conecte-se conosco


Últimas Noticias

Unemat participa de audiência na Assembleia Legislativa sobre orçamento e política de expansão

Publicado

Gestores, professores, representantes de acadêmicos e sindicatos dos técnicos e docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso participaram, nessa quarta-feira (12), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, de audiência pública com o tema “Unemat – suas receitas, despesas e Plano de Expansão para criação de novos câmpus”. O debate foi solicitado pela Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto.

A Unemat está presente em 45 dos 141 municípios do estado, garantindo educação superior pública de qualidade para 23 mil estudantes. São 190 cursos de graduação, sendo 60 de oferta contínua e os demais em modalidades diferenciadas para atender a demandas específicas. Entre eles, a Faculdade Intercultural Indígena que oferta cursos para a graduação de professores indígenas. Mais de 90% das aldeais de mato grosso têm professores-indígenas qualificados pela Unemat. Atualmente, estão em formação 32 etnias do estado.

“Gostaríamos de estar em todos os municípios do estado, mas são necessárias condições para isso acontecer com responsabilidade. Não podemos tirar o sonho de quem está no interior de fazer ensino público superior. A Unemat é patrimônio do povo mato-grossense”, declarou o reitor Rodrigo Zanin.

O presidente da Comissão, deputado Thiago Silva (MDB), disse que há uma grande expectativa de expansão da Unemat, como a consolidação do núcleo de Rondonópolis, onde a Universidade oferece os cursos de Letras, Computação e Direito, este em turma especial. “A Unemat está instalada em Rondonópolis como núcleo do câmpus de Alto Araguaia. Estamos trabalhando para a consolidação do câmpus e pela garantia da manutenção do curso de Direito.”

Veja Também:  Unemat abre vagas remanescentes para cursos superiores em Sinop, Mutum, Barra do Bugres e outras cidades

O reitor afirmou que a Universidade estuda, internamente, a possibilidade de cursos que não têm demanda suficiente serem ofertados em formatos especiais. Entretanto, com relação à criação de novos câmpus, a discussão precisa ser ampla. “É uma questão que passou pelo Congresso Universitário, e precisamos dialogar com a sociedade, com apoio da Assembleia, para ter unidades diferenciadas em atendimento, por exemplo, a Cuiabá, Rondonópolis e Lucas do Rio Verde. Podem ter certeza, a Universidade não vai deixar de atender ao povo mato-grossense”.

Orçamento e finanças

A Secretária Adjunta do Tesouro Estadual (Sate), da Secretaria de Fazenda (Sefaz), Luciana Rosa, apresentou a evolução dos repasses financeiros para a Unemat, no período de 2014 até o 1ª bimestre de 2019.

“Em 2018, não conseguimos cumprir nossos repasses. Ficamos com pendência na ordem de 35 milhões para a Unemat, em relação ao limite da RCL (Receita Corrente Líquida). Não repassamos, e isso não foi por nossa vontade. Tivemos muitos problemas financeiros, como já é sabido por todos. Tentamos resolver os problemas de cada unidade, mas infelizmente, não tivemos a disponibilidade de caixa suficiente para suprir mesmo as despesas essenciais das unidades, as mais básicas”.

Segundo a Secretária Adjunta, neste ano a situação se agravou. O contingenciamento dos recursos orçamentários da Unemat está previsto no Decreto 77, de 3 de abril de 2019, que disciplina sobre a execução orçamentária e financeira para todos os órgãos da administração pública  direta, indireta e autarquias. O documento pode ser acessado aqui.

“Não temos como estender, aumentar essa cota neste momento. Ela vai até o mês de julho, quando vamos fazer uma avaliação e ver se podemos ampliar. Antes disso, infelizmente, não tenho condições de falar que vamos fazer um repasse para a Unemat superior ao que está publicado. Sabemos que a cota de custeio e manutenção da Unemat representa, no máximo 70%, do que precisa para sobreviver mensalmente”, avaliou Luciana Rosa.

Veja Também:  Quase 120 mil candidatos se inscrevem para o Enem 2019 em MT

A Emenda Constitucional nº 66, de 3 de julho de 2013 garantiu, naquele ano o mínimo de 2,0% da Receita Corrente Líquida do Estado para a Unemat. Esse valor teria acréscimo de 0,1 ponto percentual ao ano, até chegar à alíquota de 2,5% a partir de 2018.

Nesse período, houve aumento da previsão orçamentária mas, sobretudo, incremento de quase 100% nos serviços ofertados à população. Em 2014, eram 12 mil alunos, hoje são 23 mil. Em 2005, a Unemat tinha somente um curso de mestrado, atualmente são 21 mestrados e sete doutorados. “Isso só foi possível porque temos uma garantia Constitucional. Esta Casa sempre foi importante em reconhecer que uma universidade, para ser forte, tem que ter amparo legal. Isso faz a diferença”. Esses dados são públicos e podem ser acessados na página Unemat em Números.

Também são membros da Comissão de Educação, Ciência, Tecnologia, Cultura e Desporto os deputados Valdir Barranco (PT), vice-presidente da Comissão, Sebastião Rezende (PSC), Dr. João (MDB) e Wilson Santos (PSDB).

Leia mais: https://www.al.mt.gov.br/.

Galeria de imagens: https://www.al.mt.gov.br/.

Comentários Facebook
publicidade

Últimas Noticias

Mulher bate carro em para-choque de caminhonete ao estacionar e deixa bilhete para dono em MT

Publicado

No recado, ela assumiu a responsabilidade pelo acidente e deixou o telefone dela para que o proprietário entrasse em contato.

Bilhete foi deixado depois de ficar 1 hora esperando do dono aparecer.


Mulher deixou bilhete em carro após batida — Foto: Arquivo pessoal

Mulher deixou bilhete em carro após batida — Foto: Arquivo pessoal/ G1MT

Uma motorista teve um gesto que chamou atenção dos moradores de Comodoro, a 677 km de Cuiabá. Ao fazer uma baliza, a servidora pública Leila Staut Romera Ribeiro bateu no para-choque de uma caminhonete que estava estacionada. Ficou esperando o dono do carro aparecer por 1 hora.

Como ele não voltou para pegar o carro, a motorista decidiu deixar um bilhete, assumindo a responsabilidade do acidente e anotou o número de telefone dela para que ele entrasse em contato.

“Se fosse com o meu carro, eu ia querer ser avisada, então eu decidi fazer o que gostaria que fizesse comigo”, disse ela.

O acidente ocorreu na sexta-feira (17), quando Leila, acompanhada da irmã, tinha ido ao laboratório buscar resultados de exames da mãe. Ao manobrar o carro, ela escutou um barulho forte e percebeu que havia encostado em uma caminhonete que estava estacionada atrás.

Veja Também:  Inaugurada em Tangará da Serra a primeira clínica de reabilitação do médio-norte

Ela relatou que desceu para ver o que havia ocorrido e percebeu que tinha riscado o veículo. “Fiquei desesperada. Aí comecei a procurar quem era o dono. Fui nos estabelecimentos próximos e não o encontrei”, contou.

Depois de procurar, ela ainda ficou esperando perto do carro por 1 hora. Como o proprietário da caminhonete não apareceu, ela deixou um bilhete informando sobre o acidente, assumindo a responsabilidade sobre a batida.

“Fui para casa e chorei. Mais tarde, uma mulher me ligou. Fiquei aliviada porque, antes, tive receio que o dono do carro fosse alguém agressivo”, lembrou.

A mulher do outro lado da linha era casada com o dono do carro, um oftalmologista que, de tempos em tempos, faz atendimentos na cidade.

“Fui me encontrar com eles e me propus a pagar o danos. Mas, ele disse que, havia ficado surpreso com meu gesto e, por isso, não precisaria pagar. Fiquei muito feliz. Na verdade, acho que ele foi muito generoso comigo”, relatou a servidora.

Comentários Facebook
Continue lendo

Últimas Noticias

Com força e eficiência, Secretaria de Obras está com equipes de manutenção em todo município de Barra do Bugres

Publicado

Marcos Parada – Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos
Assecom

Equipes da Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos do Município de Barra do Bugres estão espalhadas em vários pontos da extensão do município, realizando manutenções e viabilizando estruturas que facilitarão o trânsito, tanto na cidade, como na área rural.

Na cidade de Barra do Bugres, equipes estão realizando manutenção em vias públicas, entre elas, na Rua Voluntários da Pátria, onde uma avaria ocorrida durante a chuva, fez com que um manilhamento fosse comprometido com o desbarranque da encosta. Enquanto isso, próximo ao Senai, outro grande buraco que originou pelo mesmo motivo, está sendo tapado para não oferecer riscos aos transeuntes. Outra equipe, se encontra na Emanuel Pinheiro, onde uma grande poda de árvores e grama está sendo realizado, juntamente com uma limpeza radical às margens da avenida.

Na área rural, especificamente na região do Assentamento Cabaças outra equipe está trabalhando na manutenção de estradas. Já na estrada do “Santana”, outra equipe de construção de pontes está providenciando madeira para que seja reconstruída uma ponte daquela estrada. Na estrada do Santana, também está ocorrendo patrolamento em locais críticos.

Veja Também:  Polícia Militar de Denise prende homem que fazia manobra perigosa conhecida como ‘superman’ na rodovia

A operação ‘Tapa-buracos’ continua nas ruas e avenidas da cidade.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

O QUE VOCÊ ESTÁ ACHANDO DA GESTÃO DO GOVERNADOR MAURO MENDES ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Esportes

Mais Lidas da Semana