronave para UTI Aérea custou R$ 800 mil e o valor foi custeado pelo Ministério Público Estadual (MPE), por meio de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

“Estamos aqui para pegar a aeronave após aprovação do projeto de aquisição. Em janeiro a aeronave passará por nacionalização e certificação no Brasil e a previsão que entre em operações a partir de fevereiro de 2020”, destaca o comandante do Ciopaer, coronel PM Juliano Chiroli.

Veja Também:  Deficientes visuais dão exemplo de superação na copa brasil de xadrez

As atividades do Ciopaer foram regulamentas pelo Governo do Estado em 17 de novembro de 2006, com o objetivo de centralizar em um único órgão o controle, operação e manutenção de aeronaves rotativas e de asas fixas empenhadas em atividades policiais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana