conecte-se conosco


Últimas Noticias

Tangará da Serra: Laudo poderá apontar se macacos morreram por febre amarela

Publicado

Antônio Conselheiro: laudo poderá apontar se macacos morreram por febre amarela

Moradores da comunidade Agrovila 19, região do Assentamento Antônio Conselheiro, em Tangará da Serra, encontraram macacos mortos em uma área de mata. Um dos moradores disse ter visto o animal agonizando até a morte. Preocupados temem que os macacos estejam contaminados por febre amarela, e sugerem ainda, morte por envenenamento.

O Bem Notícias procurou a Secretaria de Meio Ambiente e a Vigilância Epidemiológica,mas fomos informados que o caso é de responsabilidade da Vigilância Ambiental. Até o fechamento desta reportagem, não havíamos obtido informações sobre o prosseguimento para o caso. A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (SEMA), unidade Tangará, declara que só poderá se posicionar após análises laboratoriais que confirmem o diagnóstico, para posterior captura e recolhimento de animais na localidade.

Em março deste ano, a Vigilância de Zoonoses de Mato Grosso, confirmou que dois macacos encontrados mortos em dezembro do ano passado, no campus da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, foram diagnosticados com febre amarela.

 Vacinação

 De acordo com a SES, em Mato Grosso a cobertura da vacina contra a febre amarela é de 80% e está acima da média nacional.

Veja Também:  Prefeitura consegue apoio público do Estado para realizar Festival de Praia de Nortelândia

As vacinas estão disponíveis nas Unidades Básicas de Saúde dos municípios. A orientação é que a população procure a unidade mais próxima para se vacinar e fique atento ao calendário de vacinação do município.

A febre amarela é transmitida por meio de vetor (mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes no ambiente silvestre). O último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942, e todos os casos confirmados desde então decorrem do ciclo silvestre de transmissão.

Comentários Facebook
publicidade

Últimas Noticias

Mulher bate carro em para-choque de caminhonete ao estacionar e deixa bilhete para dono em MT

Publicado

No recado, ela assumiu a responsabilidade pelo acidente e deixou o telefone dela para que o proprietário entrasse em contato.

Bilhete foi deixado depois de ficar 1 hora esperando do dono aparecer.


Mulher deixou bilhete em carro após batida — Foto: Arquivo pessoal

Mulher deixou bilhete em carro após batida — Foto: Arquivo pessoal/ G1MT

Uma motorista teve um gesto que chamou atenção dos moradores de Comodoro, a 677 km de Cuiabá. Ao fazer uma baliza, a servidora pública Leila Staut Romera Ribeiro bateu no para-choque de uma caminhonete que estava estacionada. Ficou esperando o dono do carro aparecer por 1 hora.

Como ele não voltou para pegar o carro, a motorista decidiu deixar um bilhete, assumindo a responsabilidade do acidente e anotou o número de telefone dela para que ele entrasse em contato.

“Se fosse com o meu carro, eu ia querer ser avisada, então eu decidi fazer o que gostaria que fizesse comigo”, disse ela.

O acidente ocorreu na sexta-feira (17), quando Leila, acompanhada da irmã, tinha ido ao laboratório buscar resultados de exames da mãe. Ao manobrar o carro, ela escutou um barulho forte e percebeu que havia encostado em uma caminhonete que estava estacionada atrás.

Veja Também:  Governo paga ponto cortado dos servidores que retornaram da greve dia 10

Ela relatou que desceu para ver o que havia ocorrido e percebeu que tinha riscado o veículo. “Fiquei desesperada. Aí comecei a procurar quem era o dono. Fui nos estabelecimentos próximos e não o encontrei”, contou.

Depois de procurar, ela ainda ficou esperando perto do carro por 1 hora. Como o proprietário da caminhonete não apareceu, ela deixou um bilhete informando sobre o acidente, assumindo a responsabilidade sobre a batida.

“Fui para casa e chorei. Mais tarde, uma mulher me ligou. Fiquei aliviada porque, antes, tive receio que o dono do carro fosse alguém agressivo”, lembrou.

A mulher do outro lado da linha era casada com o dono do carro, um oftalmologista que, de tempos em tempos, faz atendimentos na cidade.

“Fui me encontrar com eles e me propus a pagar o danos. Mas, ele disse que, havia ficado surpreso com meu gesto e, por isso, não precisaria pagar. Fiquei muito feliz. Na verdade, acho que ele foi muito generoso comigo”, relatou a servidora.

Comentários Facebook
Continue lendo

Últimas Noticias

Com força e eficiência, Secretaria de Obras está com equipes de manutenção em todo município de Barra do Bugres

Publicado

Marcos Parada – Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos
Assecom

Equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos do Município de Barra do Bugres estão espalhadas em vários pontos da extensão do município, realizando manutenções e viabilizando estruturas que facilitarão o trânsito, tanto na cidade, como na área rural.

Na cidade de Barra do Bugres, equipes estão realizando manutenção em vias públicas, entre elas, na Rua Voluntários da Pátria, onde uma avaria ocorrida durante a chuva, fez com que um manilhamento fosse comprometido com o desbarranque da encosta. Enquanto isso, próximo ao Senai, outro grande buraco que originou pelo mesmo motivo, está sendo tapado para não oferecer riscos aos transeuntes. Outra equipe, se encontra na Emanuel Pinheiro, onde uma grande poda de árvores e grama está sendo realizado, juntamente com uma limpeza radical às margens da avenida.

Na área rural, especificamente na região do Assentamento Cabaças outra equipe está trabalhando na manutenção de estradas. Já na estrada do “Santana”, outra equipe de construção de pontes está providenciando madeira para que seja reconstruída uma ponte daquela estrada. Na estrada do Santana, também está ocorrendo patrolamento em locais críticos.

Veja Também:  Sancionada em MT lei que obriga reeducando a pagar por uso de tornozeleira

A operação ‘Tapa-buracos’ continua nas ruas e avenidas da cidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana