conecte-se conosco


Agronegócio

Surto de coronavírus pode destruir até 25 milhões de empregos, diz OIT

Publicado

Surto de coronavírus pode destruir até 25 milhões de empregos, diz OITA pandemia de coronavírus pode desencadear uma crise econômica global, destruindo até 25 milhões de empregos em todo o mundo se os governos não agirem rapidamente para proteger os trabalhadores do impacto, informou a Organização Internacional do Trabalho (OIT) nesta quarta-feira.

“No entanto, se virmos uma resposta coordenada internacionalmente, como aconteceu na crise financeira global de 2008/9, o impacto no desemprego global poderá ser significativamente menor”, afirmou a OIT.

A organização pediu medidas urgentes, em larga escala e coordenadas para proteger os trabalhadores em seu local de trabalho, estimular a economia e apoiar empregos e renda.

Tais medidas devem incluir a extensão da proteção social e apoio à retenção de empregos por meio de jornada reduzida ou licença remunerada, além de benefícios financeiros e fiscais, inclusive para micro, pequenas e médias empresas, acrescentou a OIT.

Veja Também:  Cervejas ganham instrução normativa que define regras de qualidade

Com base em diferentes cenários para o impacto da pandemia sobre o crescimento econômico global, o desemprego global estimado pela OIT aumentaria entre 5,3 milhões (cenário “baixo”) e 24,7 milhões (cenário “alto”). Em comparação, a crise financeira global de 2008/9 aumentou o desemprego global em 22 milhões de pessoas.

“Isso não é mais apenas uma crise global de saúde, é também um grande crise no mercado de trabalho e econômica que está causando um enorme impacto nas pessoas”, disse o diretor-geral da OIT, Guy Ryder.

“Em 2008, o mundo apresentou uma frente unida para lidar com as consequências da crise financeira global, e o pior foi evitado. Precisamos desse tipo de liderança e resolução agora”, acrescentou.

Fonte: Reuters

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio

Prefeitura e Grupo Barralcool promovem higienização das ruas de Barra do Bugres diariamente

Publicado

A limpeza se dá principalmente em áreas de grande aglomeração de pessoas durante o dia

 Trabalho realizado na noite de quinta-feira

Para combater o avanço do coronavírus, por meio de uma parceria entre Prefeitura de Barra do Bugres e grupo Barralcool, todas as noites está sendo realizada limpeza das vias, com maior fluxo de pessoas durante o dia. Um caminhão pulveriza, em forma de névoa, o cloro diluído em 3%.

A limpeza se dá principalmente em áreas de grande aglomeração de pessoas durante o dia, ou seja, nas avenidas principais e nas calçadas. O foco principal de limpeza tem sido em frente a prédios públicos de atendimento à população, como Unidades de Pronto Atendimento, bancos e comércio.

Fonte: Assecom

www,barranews.com.br – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
Veja Também:  Abate de suínos bate novo recorde em 2019
Continue lendo

Agronegócio

Indústria e produtor de soja enfrentam alta no frete devido a coronavírus

Publicado

Indústria e produtor de soja enfrentam alta no frete devido a coronavírus“O mercado de frete está se ajustando, como tem caminhoneiro que não está querendo fazer rota longa, o preço do frete está subindo. Tem que escoar, o preço sobe mesmo, basicamente é isso que está acontecendo”, disse André Nassar, em entrevista à Reuters.

Ele afirmou que alguns agricultores sofreram um aumento de custos para levar a soja de caminhão até os armazéns, enquanto tradings também enfrentam o problema para escoar a soja já negociada com os produtores.

Mas o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) disse que, apesar do aumento do custo maior, são raros os relatos de empresas associadas sobre falta de caminhão para levar o produto até os portos.

Veja Também:  Comissões da Aprosoja se reúnem para debater avanços do setor

“Não é que o caminhão virou um problema, mas o que aconteceu é que o frete subiu”, disse ele, sem dar detalhes sobre o aumento no valor do frete.

Ele disse que medida do governo publicada nesta sexta-feira, que estabelece restaurantes e outros serviços como essenciais para caminhoneiros, deverá ajudar no escoamento da safra recorde de soja do Brasil.

Nassar disse ainda, que apesar dos desafios, o Brasil conseguirá exportar os volumes de soja demandados.

Fonte: Reuters

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana