conecte-se conosco


Barra do Bugres e Região

Polícia encontra pais que jogaram corpo de bebê dentro de poço

Publicado

O Bom da Notícia

A Polícia Civil de Mato Grosso em conjunto com a policiais de Goiás prenderam na noite desta quinta-feira (9), o casal, de 23 anos, que matou e jogou o corpo da filha de seis meses em um córrego em Tabaporã (MT). O corpo do bebê foi encontrado ainda na noite de ontem após a dupla revelar onde estaria o cadáver.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão ocorreu por volta das 19h após investigações da polícia apontarem que os pais estariam escondidos em Jataí (GO). Pai e mãe revelaram que jogaram a criança morta em um poço, localizado a cerca de 3km do município de Tabaporã (MT), e depois desfizeram do carrinho no Rio Sereno.

As guarnições do Corpo de Bombeiro Militar deslocaram até o local informado e realizaram as buscas. Ao chegar a cinco metros do poço encontraram os restos mortais da criança.

A Polícia Civil não revelou detalhes de como a criança foi morta e qual o motivo. Os pais estão sendo encaminhados à Mato Grosso na manhã desta sexta-feira (10) e o caso continuará sendo investigado pela Polícia Civil de Sorriso.

O caso

Em agosto do ano passado pai e mãe foram presos por maus-tratos contra a menina, que na época tinha apenas 28 dias de nascida. Eles levaram a criança até o hospital da cidade por causa de um machucado no pé e foi constatado que a criança tinha sinais de agressão.

Veja Também:  Uma pessoa morre e três ficam feridas em acidente na rodovia próximo a Tangará da Serra.

A equipe da unidade acionou o Conselho Tutelar, que recolheu a menina e acionou a polícia. O casal foi preso, mas foi solto no dia seguinte. O bebê ficou na Casa de Passagem, mas em novembro do ano passado a Justiça devolveu a guarda aos pais.

Marlene Sieber da Silva, conselheira tutelar, contou que na época da primeira ocorrência ficou constatado que a criança era vítima de maus-tratos.

Segundo ela, na última quarta-feira, uma denúncia anônima foi feita ao conselho, de que os dois foram vistos com um carrinho de bebê próximo ao rio da cidade, mas que não foi possível perceber se a criança estava nele.

Momentos depois, o casal foi visto com mochilas pedindo carona na saída da cidade e sem a criança. De acordo com a denúncia feita, a situação aconteceu no fim de dezembro e, desde então, eles não foram mais vistos, até que o pai teria telefonado e afirmado que teve que sair às pressas da cidade e pediu para que fosse colocado fogo nas coisas do bebê.

Segundo a conselheira, foi feito contato com alguns parentes do casal que moram na cidade, mas ninguém sabe nada sobre os dois. A mulher teria outros filhos que vivem com a mãe dela em Paranatinga. Ela também foi acionada e informou não saber sobre o paradeiro da filha. O casal teria chegado na cidade poucos dias antes da primeira ocorrência e, segundo comentários, eram usuários de drogas.

Veja Também:  Comandante do NPM de Denise é promovido a subtenente

Prisão por maus-tratos durou um dia

Os pais do bebê foram presos no dia 19 de agosto do ano passado, por volta das 20h. A polícia foi acionada pelo Conselho Tutelar após o bebê, de 28 dias, ser levado pelo casal ao hospital municipal.

De acordo com decisão da Justiça, que concedeu a liberdade aos acusados de maus-tratos no dia seguinte, a criança tinha traumas em dois dedos. Questionados, os pais não souberam explicar a origem das lesões, oportunidade em que foram encaminhadas à Delegacia. A Polícia arbitrou fiança, mas o casal argumentou não ter condições financeiras para pagar. O valor não foi revelado.

O Ministério Público Estadual se manifestou pela homologação do auto de prisão em flagrante e pela concessão de liberdade provisória, sem pagamento de fiança, o que foi seguido pela Justiça.

Além disso, a Justiça considerou que a menor estava sob tutela do Estado, entendendo que a liberdade dos acusados não colocaria em risco a integridade física da menor. Apontou que se condenados ou pais teriam pena de detenção de dois meses a um ano, ou multa, e cumpririam em liberdade.

Eles foram soltos com medidas restritivas, como não frequentar bares e boates, não deixar a comarca e não se aproximar da criança.

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres e Região

Cunhados são mortos a tiros dentro de casa no Bairro Vila Alta em Tangará da Serra

Publicado

Bem Notícias – Larissa Ariane

Dois jovens foram mortos a tiros na noite desta quinta-feira (16) por volta das 21h30 no Bairro Vila Alta em Tangará da Serra.

As vítimas, João Vitor de 15 anos e Jorge Mendes de 19 anos, que eram cunhados, estavam dentro de casa quando dois homens encapuzados e armados invadiram o local e dispararam contra eles. Os dois morreram na hora. Pelo menos dez tiros foram ouvidos por testemunhas.

A suspeita é que o duplo homicídio teria sido motivado por acerto de contas. Os suspeitos não foram identificados. A Polícia Civil investiga o caso.

Comentários Facebook
Veja Também:  Dupla é presa por corrupção de menores ao dar bebida alcoólica a adolescentes
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Sobram vagas nas escolas estaduais de Tangará da Serra

Publicado

29 de Novembro tem mais de 180 vagas abertas no período da tarde

Fabíola Tormes / Redação DS 

Aulas iniciam em fevereiroAs aulas na rede estadual de ensino em Tangará da Serra iniciarão no dia 10 de fevereiro. Para o início de mais um ano letivo, as unidades educacionais estão trabalhando diariamente, recebendo presencialmente os novos alunos para matrículas.

Na Escola Estadual 29 de Novembro, que a partir deste ano passa a ofertar somente o Ensino Médio, os profissionais estão trabalhando de segunda a sexta-feira, das 7h as 17h, para atender pais e alunos que buscam vaga. Àqueles que ainda não se matricularam, a coordenadora Anaclei de Almeida afirma que ainda há muitas vagas nos períodos vespertino e noturno. “Temos muitas vagas no vespertino e noturno”, garante, ao pedir que os interessados procurem diretamente a unidade, munidos de documentos pessoais e escolares. A escola, que tem capacidade para atender cerca de 540 alunos por período, tem mais de 180 vagas abertas no período da tarde.

Veja Também:  Moro diz que Pacote Anticrime proibe >saidinha> de presos como Suzane

Na Escola Estadual 13 de Maio, que também atende exclusivamente o Ensino Médio, há vagas no 1º Ano e 2º Ano, ambos nos períodos vespertino e noturno, e 3º Ano noturno. Para se matricular, basta procurar a escola, tendo em mãos os seguintes documentos: cópia do RG e CPF do aluno e do responsável, cópia de uma conta de energia, cópia da certidão de nascimento do aluno, atestado de transferência ou histórico escolar.

Assim como nas escolas 29 de Novembro e 13 de Maio, na maioria das escolas da rede estadual estão sobrando vagas. Na Escola Vereador Bento Muniz há vagas para o 7º ano (período da manhã) e 4º ano (no período da tarde). Já na Escola Estadual Plena Ramon Sanches Marques, em que o ensino é integral, das 7h as 16h30, restam vagas no 7º e 9º ano do Ensino Fundamental, e ainda no 1º ano e 3º do ensino médio. Em todas elas as matrículas devem ser feitas diretamente na escola.

Veja Também:  Fugitivo de Arenápolis é preso no Maranhão

MUNICIPAL – Assim como no Estado, na rede municipal ainda há vagas. , Segundo o secretário Gilmar Utzig, nos próximos dias será divulgado, em forma de edital, as informações das vagas em cada escola.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana