conecte-se conosco


Barra do Bugres e Região

Tese de acadêmico da Unemat Tangará é premiada no maior evento de Literatura Comparada

Publicado

O estudo denominado “Teatro angolano: o épico nas peças de José Mena Abrantes e Pepetela”, de Sidnei Boz, doutor em Estudos Literários pela Universidade do Estado de Mato Grosso, recebeu o 1º lugar na categoria Tese, no 16º Congresso Internacional da Associação Brasileira de Literatura Comparada (Abralic). O evento ocorrerá 15 a 19 de julho, na Universidade de Brasília (UNB), mas o resultado do Prêmio “Dirce Côrtes Riedel” já foi divulgado esta semana.

A tese de Sidnei Boz, sob orientação do professor da Unemat e imortal da Academia Mato-grossense de Letras, Agnaldo Rodrigues da Silva, foi defendida em março deste ano. A pesquisa investiga a construção do épico no teatro de dois autores angolanos, a partir da análise de quatro peças: A Corda (1976) e A revolta da casa dos ídolos (1979), de Pepetela; O grande circo autêntico (1978) e Ana, Zé e os Escravos (1980), de José Mena Abrantes.

De acordo com o pesquisador, o teatro épico, cuja natureza é política, permite uma adequação às condições do momento histórico em que é produzido. Essa tendência teatral utiliza como referência acontecimentos históricos, em que a narração requer a observação do espectador. As situações, até as mais cotidianas, são utilizadas para a construção de tramas que confrontam dramas da ficção e da vida real.

Veja Também:  Suspeitos invadem sítio de prefeito, mantêm família refém e são presos em seguida em MT

O cenário conta somente com adornos essenciais. Essa técnica seria utilizada para expressar a mensagem ideológica, em favor de um grupo social. “Com o palco menos elaborado, sobressai a atuação das personagens, que encarnadas em atores, experimentam o deslocamento das emoções ao plano da reflexão, da análise e da crítica”, escreve.

A proposta é a substituição da emoção pelo distanciamento, já que o indivíduo consegue analisar melhor o que lhe é comum no dia-a-dia pelo afastamento, por meio de algo que cause estranheza e lhe quebre a fantasia. Ou seja, a capacidade reflexiva não fica anestesiada pela emoção.

Contexto

Para o estudo, foi necessário olhar além das cenas. O pesquisador investigou também os momentos históricos em que os textos foram escritos.

Entre 1976 e 1980, Angola viveu uma transição entre os efeitos da Independência (1975) e o contraste com problemas sociais, econômicos e políticos que assolaram o país. Conflitos violentos acabaram levando à Guerra Civil Angolana, que só terminou em 2002. Nesse contexto histórico, as peças teatrais analisadas foram produzidas.

Veja Também:  Detentos aplicavam golpes em vários Estados, aponta polícia

“Este cenário político contribuiu para que Pepetela e Mena Abrantes atribuíssem um conteúdo amplamente ideológico aos seus textos, com 11 métodos cênicos que pudessem aguçar a tomada de consciência do público, fomentando o ‘despertar’ que levaria à convicção de que processo histórico e o homem não são imutáveis, aspectos esses fundamentais do teatro épico”.

As técnicas dessa tendência de teatro são utilizadas para representar situações complexas do presente, examinando três questões: o tribalismo, o racismo e as relações de poder. “Para construir a narrativa das peças, os dramaturgos não hesitaram em buscar episódios e personagens da história oficial, até mesmo aqueles que haviam sido silenciados, criando um movimento entre o passado e o presente, artifício eficaz para que o espectador fosse tirado da passividade e adentrasse no juízo crítico dos temas desenvolvidos”.

Saiba mais- A premiada tese “Teatro angolano: o épico nas peças de José Mena Abrantes e Pepetela”, de Sidnei Boz, está disponível online. Acesse o texto na íntegra aqui.

Por: Gazeta FM Tangará com Assessoria

Comentários Facebook
publicidade

Barra do Bugres e Região

Cinco homens armados invadem residência e fazem família refém

Publicado

Uma família foi alvo de cinco bandidos armados na noite deste sábado (19), por volta das 22h07, a Polícia Militar tomou conhecimento do fato por volta das 23h55, através da equipe do Corpo de Bombeiros, que retornava de uma ocorrência pela MT-249 e se deparou com as vítimas, ao conduzir as mesmas para o quartel da 5ª CIBM, foi comunicado a Polícia Militar, que rapidamente se deslocaram até os Corpo de Bombeiros, no local tomaram conhecimento do roubo ocorrido na residência da família, localizada na Rua dos Jacarandás, bairro Res. Vitória, em Nova Mutum-MT.

Segundo uma das vítimas, a mesma foi abordada e rendida na porta de sua casa, e posteriormente levada para o interior, e dentro da residência foi violentamente agredida com murros, chutes e coronhadas.

Eram cinco meliantes, todos armados e com camisetas cobrindo o rosto, as duas vítimas foram levadas e amarraram as margens da rodovia MT-249.

A Polícia Militar se deslocou com as vítimas até a residência, e durante o trajeto a guarnição tomou conhecimento que havia sido subtraído quatro veículos, sendo uma caminhonete VW Amarok de cor branca, uma L200 prata, um Ford Ka prata e uma motocicleta Honda XRE 300, vermelha, além de uma espingarda calibre .28.

Um dos veículos, a Mitsubishi L200 prata, foi encontrado capotado no Km 583 da BR-163 sentido Cuiabá, por volta das 05h00 deste domingo (20), a Rota do Oeste tomou conhecimento do acidente e deslocou com a equipe de resgate ao local, mas ninguém foi localizado, apenas se encontrava o veículo, no local foi localizado alguns pertences como documento de veículos e uma espingarda calibre .28 que havia sido roubada na residência.

Enquanto uma equipe da PM estava no Pedágio colhendo informações, foi avistado uma caminhonete VW Amarok, de cor branca, com os faróis apagados vindo em direção ao pedágio. O condutor da caminhonete ao perceber a presença da Polícia manobrou a caminhonete bruscamente e seguiu sentido Posto Gil.

Diante da Situação a equipe iniciou o acompanhamento do veículo, que em um determinado momento entrou em uma estrada vicinal, foi efetuado disparos de arma de fogo em direção a guarnição que realizava o acompanhamento, por sorte nenhum policial ficou ferido. Após percorrer aproximadamente 12 km, a caminhonete foi abandonada e os suspeitos conseguiram fugir para uma área de lavoura e mata.

Na manhã deste domingo a equipe da força foi informada de uma motocicleta Honda XRE300 abandonada na Av. dos Uirapurus, em um terreno baldio. E próximo das 11h00 foi localizado o veículo Ford Ka também abandonado na Rua das Aroeiras.

Todos os veículos e materiais roubados foram recuperados e encaminhados a Delegacia Judiciária Civil para as devidas providências,

Até o momento ninguém foi preso, a Polícia Civil Investiga o caso.

Por atualmt

Comentários Facebook
Veja Também:  Futebol Americano: Tangaraense busca no esporte forças para enfrentar câncer
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Aberta visitação aos lotes do 5º leilão do Detran-MT

Publicado

Resultado de imagem para Aberta visitação aos lotes do 5º leilão do Detran-MTO Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) abriu na ultima sexta-feira (18.10) os pátios das Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans) dos municípios de Vila Bela da Santíssima Trindade, Pontes e Lacerda, São José dos Quatro Marcos, Araputanga, Mirassol D’Oeste, Jauru, Rio Branco e Cáceres para a visitação dos veículos incluídos no 5º leilão realizado pela autarquia em 2019.

Os interessados podem comparecer aos pátios, das 8h às 12h, nos dias 18 e 21 de outubro (sexta-feira e segunda-feira), para conferir as condições dos 775 veículos disponíveis.

O certame foi publicado no Diário Oficial do Estado, que circulou no dia 1º de outubro de 2019, e tem encerramento previsto para a próxima terça-feira (22.10), às 8h30 (horário local). Os lances deverão ser ofertados somente pelo portal www.superbid.net.

A Gerência Especial de Leilões do Detran-MT informa que as fotos divulgadas no site da leiloeira são meramente ilustrativas, não servindo de parâmetro para demonstrar o estado dos veículos.

Os bens serão vendidos e entregues no estado e condições em que se encontram, não cabendo ao leiloeiro e ao Detran-MT a responsabilidade por qualquer modificação ou alteração que venha a ser constatada na constituição, composição ou funcionamento dos bens leiloados.

Veja Também:  Homem morre atropelado e motorista diz que ele se jogou frente ao carro em Diamantino

O leilão é realizado com os veículos que foram retidos, abandonados e não reclamados por seus respectivos proprietários por mais de 60 dias, conforme Resolução 623/2016 do Contran.

A realização de leilões de veículos é uma das ações prioritárias da atual gestão. Somente este ano, o Detran-MT já realizou quatro leilões em diversos municípios do Estado, somando 2.694 veículos ofertados. A arrecadação estimada deste quinto certame é de R$ 1,2 milhão.

Por gazetafmtangara

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana