conecte-se conosco


Mulher

Tatá Werneck tem hiperêmese gravídica; entenda o que é a doença

Publicado

Recentemente, Tatá Werneck anunciou a sua primeira gestação. No Instagram, a atriz e humorista compartilhou com seus seguidores que está repouso, pois enfrenta a hiperêmese gravídica.  

Leia também: Tatá Werneck tem descolamento ovular; entenda o que é e como acontece


A atriz e humorista Tatá Werneck precisa fazer repouso durante a gestação, pois está enfrentando a hiperêmese gravídica
Divulgação

A atriz e humorista Tatá Werneck precisa fazer repouso durante a gestação, pois está enfrentando a hiperêmese gravídica

“Você tem vontade de vomitar todos os seus órgãos no tapete da sala. Passo o dia basicamente olhando para o teto”, brinca humorista na publicação em que anunciou que enfrenta a  hiperêmese gravídica
.

Tatá Werneck
 não é a primeira famosa a passar por isso. Em 2017, quando Kate Middleton, duquesa de Cambridge, anunciou a sua terceira gestação, ela informou que também sofria com a doença e chegou a precisar ficar internada
.

Hiperêmese gravídica: entenda a doença


A hiperêmese gravídica é uma doença que causa vômito intenso, náuseas e tontura em excesso na gestante
shutterstock

A hiperêmese gravídica é uma doença que causa vômito intenso, náuseas e tontura em excesso na gestante

De acordo com Maria Elisa Noriler, especialista em ginecologia e obstetrícia, a doença faz com que a gestante passe por vários episódios intensos de vômitos, náuseas e tontura durante um mesmo dia, podendo provocar desidratação, perda de peso e carência nutricional.

Veja Também:  Mulher faz avaliação de batom após acidente de carro e viraliza no Twitter

“No primeiro trimestre, a partir de cinco a seis semanas de gestação o quadro começa e, na maioria dos casos, dura em torno da 14ª a 16ª semanas. Em algumas exceções, as mulheres podem sofrer da doença a gestação toda”, explica Maria Elisa.

A especialista explica que existem algumas causas para a doença. A princípio, ela tem forte relação com a elevação do BHCG. Também pode estar relacionado com a presença de um corpo estranho, de acordo com a ginecologista, o feto agiria no organismo da mulher como um antígeno. Além disso, a causa da doença pode ser psicogênica.

Algumas medidas podem ser adotadas para evitar os sintomas da doença. Além do repouso, Maria Elisa explica que medicamentos antieméticos são recomendados desde o primeiro trimestre para aliviar o vômito, a tontura e as náuseas.

Recomenda-se também que a grávida passe a adotar uma alimentação mais leve e abuse de alimentos gelados, pois eles irritam menos a parede gástrica. “Líquidos como água de coco e isotônicos também são indicados, pois são ricos em eletrólitos que ajudam a controlar a desidratação”, completa a especialista.

Veja Também:  “Siririca molhada”: oficina ensina teoria e prática de ejaculação feminina

Leia também: Sete dicas para uma gravidez saudavel

A ginecologista e obstetra ainda comenta que, dependendo das consequências da doença e da frequência dos vômitos, pode ser necessário que a gestante seja internada até se recuperar – como foi o caso de Kate Middleton.

Os cuidados também são válidos para quem está planejando uma gravidez
. “Aconselhamos a fazer atividade física, tentar se afastar de situações estressantes. Fazer um bom planejamento da gestação. Manter-se sempre hidratada e quando estiver grávida não forçar alimentos que não esteja a fim de comer”, recomenda Maria Elisa.

Dessa forma, fica mais fácil amenizar os sintomas e até impedir o desenvolvimento da doença. Além disso, a ginecologista e obstetra comenta que diminuir o uso de produtos que podem estimular a náusea, como perfume e hidratante, é interessante.

Por fim, acupuntura, yoga e psicoterapia também ajudam a melhorar o quadro de hiperêmese gravídica

Comentários Facebook
publicidade

Mulher

Convidados querem levar 8 pessoas à casamento e web reage: “Não é um churrasco”

Publicado

Imagina só você convidar um casal para seu casamento e depois eles “informarem” que vão levar mais oito pessoas com eles? Esses noivos passaram por isso, e a situação viralizou nas redes sociais.

Leia também: Noiva sugere que madrinha grávida faça aborto para não “estragar casamento”


casamento
Reprodução/The Sun

Casal convidado para um casamento decide levar mais 8 pessoas com eles e internautas reagem: “Não é um churrasco”


O caso foi compartilhado no Facebook e chamou a atenção dos internautas. “Um casal foi convidado para o casamento
e eles decidiram chamar outras 8 pessoas!”, diz a postagem.

Os noivos
entregaram o convite e pediram para o casal em questão responder “gentilmente até 15 de abril de 2019” quantas pessoas da família iriam à cerimônia, e eles apontaram que “10 pessoas vão comparecer”.

Leia também: Mulher planeja cerimônia e envia convites antes mesmo do pedido de casamento

Na parte em branco, a dupla ainda especifica: “Seis adultos, quatro crianças”. Além disso, eles levantaram a hipótese de uma 11ª pessoa também ir ao evento.

Veja Também:  Pais cuidam de bebê 10 dias após sua morte

Na web, a publicação gerou diversos comentários. “É um casamento, não é churrasco”, escreve um internauta. “Eu ligaria para eles e diria ‘não’. Se as outras pessoas fossem convidadas, elas teriam recebido um convite
”, opina outro.

Leia também: Noiva “surfa” na multidão depois de casamento e cena viraliza nas redes sociais

Uma usuária da rede social compartilhou história semelhante que ela viveu ao ter convidados surpresas na festa de casamento
. “Tiveram a coragem de reclamar do bolo (nós tínhamos feito um muito pequeno, só para nós)”, conta.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Gesto de amor! Estudantes criam carro para ajudar na mobilidade de criança

Publicado

O pequeno Cillian Jackson, 2 anos, nasceu com uma condição que faz com que a sua mobilidade seja limitada. Graças a uma equipe de estudantes da Rogue Robotics, da Farmigton High School, nos Estados Unidos, isso não é mais um problema. Os adolescentes criaram um carro estilizado que facilita a locomoção do garoto.

Leia também: Mãe transforma cadeira de rodas da filha em carruagem de 


Garoto em carro estilizado
Reprodução/Facebook

Cillian Jackson, 2 anos, tem uma condição genética que o impede de andar, mas o carro estilizado facilitou a mobilidade

O carro
nada mais é do que uma cadeira motorizada estilizada. O acessório foi um grande ganho para Cillian, que nasceu com uma condição genética que se manifesta com sintomas parecidos aos da paralisia cerebral. “Ele tem um tempo particular para conseguir controlar o seu corpo”, fala Tyler, o pai do garoto, em entrevista à “CNN”
.

Leia também: Vídeo de criança cadeirante pulando em cama elástica emociona

A jornada para conseguir o carro


Garoto em carro estilizado
Reprodução/Facebook

Os estudantes de robótica se animaram com o projeto e construíram o carro a partir de uma cadeira de rodas

De acordo com o pai, a jornada para ajudar o menino começou meses atrás, quando os pais estavam procurando uma cadeira de rodas
motorizada, mas concluíram que não teriam recursos para pagar pelo dispositivo.

Veja Também:  Após pesar 35 kg, jovem luta contra anorexia e tenta inspirar outras mulheres

Eles buscaram alternativas e encontraram a equipe de robótica do ensino médio que seria capaz de executar o projeto para ajudar na mobilidade
do menino. Ao saberem do que se tratava, os adolescentes ficaram felizes e se prontificaram a colocar o projeto em prática.

Leia também: “Representatividade importa”, diz cadeirante que participou do clipe de Kevinho

“A alegria em seu rosto realmente fez todo o meu ano. Eu me envolvi nesse projeto porque eu queria ajudar alguém e foi muito bom no final”, fala Alex Trealke, um dos responsáveis pelo projeto.

Tyler ainda comenta o quanto foi gratificante perceber que os adolescentes tiraram um tempo para ajudar o garoto. “Isso realmente o ajudou a descobrir e explorar o mundo. Ter o carro
deu a ele a oportunidade de fazer escolhas por conta própria”, fala.

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana