conecte-se conosco


Barra do Bugres e Região

Sindicato Rural avalia possibilidade de realização ou não da Exposserra em 2020

Publicado

A festa, que tradicionalmente ocorre no mês de setembro de cada ano, poderá ser adiada atendendo à recomendações do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde

GeralTangará em Foco 

Diante do cenário de incerteza e apreensão criado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19) em todo o mundo, o Sindicato Rural de Tangará da Serra está avaliando a possibilidade de realizar ou não a Exposerra em 2020.

A festa, que tradicionalmente ocorre no mês de setembro de cada ano, poderá ser adiada atendendo à recomendações do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde (OMS) que recomendam que não haja aglomeração.

De acordo com o presidente da entidade, Reck Júnior, há cerca de 20 dias, antes do coronavírus ganhar a proporção que ganhou, houve uma reunião da diretoria com os parceiros do evento, onde já começaram a estudar o formato da festa, a contratação dos shows, da equipe de rodeio, dentre outros. “Pela magnitude da festa, demanda um tempo para organizar e decisões devem ser tomadas com antecedência”, destacou.

Veja Também:  “Não tenho mais como ficar aberto”, desabafa dono de uma das pizzarias e choperias mais tradicionais de Tangará da Serra

Todavia, diante da dimensão ascendente do problema, o Sindicato Rural decidiu reavaliar o projeto da Exposerra 2020. “Nós tomamos a decisão de aguardar até o final do mês de abril”, disse, informando que no final do mês será feita uma reunião com toda a diretoria do Sindicato para tomar a decisão.

A expectativa é de que o cenário mude ao longo das próximas semanas e meses. “Vamos primeiro fazer uma avaliação desse contexto da saúde, em primeiro lugar é a saúde de todos nós, essa é nossa prioridade, preservar a vida das pessoas”, destacou Reck.

“Em segundo vem a questão da economia”, disse, comentando que há inúmeras empresas já enfrentando dificuldades em se manter, em arcar com custos e até de manter os funcionários empregados.

“Muita gente que já estava desempregada e que estavam em busca de uma oportunidade de emprego e agora a situação ficou ainda mais difícil”, destacou, frisando que no final de abril o Sindicato decidirá sobre o evento.

Fonte: Diário da Serra

www.barranews.com.br – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Veja Também:  DAE informa

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres

Governo do Estado vai reformar Hospital Regional de Barra do Bugres

Publicado

Anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes nesta segunda-feira (25.05)

Lucas Rodrigues | Secom-MT

Hospital Regional Barra do Bugres – Foto por: Reprodução

Hospital Regional Barra do Bugres

O Governo do Estado vai reformar a estrutura física do Hospital Regional de Barra do Bugres (165 km de Cuiabá), que atende pacientes de pelo menos dez municípios da região Oeste de Mato Grosso.

O anúncio foi feito pelo governador Mauro Mendes, na tarde desta segunda-feira (25.05), após reunião com o vice-governador Otaviano Pivetta; o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo; e os prefeitos Raimundo Nonato (Barra do Bugres), Eliane Lins (Denise) e Rafael Machado (Campo Novo do Parecis).

“Decidimos que o Governo do Estado de Mato Grosso, em parceria com o Consórcio Intermunicipal da região, fará uma grande reforma no Hospital Regional de Barra do Bugres. Nos próximos 60 dias, faremos um grande planejamento e todo o projeto, que vai ficar a cargo da Secretaria de Estado de Saúde e da nossa equipe de engenharia”, explicou o governador.

Mendes agradeceu aos prefeitos das localidades e aos deputados da base na Assembleia Legislativa pela articulação constante em concretizar a ação.

Veja Também:  DAE informa

“Faremos uma grande reforma naquela unidade, com dignidade e qualidade, para fornecer um serviço de saúde de qualidade para aquela importante região”, afirmou.

De acordo com o secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, todo o planejamento para a obra deve ser finalizado em até 60 dias, e vai englobar não só a melhoria da estrutura física, mas também a aquisição de equipamentos mais modernos para atendimento à população.

“O que vamos fazer agora é o planejamento de como podemos fazer esse investimento na modernização, sem necessariamente paralisar as atividades. Nossa equipe vai fazer o projeto junto com o Consórcio para tornar o hospital mais moderno, no nível de requinte que estamos fazendo nos demais hospitais do Governo do Estado”, reforçou Figueiredo.

Para o prefeito de Barra do Bugres, Raimundo Nonato, a obra é “um sonho” da população de toda a região que é atendida pelo hospital.

“Essa obra é de uma importância muito grande para nós. Barra do Bugres todinha está na expectativa. Esse hospital é um sonho de todo mundo e esse sonho a gente sente que será realizado. E estamos muito contentes com o governador, porque não é só esse projeto. Muitas outras coisas estão sendo realizadas no município. Em tão pouco tempo já fez muito e tenho certeza que vai fazer muito mais”, destacou.

Veja Também:  Sem doador compatível na família, soldado de Tangará com leucemia precisa de doação de medula óssea

O Hospital Regional de Barra do Bugres atende pacientes de ao menos outros dez municípios: Tangará da Serra, Sapezal, Campo Novo do Parecis, Nova Marilândia, Santo Afonso, Arenápolis, Denise, Nortelândia e Porto Estrela.

Desde o ano passado, o Governo de Mato Grosso tem investido em reformas em diversas unidades hospitalares em todas as regiões do Estado. Há obras em andamento nos hospitais regionais de Sorriso, Sinop, Alta Floresta e Colíder.

Além disso, foram criados 147 novos leitos exclusivos para o coronavírus na Santa Casa, em Cuiabá, e a reforma e ampliação do Metropolitano, em Várzea Grande, que agora possui 278 leitos para o atendimento de pacientes com Covid-19.

Fonte: Assesom

 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Concessão de rodovias – OAB pede adiamento de audiência pública

Publicado

A audiência está marcada para acontecer nesta quarta-feira, dia 27

Geral

A 10ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Tangará da Serra protocolou neste domingo, 24, na Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) pedido para adiamento da Audiência Pública virtual para concessão à iniciativa privada da rodovia que liga Jangada a Itanorte (MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480).

A audiência está marcada para acontecer nesta quarta-feira, dia 27, oportunidade em que será debatida a concessão de cerca de 233 quilômetros de rodovias, com objetivo de recolher críticas e contribuições a respeito dos estudos desenvolvidos para a realização da futura licitação dos trechos das rodovias a serem concedidos à iniciativa privada. “(…) uma audiência pública realizada na modalidade virtual sobre um tema tão sensível e que inevitavelmente afetará significativamente a vida de tantas pessoas em nossa região, não pode ser feita de forma que não possibilite uma ampla e efetiva participação popular”, justifica a entidade, representada por seu presidente, Franco Ariel Bizarello, em documento que segue assinado também por outros advogados que compõem Comissão Específica para o assunto.

Veja Também:  Terça-feira (21): Mato Grosso segue com 181 casos confirmados de Covid-19

Para 10ª Subseção, da forma como prevista, a realização da audiência pública virtual será somente uma formalidade que não franqueará o amplo debate democrático. “Se é verdade que o atual momento impede aglomerações desnecessárias também é verdade que nem a realização da audiência pública em si e nem o seu objeto (concessão de trechos de estradas para exploração por particulares) possui a urgência que justifique sua realização justamente em um momento em que as pessoas não podem se reunir presencialmente”.

Assim, a entidade busca que esse debate seja realizado em outro momento, que permita a efetiva participação do cidadão. “Entendemos que a audiência pública realizada na modalidade virtual exclui uma parcela importante da população do debate público e dificulta a exposição de eventuais argumentos, dúvidas e razões de contrariedade civil organizada”, completam, ao pedirem, também, que seja realizada presencialmente em todos os municípios que serão atingidos pela concessão da rodovia, a fim de permitir a participação efetiva dos cidadãos das referidas localidades.

O pedido foi discutido em reunião, que contou com a presença do presidente da 10ª Subseção da OAB Tangará da Serra, Franco Ariel Bizarello; vice-presidente, Vinicius Hunhoff; Conselheiro Seccional da  OAB Estadual, Kleiton Carvalho; presidente da Comissão de Direitos Humanos da 10ª Subseção, Altemar Dias da Gama; membro  da Escola Superior da Advocacia, Marcelo Freitas; e ex-conselheiro da OAB/MT, Jonas Coelho.

Veja Também:  COVID-19: Prefeito Eugênio Pelachim edita novo decreto e endurece as medidas de isolamento em Porto Estrela

Fonte: Fabíola Tormes / Redação DS 

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana