conecte-se conosco


Agronegócio

Simpósio irá discutir logística da região oeste de MT

Publicado

Fortalecimento Institucional

Simpósio irá discutir logística da região oeste de MT

Para participar do evento é simples, basta comparecer à Câmara Municipal de Cáceres e acompanhar as discussões


12/03/2019

Logística da região oeste de Mato Grosso será discutida em simpósio que será realizado na próxima quinta-feira (14.03), no munício de Cáceres. Evento acontecerá às 19h30, na Câmara Municipal da cidade e faz parte da programação do primeiro Estradeiro de 2019 realizado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) e Movimento Pró-Logística.

Vice-presidente da Aprosoja, da região oeste, Diogo Rutilli, explica que o simpósio terá como principais focos a logística de navegação da hidrovia do Rio Paraguai. “Também vamos abordar a situação das BRs 174 e 070, que liga o município de Cáceres a Santo Antônio das Lendas, bem como a MT 243 que liga Porto Estrela a Cáceres”, contou.

Para participar do evento é simples, basta comparecer à Câmara Municipal de Cáceres e acompanhar as discussões.

Veja Também:  Contribuição para o Fethab 2 deve terminar neste ano, reforça Aprosoja

Estradeiro

Equipe da Aprosoja e Movimento Pró-Logística está na estrada desde o dia 09 e terminam a caravana no dia 15 de março. Durante os sete dias a equipe irá percorrer rodovias estaduais e federais para avaliar situação de cada uma.

Desta vez, a equipe planejou percorrer o seguinte trajeto: MT 130 , MT 010 , MT  170 , BR 174, MT 235 e BR 070. A equipe passará por municípios da região norte, médio-norte, noroeste e oeste de Mato Grosso.

 

Fonte: Ascom Aprosoja


Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215

Email: comunicacao@aprosoja.com.br

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio

Altos custos na produção de soja preocupam agricultores de Mato Grosso

Publicado

O valor é 7,5% mais alto do que na safra passada. Esse valor deve representar o recorde negativo de maior custo de produção, superando os valores de 2016/2017, quando o produtor gastava, em média, R$ 3,8 mil para plantar a soja

Portal do Agronegócio

Altos custos na produção de soja preocupam agricultores de Mato Grosso

Produtores do oeste de Mato Grosso estão preocupados com os custos para a próxima safra de soja. De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), o investimento necessário para plantar um hectare do grão no estado fica em torno de R$ 3,9 mil.

O valor é 7,5% mais alto do que na safra passada. Esse valor deve representar o recorde negativo de maior custo de produção, superando os valores de 2016/2017, quando o produtor gastava, em média, R$ 3,8 mil para plantar a soja.

De acordo com o instituto, o que mais tem puxado para cima os custos de produção são a alta do dólar e os fertilizantes, que tiveram os preços reajustados em quase 24%. Herbicidas, fungicidas e sementes também apresentam altas.

Veja Também:  SUÍNOS/CEPEA: Quantidade de carne exportada em fev/19 é recorde para o mês

Uma consequência é que o produtor Luciano Resende resolveu reduzir a área plantada. “É um ano de desafio para a cadeia do produtor rural”, avalia.

Segundo ele, em 2018 a saca de soja era vendida entre US$ 19 e US$ 21 dólares. ?Este ano, nós estamos vendendo a US$ 16, US$ 17?, conta.

Fonte: Globo Rural

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócio

Exportação de carnes saltarão de 7 mi de ton para 9,3 mi de ton ao final da década

Publicado

De acordo com o estudo, no período, as exportações dos três tipos devem crescer 3% ao ano

Portal do Agronegócio

Exportação de carnes saltarão de 7 mi de ton para 9,3 mi de ton ao final da década

As vendas externas de carnes (bovina, frango e suína) saltarão de 7 milhões de toneladas para 9,3 milhões de toneladas ao final da década, com destaques para carne suína (+34%) e de frango (+33%), aponta análise do Ministério da Agricultura divulgado nessa sexta-feira (26). De acordo com o estudo, no período, as exportações dos três tipos devem crescer 3% ao ano.

“O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, 2019) classifica o Brasil em 2028 como primeiro exportador de carne bovina, sendo a Índia o segundo, seguida pela Austrália e Estados Unidos. Nas exportações de carne de porco, o Brasil é classificado em quarto lugar, atrás da União Europeia, Estados Unidos e Canadá. Em carne de frango, o Brasil fica em primeiro lugar nas exportações, seguido pelos Estados Unidos e União Europeia”, aponta o estudo.

Veja Também:  SUÍNOS/CEPEA: Quantidade de carne exportada em fev/19 é recorde para o mês

O trabalho não avaliou os impactos do Acordo Mercosul – União Europeia, firmado em junho, em Bruxelas.

Fonte: MAPA

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana