conecte-se conosco


Mato Grosso

Sérgio Ricardo também firma delação e primeira investigação já está na 7ª Vara de Cuiabá

Publicado

De acordo com o jornal A Gazeta, o conselheiro afastado sabia que eram quase nulas suas chances de voltar ao cargo

(Foto: TCE-MT)

Afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE) desde bem antes da Operação Malebolge, que tirou outros quatro conselheiros de seus cargos, Sérgio Ricardo firmou acordo de colaboração premiada junto ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A informação é do jornal A Gazeta, que circula nesta sexta-feira (21). Segundo a reportagem, Sérgio Ricardo sabia que sua situação era bem mais complicada que a dos demais e que suas chances de um dia conseguir o cargo novamente era bem menores.

Além de ter sido acusado – junto com Antonio Joaquim, José Carlos Novelli, Valter Albano e Valdir Teis – de cobrar propina para julgar processos em favor do governo Silval Barbosa no TCE, já pesava contra ele uma denúncia da época ainda da Operação Ararath: a compra da vaga que ele ocupava na Corte.

Segundo A Gazeta, a delação de Sérgio Ricardo já foi homologada e, inclusive, investigações já tiveram início a partir dela. A primeira foi encaminhada à 7ª Vara Criminal de Cuiabá na segunda-feira (17) e classificada como “urgente”.

Veja Também:  Polícia Militar troca de comando em Nova Mutum

Ainda de acordo com o jornal, a delação do ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), José Riva, teria contribuído com a decisão de Sérgio Ricardo de também firmar um acordo com a Justiça.

Além de o ex-deputado ser apontado como um dos envolvidos na suposta compra da vaga de Sérgio Ricardo no TCE, o conselheiro afastado foi membro da Mesa Diretora da ALMT durante parte dos 20 anos em que Riva esteve no comando do Parlamento. Dessa forma, é possível que esteja entre os 38 deputados que o ex-presidente entregou ao Tribunal de Justiça.

Fonte: O Livre

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
publicidade

Mato Grosso

PM dispersa pessoas que desrespeitaram recomendação e se aglomeraram no Rio Sepotuba

Publicado

PM dispersou as pessoas na beira do Sepotuba

Tangará em Foco –  Alexandre Rolim

A Polícia Militar dispersou grupos de pessoas que desrespeitaram as recomendações das autoridades e se aglomeraram as margens do Rio Sepotuba, em Tangará da Serra.

Ação ocorreu na tarde deste domingo

A ação policial aconteceu na tarde deste domingo, 05. Dezenas de pessoas foram abordadas. A informação foi confirmada pelo tenente coronel Vanilson Moraes, comandante do 19° Batalhão de Tangará da Serra.

Na região da ponte da MT-480, sentido ao Distrito de Deciolândia, vários grupos de pessoas foram dispersados. Eles tomavam banho e consumiam bebidas, em grupos, às margens do rio.

Recomendação das autoridades é evitar aglomerações

De acordo com a PM, os banhistas foram obrigados a voltarem para suas casas.

A ação atende a medidas que visam evitar a aglomeração de pessoas e a disseminação do novo coronavírus. Tais medidas estão regulamentadas em decretos nacional, estadual e municipal.

Fonte: Tangará em Foco

 

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Veja Também:  Polícia Militar troca de comando em Nova Mutum
Continue lendo

Mato Grosso

Médica Tangaraense orienta pacientes a não omitirem sintomas durante triagem em hospitais e postos de saúde

Publicado

Ela pede para que a população não omita sintomas gripais como febre, tosse, dor de garganta e falta de ar

Saúde

Alexandre Rolim / Tangará em Foco 

A médica tangaraense Rodineia Maciel Dutra usou seu perfil no Facebook para orientar os moradores de Tangará da Serra quando forem passar por triagem em hospitais e unidades de saúde do município. Ela pede para que a população não omita sintomas gripais como febre, tosse, dor de garganta e falta de ar.

De acordo com ela, ao afirmarem que apresentam esses sintomas as pessoas estarão sendo direcionadas para o recebimento do atendimento correto. “Tangará já tem locais específicos para esses atendimentos com ‘Sintomas Respiratórios’, vocês serão direcionados para consulta onde profissionais já estarão paramentados e protegidos, e capacitados para esse atendimento”, destacou.

Rodineia comenta que os setores público e privado de saúde fizeram um esforço conjunto para oferecer o atendimento mais seguro para a população, montando estruturas para ‘dividir’ doentes respiratórios dos demais para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

Veja Também:  Polícia Militar troca de comando em Nova Mutum

Ela destaca ainda que as medidas servem para proteger os enfermeiros, médicos, técnicos e demais servidores das unidades de saúde públicas e privadas. “Vamos ajudar a proteger os profissionais da Saúde, nós também temos família e queremos voltar saudáveis para nosso lar, e também precisamos estar bem para cuidar dos doentes”, escreveu.

Ainda segundo ela, a não omissão de sintomas ajuda a evitar que pacientes com outras doenças se exponham ao coronavírus. “(…) Assim você também protege os pacientes com outras patologias a não se exporem a Covid-19. Vamos ser conscientes, é um ajudando a cuidar do outro, e tudo ficará bem para todos”, finalizou.

Vale destacar que Tangará da Serra possui quatro casos confirmados de coronavírus.

Fonte: Alexandre Rolim / Tangará em Foco 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana