conecte-se conosco


Mulher

Saiba 8 maneiras de como os governos locais podem ajudar nos seus negócios

Publicado

O governo local da sua cidade não pode comercializar ou anunciar sua empresa para você. No entanto, existem muitas maneiras com que a Prefeitura da cidade ou a câmara de comércio local podem ajudá-lo a estabelecer ou expandir o seu negócio, conta Mario de Oliveira.

Todos os anos, tem que pagar impostos em  todos os níveis de governo, municipal, estadual e federal. Isso inclui o governo local da sua cidade. Se você possui uma empresa registrada e você é um bom contribuinte, então você tem direito a várias coisas.

Além disso, os governos locais desempenham um papel importante no desenvolvimento do comércio. Eles podem impulsionar a economia de uma cidade e melhorar seu turismo. Quando sua cidade atrai pessoas, sua empresa obviamente crescerá.

Leia também: Confira 11 maneiras de promover o seu negócio quando está sem dinheiro


Mario de Oliveira dá dicas de governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira dá dicas de governos locais

O que é o desenvolvimento do comércio?

O desenvolvimento do comércio relaciona-se com o crescimento ou expansão de atividades comerciais em uma determinada região. Isso inclui sistemas tecnológicos, culturais, sociais, políticos, econômicos e legais em uma cidade ou país.

O comércio, a ação de compra e venda de bens e serviços, desempenha um papel importante no desenvolvimento de uma determinada localidade. Segundo Mario de Oliveira, o comércio impulsiona muito o crescimento de uma cidade. Também pode criar ganhos para as partes envolvidas.

Leia também: Conheça 6  cruzeiros extraordinários


Mario de Oliveira fala sobre governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira fala sobre governos locais


Agentes envolvidos

 Em economia, os ganhos são os benefícios líquidos dos agentes econômicos. Tecnicamente, os ganhos são o aumento do excedente do consumidor resultante da liberalização do comércio ou de tarifas mais baixas. Em termos gerais, um ganho é um aumento em uma propriedade particular ou valor do ativo.

Como o comércio, os agentes econômicos também são importantes no desenvolvimento das cidades. Eles influenciam diretamente a economia, vendendo, comprando ou produzindo. Um indivíduo, organização ou empresa pode ser um agente econômico.

No processo econômico, empresas ou indivíduos tomam decisões econômico-financeiras, explica Mario de Oliveira. Quando eles fazem isso, eles se comportam como tomadores de decisão, e quando os agentes econômicos aplicam suas decisões, eles tentam influenciar a direção dos eventos econômicos.

Agentes econômicos, como os governos locais, podem influenciar as expectativas de outros agentes. Ao promover instituições e novas regulamentações, eles também podem mudar o contexto econômico de uma cidade.

Os governos locais podem moldar o contexto econômico da cidade. Eles também podem influenciar empresas e organizações para criar empregos e fazer investimentos.

Portanto, o governo local da sua cidade pode mudar a estrutura física e econômica da localização da sua empresa. Pode também reforçar o turismo da área.

Veja Também:  6 fotos mostram que é preciso tomar cuidado com estampas ao comprar roupas

Leia também: Mário Pagnozzi Júnior dá 5 dicas de SEO no YouTube para novos canais


Mario de Oliveira governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira governos locais


Como os Governos Locais podem ajudar a desenvolver o comércio em uma cidade

Os governos locais desempenham um papel importante em ajudar os desenvolvedores e startups da comunidade. Eles podem ajudar proprietários de negócios novos e experientes na promoção ou no lançamento de seus negócios ou eventos.

Seu governo local também pode definir prioridades e alocar fundos públicos para projetos de infraestrutura, moradia acessível e iniciativas de desenvolvimento comunitário.

Eles podem optar por se associar a uma Community Development Corporation, uma organização sem fins lucrativos que oferece serviços, fornece programas e participa de atividades que apoiam e promovem o comércio e o desenvolvimento da comunidade.

Além disso, eles também supervisionam o desembolso e a reparação de moradias, terras e outros recursos pertencentes ao governo de sua cidade.

De acordo com Mario de Oliveira, tanto empresários quanto desenvolvedores costumam se associar a um governo local para progredir e promoverem o desenvolvimento da cidade.

Aqui estão cinco maneiras pelas quais o governo da cidade pode ajudar seu negócio a crescer.

Leia também: Renato Franchi contas os 10 melhores destinos para visitar na Alemanha em 2019


Mario de Oliveira governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira dá dicas de governos locais


Estacionamento

Um estacionamento perto do seu estabelecimento pode resultar em clientes em potencial que não querem ir em qualquer lugar perto da sua área. As pessoas não parar para fazer uma refeição ou depois de realizados tarefas, se não houver espaço para estacionamento acessível.

A oferta de áreas de estacionamento convenientes e acessíveis é importante para atrair clientes no centro comercial da sua cidade diz Mario de Oliveira.

Junte-se a outros empresários. Em seguida, peça formalmente ao governo da cidade que forneça amplas áreas de estacionamento, políticas e opções para os seus clientes.

Hoje, muitos governos locais concordam em desativar o estacionamento após as 19h. Isso incentiva as pessoas a permanecerem no distrito comercial depois de jantar em seu restaurante favorito.

Leia também: Renan Batista Silva mostra 7 dicas para gerar mais leads na economia da internet


Mario de Oliveira da dicas de governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira da dicas de governos locais

Sinais Informativos

Alguns distritos comerciais são muito grandes. Eles abrangem vários blocos. Se a sua empresa estiver localizada nas partes externas do shopping center, talvez esteja com dificuldades.

Há menos tráfego de pedestres na periferia do que na parte central de um distrito comercial. Ao publicar sinais informativos, os compradores são informados das outras lojas e estabelecimentos existentes na área.

Veja Também:  Solte suas feras: o animal print é desejo absoluto da próxima estação

Sinais Wayfinding orientam as pessoas através de um ambiente particular. À medida que os shopping centers se tornam mais complicados, os possíveis clientes precisam de dicas visuais, como símbolos, rotas e mapas, para ajudá-los a encontrar o que estão procurando.

Você pode pedir ao seu governo local para criar e publicar um mapa comercial do distrito. Ele deve ser colocado em vários cantos da cidade para que visitantes, compradores e turistas possam ter uma visão geral do distrito de sua empresa.

Além disso, sinais direcionais perto da vizinhança do seu estabelecimento podem aumentar o tráfego de pedestres na sua área. Seu governo local deve financiar sinais informativos para impulsionar o turismo e o desenvolvimento do comércio de sua cidade.

Leia também: Cristina Boner revela as 10 características da mulher bem sucedida e criativa 


Mario de Oliveira dá dicas de governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira dá dicas de governos locais


Eventos

Eventos patrocinados podem levar muitas pessoas ao seu distrito de compras. Isso aumenta o tráfego de pedestres.

Quando muitas pessoas de outros lugares vêm visitar sua cidade, o nome do seu negócio se espalhará e isso potencialmente pode gerar mais renda para você. Um evento pode criar oportunidades comerciais, possibilitando transformar visitantes em clientes regulares.

Leia também: Tarsilinha do Amaral fará visita guiada super exclusiva no MASP


Mario de Oliveira dá dicas de governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira dá dicas de governos locais


 Iluminação

Se o seu negócio é na periferia da cidade, você terá menos clientes do que aqueles localizados na parte central do seu distrito. A mesma coisa pode ser dita quando o seu estabelecimento está localizado em uma rua escura.

Na verdade, é pior do que estar na periferia. Má iluminação e becos escuros afugentam os clientes, enfatiza Mario de Oliveira. A maioria dos crimes acontece nesses lugares. Também faz com que você seja propenso a assaltos.

Se este for o seu problema, você pode transferir sua empresa ou pedir para o governo local adicionar mais iluminação pública. Isso também reduz a taxa de criminalidade em sua cidade.

Leia também: Saiba mais a respeito dos alimentos que fazem detox no organismo


Mario de Oliveira governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira dá dicas de governos locais

Lixo 

Calçadas cobertas com lixo e lixeiras transbordando afugentam as pessoas.

Pergunte aos funcionários do governo local se é possível colocar latas de lixo nas esquinas das ruas. Além disso, solicite formalmente que o dia de coleta de lixo seja regular para que a limpeza seja mantida no distrito de compras.

Leia também: Confira 8 dicas de onde comer em Whistler, Canadá


Mario de Oliveira governos locais
Divulgação

Mario de Oliveira dá dicas de governos locais


Conclusão

O governo local da sua cidade não pode ajudá-lo diretamente a promover seu negócio, mas pode definitivamente ajudá- lo a conquistar mais clientes do que antes. Conheça os regulamentos e regras da sua cidade e o que eles podem fazer para os proprietários de empresas locais. De acordo com Mario de Oliveira, ao tornar sua área, distrito comercial ou cidade um lugar agradável para compras e turistas, pois a empresa crescerá, bem como a comunidade se desenvolverá.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

Feminicídios aumentam 68% nos primeiros seis meses de 2020 em MT

Publicado

Foram registrados 32 casos do crime até junho; somado aos homicídios dolosos foram 46 mortes envolvendo mulheres

Julia Oviedo | Sesp-MT – Combate à violência contra a mulher – Foto por: Sesp-MT

Combate à violência contra a mulher

O número de feminicídios ocorridos nos seis primeiros meses de 2020 em Mato Grosso aumentou 68% em relação ao mesmo período do ano passado. Neste ano 32 mulheres foram vítimas de feminicídio, enquanto que em 2019 houve 19 vítimas. Os dados são da Superintendência do Observatório de Violência da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

No entanto, estes são dados preliminares já que durante a investigação dos crimes pode haver mudanças na autoria e motivação, podendo ser classificados como homicídios dolosos. Inclusive, o número de homicídios dolosos contra mulheres entre 18 e 59 anos apresentou redução significativa de 46%.

Neste ano, 14 casos de homicídios dolosos foram registrados, enquanto que no ano passado este número chegou a 26 crimes. No total de mortes envolvendo vítimas femininas somando todas as motivações, 46 crimes foram registrados este ano, enquanto que 45 ocorreram no mesmo período do ano passado, ou seja: um crescimento de 2%.

Veja Também:  Após pesar 35 kg, jovem luta contra anorexia e tenta inspirar outras mulheres

Já o número de homicídios dolosos tentados diminuiu 23%, sendo registrados 108 tentativas de homicídio contra 140 no mesmo período do ano passado.

Outros crimes

A maior parte dos outros crimes contra a mulher apresentou redução nos índices. O crime que mais apresentou registros foi o de ameaça (8.644 registros), que teve redução de 15% em relação ao mesmo período do ano passado. Já lesão corporal somou 4.506 denúncias, totalizando redução de 11% em relação a 2019.

Na sequência estão injúria (2.436 casos e redução de 17%), difamação (1.242 casos e redução de 29%), calúnia (750 casos e redução de 20%), perturbação de tranquilidade (417 casos e redução de 29%) e violação de domicílio (420 casos e redução de 7%).

Seguindo a mesma tendência, o número de estupros diminuiu 5%. No primeiro semestre de 2019 ocorreram 188 estupros, já neste ano foram 179. Já o estupro de vulnerável apresentou aumento de 30%, passando de 20 casos no ano passado para 26 ocorrências neste ano.

Denúncias

Veja Também:  Mulher que teve 96% do corpo queimado estrela campanha publicitária

Para registrar qualquer denúncia basta ligar para o 190, 197, 180 e 181. Vale lembrar que todas as denúncias são sigilosas.
Além disso, as denúncias também podem ser registradas presencialmente nas delegacias (PJC-MT) de Mato Grosso. Em Cuiabá, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher funciona na Rua Joaquim Murtinho, nº 789, Centro Sul.

Já em Várzea Grande, a Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, da Criança e do Idoso funciona na Rua Almirante Barroso, 298, Centro Sul (próximo do Terminal André Maggi).

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Os desafios da mulher no ambiente corporativo

Publicado

Apesar do dia 8 de março ser lembrado como o Dia Internacional da Mulher, há pouco para se comemorar. Por exemplo, mesmo no século 21 e diante da Economia 4.0, o machismo ainda é forte no ambiente corporativo, tornando o mundo dos negócios ainda um desafio para as mulheres que buscam seu lugar ao sol.

Muitas pesquisas mostram as dificuldades do sexo feminino em diferentes frentes do mercado de trabalho. Estudo realizado pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) aponta que as mulheres estão no topo da taxa de desemprego. Além disso, trabalham mais horas que os homens e somente 48% delas possuem trabalhos formais. Os homens são 72%.

Segundo o estudo realizado pelo Instituto Ethos, a quantidade de mulheres ocupando a presidência de alguma companhia ainda é baixo, somente 7%. Já a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aponta que apenas 11% das empresas com capital aberto inscritas possuem mulheres em cargos do conselho de administração. 

Esses dados são reflexo da realidade que muitas mulheres enfrentam. Mas para brilhar no ambiente corporativo, é preciso não desanimar. Foi o que fez a Danielle Cohen, Engenheira de Produção, desenvolvedora e Head de tecnologia e cofundadora da startup Pingui. 

Para ela, ainda é difícil algumas pessoas a encararem com profissionalismo como mulher e líder técnica. Danielle conta que, na maioria das vezes, quando vai em alguma reunião, sempre é vista como alguém que atua no setor comercial, comunicação ou no RH. “Tudo, menos da parte técnica”.

– Por exemplo, num hackathon que participei, sendo uma das 50 escolhidas, ouvi comentários do tipo: ‘mas, você? Sério mesmo?’. Não só fui escolhida, como também fui a ganhadora da competição – relembra.

Cohen disse que já passou por momentos, em reuniões de negócios, que quando estão falando de tecnologia, nem é olhada. Às vezes, nem ouvida. “Começo a ganhar mais notoriedade quando falo sobre programação, discuto uma parte mais técnica”. 

Para superar o machismo, Danielle conta que gosta sempre de se olhar como igual a todo mundo. Diz que não fica se rebaixando ou achando que os outros são melhores. Em caso de reuniões com pessoas mais velhas, ela tenta falar bastante da parte técnica e mostrar que conhece bem o assunto. “Assim vou ganhando autoridade”. 

Segundo a profissional, é importante que as mulheres se ajudem, por isso, Danielle tenta fazer a parte dela. Como organizadora do GBG (Google Business Group) junto de outras duas mulheres, ela comenta que tem conseguido levar a tecnologia e a inovação para o universo feminino. “Já houve casos de pessoas me agradecerem pela ajuda e dizer que foi essencial na carreira. Isso é muito gratificante”.  

– As mulheres não devem ter vergonha de mostrar o que sabem fazer, muito menos se diminuir. Em relação ao machismo, a melhor coisa é não levar em consideração frases preconceituosas ou olhares de inferioridade. Sempre mostrem que vocês sabem e conseguem fazer tudo tão bem quanto qualquer um. Aliás, hoje em dia, há muitas coisas que são exclusivas para mulheres. Então, podemos aproveitar essas oportunidades para melhorarmos cada vez mais – ressalta. 

Outra pessoa que enfrentou situações difíceis, mas que não se deixou desanimar foi a administradora Amanda Eloi. Para ela, uma das maiores dificuldades não foi realizar o trabalho em si, mas lidar com pessoas preconceituosas e arrogantes.

Atualmente, Amanda é coordenadora adjunta da comissão Especial de Empreendedorismo do Conselho Regional de Administração (CRA-RJ), consultora de Projetos da WAAH!, Fundadora e Coordenadora do Ciclo Empreendedor Universitário.

Para Eloi, o preconceito existente em alguns homens são fruto da falta de compreensão de que capacidade não depende de gênero e/ou classe social. Para a profissional, essa forma de pensar vem do fato da sociedade ainda ter uma visão limitada do quanto a mulher pode ser bem-sucedida no mundo dos negócios. “Isso impede que muitas alcancem determinados cargos dentro de suas empresas, por não terem a oportunidade de desenvolver determinadas habilidades”.

Ela conta que, apesar dos problemas, foi vencendo esses obstáculos a partir das experiências que adquiriu no trabalho. “Depois de ganhar autoconfiança, também busquei orientações de amigos e profissionais do mercado para lidar com determinadas situações”.

Para Amanda, a melhor maneira de lidar com o machismo foi acreditar no próprio potencial, continuar desenvolvendo projetos e ajudar pessoas a evoluir profissionalmente. “Dessa forma, fico focada no reflexo do meu trabalho, que envolve alavancar negócios e impactar mais vidas”. 

– Por isso, sempre digo para que as mulheres confiem no seu potencial, busquem mais conhecimento e estejam ao lado de pessoas brilhantes, que, além de acreditar em você, possam valorizá-las como Mulher e Ser Humano – conclui.

Joyce Nogueira
Assessora de Imprensa

Veja Também:  Após ser chamada de vaca, mulher diz como venceu bullying por mancha de nascença

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana