conecte-se conosco


Geral

Professor cria ação solidária para ajudar alunos da rede pública no Enem

Publicado

Com a proposta de ajudar estudantes da rede pública prejudicados em sua preparação para o Enem por conta da quarentena, o professor e empreendedor Leonardo Chucrute realiza ação social para amenizar a situação difícil que esses jovens enfrentam. Ele vai liberar, durante o ano todo, uma série de videoaulas gratuitas para alunos de escolas públicas por meio do link: www.aprovacaovirtual.com.br/enem-solidario .

Para acessar às aulas, basta entrar no site da plataforma, clicar no produto (gratuito), registrar e-mail e senha. A partir disso, a pessoa terá acesso ao portal do aluno e poderá assistir ao conteúdo, quando, onde e como quiser.

Segundo o idealizador, a coordenação pedagógica organizou as aulas em dois tipos de tópicos: a base curricular do exame e os pontos mais importantes de matérias com mais peso no Enem. A ideia é ajudar os estudantes, que não tiveram uma boa base em sala de aula, auxiliando com as disciplinas que costumam ser mais cobradas. “O intuito é poder aumentar a chance deles alcançarem o tão sonhado ingresso em uma universidade”.

Da rede pública a direção de escola

Ex-aluno de escola pública e, hoje, diretor do Colégio e Curso Progressão, Leonardo conhece de perto as dificuldades enfrentadas por esses jovens. “Sei o quanto é injusto viver num país em que os governantes não olham para educação como deveriam. E quem estuda pela rede pública são os que mais sofrem com o descaso”. 

– A principal proposta, sem sombra de dúvidas, é colocar, ainda mais, em ação o meu objetivo de vida: democratizar o ensino. Acredito que, dessa maneira, o Brasil evoluirá. Fazer parte disso me permite dormir cada dia mais feliz e realizado – enfatiza. 

Leonardo diz que a ideia surgiu depois de acompanhar os noticiários com os relatos de inúmeros problemas enfrentados pelos estudantes, sobretudo da rede pública, em conseguir acesso aos assuntos importantes para o ENEM. “Senti que poderia fazer algo para reduzir a evidente disparidade entre os alunos, reforçada pela pandemia do coronavirus”.

– São diversos problemas que esses jovens enfrentam, como falta de suporte tecnológico, falta de organização e defasagem qualitativa dos conteúdos apresentados. Muitos são problemas que sempre existiram, mas, certamente, com a pandemia foram reforçados, revelando, ainda mais, o abismo educacional que existe em nosso país – desabafa.

Leonardo ressalta que, para esse momento, os jovens precisam ainda mais de organização e foco, já que não vão estar com um professor presencialmente. Ele sugere que os jovens tenham em mente três “D”s: determinação, dedicação e disciplina. Lembra ainda que não há metodologia perfeita. “Sem dedicação, amadurecimento e sem encarar como um projeto de vida, a aprovação nuca virá”. 

O professor recomenda ainda criar uma rotina diária de estudo, separando tempo para estudar teoria, para fazer exercícios e, claro, para lazer. Para ele, não se passa em vestibular apenas com as matérias. “O emocional é peça fundamental na aprovação. São itens complementares que, separados, não levam ninguém a lugar algum”. 

– Portanto, organize-se. A aula online pode ser desafiadora, principalmente, para aqueles que não conseguem seguir uma rotina. Caso tenha essa dificuldade, enfrente-a sabendo que ela será uma etapa necessária à sua aprovação. Não procrastine. Não deixe para depois. Aja agora – conclui. 

Enem Solidário

Inscrições pelo link: https://www.aprovacaovirtual.com.br/enem-solidario


Joyce Nogueira
Assessora de Imprensa

Veja Também:  Depressão: saiba como ajudar quem está passando por esse problema

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
publicidade

Geral

Banco Central anuncia lançamento da nota de R$ 200

Publicado

Nova cédula terá como personagem o lobo-guará

Olhando a Notícia 

A partir do fim de agosto, os brasileiros poderão circular com um novo tipo de cédula. O Conselho Monetário Nacional (CMN) aprovou no último dia (29) a criação da nota de R$ 200.

A cédula terá como personagem o lobo-guará, espécie que ficou em terceiro lugar em uma pesquisa realizada pelo BC sobre quais animais em extinção deveriam ser representadas em novas cédulas. O anúncio foi feito pelo Banco Central (BC), que convocou uma entrevista coletiva para apresentar a nova nota.

A diretora de administração do Banco Central, Carolina de Assis Barros, disse que o lançamento da nova nota é uma forma de a instituição agir preventivamente para a possibilidade de aumento da demanda da população por papel moeda.

Segundo o BC, entre março e julho deste ano, um dos efeitos econômicos da pandemia de covid-19 foi o aumento de R$ 61 bilhões no entesouramento de moeda, ou seja, notas que deixaram de circular porque a população deixou o dinheiro em casa.

Veja Também:  Depressão: saiba como ajudar quem está passando por esse problema

De acordo com a diretora, não há falta de numerário no mercado, mas o BC entende que o momento é oportuno para o lançamento da nova cédula diante da possibilidade de aumento na demanda.

Leia mais:  Pais aprovam alimentação das escolas municipais de Cuiabá

“Estamos vivendo neste momento um período de entesouramento, efeito derivado da pandemia. O Banco Central nesse momento não consegue precisar por quanto tempo os efeitos do entesouramento devem perdurar”, disse a diretora.

Em entrevista coletiva, Carolina também afirmou que a imagem da nota de R$ 200 ainda não está disponível porque está na fase final de testes de impressão. O lançamento está previsto para o final de agosto deste ano.

Segundo o BC, a tiragem em 2020 será de 450 milhões de unidades, equivalentes a R$ 90 bilhões.

Por: Agência Brasil

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Geral

Alimentação pode ajudar a prevenir o coronavírus?

Publicado

Entenda o papel da alimentação no organismo e sua relação com a doença

(Crédito: divulgação)

Com tanta informação disponibilizada em jornais, internet e grupos de mensagens de texto, é fácil se sentir confuso quanto às recomendações de saúde em relação aos mais variados assuntos. Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, a situação não foi diferente, e muito conteúdo falso ou errado foi divulgado acerca da doença e sobre como se proteger contra ela.

Infelizmente, ainda não é possível afirmar com a certeza necessária que certos tipos de alimento podem, de fato, colaborar para prevenir a contaminação do coronavírus. Independentemente da dieta ou de outros hábitos, a maneira ainda considerada a mais eficiente de evitar o contato com o vírus é respeitando o isolamento social, usando máscara sobre a boca e o nariz e fazendo a higiene necessária de mãos, compras e objetos pessoais ao chegar em casa.

Mesmo não funcionando como uma maneira de prevenir o vírus, a alimentação adequada é uma grande aliada da boa imunidade, um fator essencial que colabora para manter o organismo preparado contra invasores, gerando uma resposta competente para que o corpo se recupere bem.

Veja Também:  Eleição Suplementar de MT – Que fim levou?

O recomendado é consumir diferentes tipos de alimentos para suprir o máximo de vitaminas e minerais necessários, incluindo na dieta legumes, frutas, fontes de proteínas e carboidratos, fibras, entre outros. Entre aquelas que não podem ficar de fora está a vitamina A, encontrada em vegetais de coloração alaranjada e em fontes de gordura, vitaminas do complexo B, grupo composto por várias vitaminas que podem ser encontradas em todos os grupos de alimentos, vitamina C, principalmente adquirida pelo consumo de frutas cítricas, e várias outras, como zinco, magnésio e vitamina D. Hábitos saudáveis em geral, como exercícios e ingestão de água, também podem ajudar a reduzir as complicações durante uma possível contaminação do novo coronavírus.

O uso de suplementos alimentares, como whey isolado e albumina, pode ser benéfico para pessoas que não absorveram a quantidade necessária de vitaminas e minerais, ou ainda que tem um gasto energético mais alto por conta de atividades de grande impacto. De qualquer forma, o uso desse tipo de substância só deve ser feito após a consulta com um médico especialista, que fará a indicação do tipo de suplemento, assim como a quantidade ideal de consumo.

Veja Também:  TCM abre concurso em São Paulo com salários de até R$ 18 mil mensais

Receitas e alimentos que parecem milagrosos, seja para impedir de vez a contaminação ou para reduzir completamente os sintomas, devem ser encarados com descrença, já que nenhum estudo comprovou a eficácia de qualquer tipo de combinação que apresente uma cura contra a doença. Por enquanto, garantir um organismo saudável e respeitar as recomendações de saúde é a melhor maneira de se manter protegido.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana