conecte-se conosco


Barra do Bugres

Terceiro envolvido em homicídios em Barra do Bugres é preso pela Polícia Civil em Mirassol d’Oeste

Publicados

em

O suspeito estava com um documento de identidade falso

Uma ação integrada das Delegacias da Polícia Civil de Mirassol d’Oeste e Barra do Bugres resultou na prisão de um investigado de 22 anos, apontado como um dos autores do homicídio de dois primos assassinados em Barra do Bugres, no mês de abril deste ano. Além do duplo homicídio, o preso é investigado por um terceiro crime cometido um dia após o desaparecimento do casal de primos. 

 

O alvo do mandado de prisão, considerado de alta periculosidade pela Polícia Civil, foi localizado nesta quinta-feira (14.07), quando policiais da Delegacia de Mirassol d’Oeste o localizaram em uma residência no Jardim São Paulo. Durante entrevista com os policiais, ele afirmou ser integrante de uma facção criminosa e que gerenciaria o tráfico de drogas no município. 

 

As equipes realizaram buscas na residência do suspeito e apreenderam entorpecentes, balanças de precisão, um revólver calibre 38 com seis munições intactas, entre outros itens. O suspeito estava com um documento de identidade falso. Ele foi autuado em flagrante delito por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e uso de documento falso.

Veja Também:  Câmara Municipal de Barra do Bugres promove Audiência Pública nesta quarta-feira 20

 

A delegada de Barra do Bugres, Renata Evangelista, destaca que desde o desaparecimento do casal de primos, a Polícia Civil se empenhou nas diligências e para reunir informações que levassem ao paradeiro das vítimas, assim como no esclarecimento das mortes e na responsabilização dos autores dos crimes. 

Homicídios em Barra do Bugres 

O jovem preso em Mirassol d’Oeste é apontado nas investigações da Delegacia de Barra do Bugres como um dos envolvidos na tortura, homicídio e ocultação de cadáver dos primos Thaynara Chrystini dos Santos Silva e Carlos Henrique da Silva Souza, ambos de 20 anos, que desapareceram no dia 05 de abril. 

 

O casal de primos foi visto pela última vez na parte externa de um ginásio poliesportivo, onde ocorriam jogos escolares da cidade. Os corpos das vítimas foram localizados no dia 11 de maio em avançado estado de composição, enterrados em uma região de mata de Barra do Bugres.

 

As buscas pelos corpos foram realizadas por equipes da Delegacia da Polícia Civil do município com apoio da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO). Familiares reconheceram os pertences encontrados como sendo dos dois jovens. Outro investigado pelo crime, que estava com prisão decretada, foi preso na ocasião.

Veja Também:  Devido ao Coronavírus, Sindicato Rural cancela a 38ª Expoagro

 

No dia seguinte ao desaparecimento do casal de primos, a Polícia Civil registrou o homicídio de Kaio Richard dos Santos Paulo, de 21 anos, executado com as mãos amarradas. Na ocasião, dois suspeitos pelo crime foram  presos em flagrante.

 

Desde as datas dos homicídios, diversas diligências foram realizadas pela Polícia Civil para identificar os demais autores dos crimes. A delegada Renata Evangelista representou pela prisão temporária do suspeito, que desde então era considerado foragido da justiça.

 

Outro suspeito de envolvimento nos homicídios foi preso em 27 de maio pela equipe da Delegacia de Barra do Bugres.

Fonte: Raquel Teixeira | Polícia Civil-MT

Comentários Facebook
Propaganda

Barra do Bugres

Homem procurado por homicídio em Barra do Bugres é preso em Alagoas

Publicados

em

A vítima foi morta por engano, uma vez que o alvo era seu irmão.

 

Um dos autores do homicídio que vitimou um jovem por engano, em Barra do Bugres, foi preso nesta quarta-feira (03.08), em Alagoas, durante cumprimento de mandado judicial.

 

O foragido estava com a prisão preventiva decretada pelo juízo da Comarca de Barra do Bugres, decorrente das investigações da Delegacia do município para apurar o crime.

 

Ele foi preso na cidade de Rio Largo (AL), após troca de informações entre as polícias Civil de ambos os estados.

 

O crime foi cometido na noite do dia 02 de julho, em uma residência no bairro Maracanã, onde Gustavo Nunes Prado, de 24 anos, foi alvejado por vários disparos de arma de fogo.

 

Conforme a delegada Renata Evangelista, durante as diligências apurou-se que a vítima foi morta por engano, pois o alvo dos suspeitos era seu irmão, sendo o crime foi motivado por dívida.

 

Veja Também:  Câmara Municipal de Barra do Bugres promove Audiência Pública nesta quarta-feira 20

As investigações apontaram o envolvimento de quatro pessoas no homicídio, que tiveram mandados de prisões preventivas representados pela Polícia Civil e deferidos pela Justiça.

 

“Um dos indivíduos procurados, que faz uso de tornozeleira eletrônica, acabou sendo descoberto e preso na cidade de Rio Largo, em Alagoas”, destacou a delegada.

 

Assessoria | Polícia Civil-MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Barra do Bugres

Coronel Assis visita Barra do Bugres para defender MT e Brasil mais seguros

Publicados

em

O coronel Jonildo José Assis, conhecido como Coronel Assis, visita Barra do Bugres nesta quinta-feira (4) e irá reunir- se com lideranças políticas e com a diretoria do clube de tiro do município. A agenda faz parte de visitas que o ex-comandante-geral da PMMT tem feito aos municípios de Mato Grosso liderando o movimento Mato Grosso e Brasil Mais Seguros.

 

Alinhado ao presidente da República, Jair Bolsonaro, Assis tem defendido nas reuniões temas como o armamento civil, como garantia ao direito de autodefesa e defesa patrimonial, além do fortalecimento dos clubes de tiros como espaços familiares onde é possível aprender o manuseio correto das armas e praticar, inclusive, uma modalidade esportiva.

 

“O armamento civil deve ser entendido como um direito de autodefesa que o cidadão pode fazer em relação a si mesmo, à sua família e patrimônio. Infelizmente, no Brasil passamos por uma verdadeira campanha contra as armas atribuindo a elas o problema da violência, mas com meus 28 anos de experiência na Segurança Pública, como policial militar, posso afirmar que o verdadeiro problema da criminalidade tem raízes mais profundas, como o tráfico de drogas, o crime organizado e no mercado ilegal que fornece armas que são utilizadas para o cometimento de crimes”, defende.

Veja Também:  Devido ao Coronavírus, Sindicato Rural cancela a 38ª Expoagro

 

Coronel Assis analisa que é preciso “quebrar o tabu” em relação ao armamento civil. “A possibilidade de democratizar o uso de armas por civis não é obrigar os cidadãos a se armarem, é garantir o direito de possuí-la. E para isso, existe todo um processo burocrático e oneroso, que exigem habilidades mínimas, entre as quais saber usar as armas e também capacidade psicológica”, pondera.

 

No país, a modalidade que tem se tornado mais usual para os possuidores de armas é o CAC, sigla para Colecionador, Atirador e Caçador. A concessão desse registro exige idade mínima de 25 anos, sendo que a pessoa não pode ter antecedentes criminais e não responder a inquérito policial ou processo criminal.

 

O controle sobre o registro de armas no Brasil é feito pelo Exército, que exige entre outros requisitos condições adequadas para armazenamento. Uma das especificações é que o armamento seja guardado em cofre dentro de um cômodo, que pode ser armário ou guarda roupa, com paredes, piso e teto de alvenaria, sendo proibido, por exemplo, forro de PVC.

Veja Também:  Câmara Municipal de Barra do Bugres promove Audiência Pública nesta quarta-feira 20

 

No processo burocrático para a solicitação de CAC, que pode levar de 60 a 90 dias, o requerente tem que apresentar entre as documentações: comprovante de ocupação lícita; comprovante de residência fixa; declaração de endereço de quadra do acervo (arma); declaração de segurança de acervo; comprovante de capacidade técnica para o manuseio de arma de fogo; laudo de aptidão psicológico para o manuseio de arma de fogo, fornecido por psicólogo credenciado pela Polícia Federal, entre outros documentos específicos.

 

Nesta sexta-feira (5), o coronel Assis vai participar da convenção partidária do União Brasil, em Cuiabá, onde deverá ter sua candidatura oficializada a deputado federal por Mato Grosso.

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana