conecte-se conosco


Tecnologia

772 milhões de emails expostos em vazamento: descubra se você foi afetado

Publicados

em


Vazamento de dados foi batizado de Collection #1 e é considerado um dos maiores da historia
Agência Brasil

Vazamento de dados foi batizado de Collection #1 e é considerado um dos maiores da historia

Um dos maiores vazamentos de dados da história da internet foi descoberto nesta quinta-feira (17). De acordo com as informações de um especialista em segurança cibernética, mais de 772 milhões de emails e 21 milhões de senhas foram expostos em um fórum para hackers. 

Leia também: Caiu na rede! De vazamento a fakes, relembre assuntos que tomaram a web em 2018 

Segundo o especialista Troy Hunt, que divulgou a descoberta do  vazamento de dados 
em seu blog pessoal, esses dados (cerca de 12 mil arquivos) foram encontrados dentro de uma pasta de 87 gigabytes armazenada na nuvem Mega, uma das mais populares atualmente. 

Batizada de
Collection #1 – nome da pasta na qual todas as informações estavam guardadas  -, a f alha de segurança
 já foi retirada do  Mega
, mas é possível que terceiros ainda tenham cópias desses dados em seus computadores pessoais e voltem a publicá-los. 

De acordo com o pesquisador, um dos maiores perigos de hackers
conseguirem acesso a um correio eletrônico é que, além de conseguir detalhes pessoais do usuário, o invasor pode testar a senha do email em diversas outras plataformas. 

Veja Também:  WhatsApp libera entrada em chamadas que estão em andamento

Assim, se a vítima usar o mesmo usuário e senha em outros sites, os hackers conseguirão acessar outros serviços, como contas bancárias e perfis em redes sociais. “As pessoas fazem listas como esta [ Collection #1
] com nosso email e senhas e depois tentam ver onde mais funcionam. O sucesso desta tática se baseia em que as pessoas reutilizam as mesmas credenciais em múltiplos serviços”, disse Hunt na postagem em seu blog. 

Leia também: #10YearsChallenge: o Facebook está usando suas fotos do desafio?

O número de dados expostos divulgado por Hunt não considera dados duplicados ou inutilizáveis, já que o pesquisador fez uma seleção antes de anunciar o problema em seu site. Sem essas exclusões, a quantidade de endereços de email e senhas expostas passava de 2,7 bilhões, ficando atrás somente do vazamento do Yahoo em 2017, que atingiu três bilhões de contas da plataforma naquele ano.

Fui afetado pelo vazamento de dados? 


Para saber se suas informações foram expostas é possível acessar o  site Have I Been Pwned
, do pesquisador Hunt. Nessa plataforma, além de descobrir se o seu email ou a sua senha já foram comprometidos, o internauta consegue checar até mesmo em quantos vazamentos esteve envolvido.  

Veja Também:  Jeff Bezos completa voo ao espaço: "melhor dia de todos"; veja as fotos


O especialista recomenda que todos os usuários afetados troquem suas senhas. Ele também afirmou que a melhor forma de evitar ter problemas com  vazamento de dados
 é utilizar senhas diferentes para cada login na internet. “Se usar um administrador de senhas digital é um passo muito grande para você, recorra à velha escola e arranje um analógico. Ou seja, um caderno. Anotar as senhas únicas em um livro e mantê-las dentro de uma casa fechada é muito melhor que reutilizá-las em toda a Internet”, disse. 

Comentários Facebook
Propaganda

Tecnologia

HBO Max e Amazon Prime Video ‘alfinetam’ Netflix após aumento de preço

Publicados

em


source
Netflix é alfinetada pela concorrência nas redes sociais
Unsplash

Netflix é alfinetada pela concorrência nas redes sociais

A Netflix anunciou que vai reajustar os preços dos planos por assinatura no Brasil e, como esperado, a notícia não agradou o público – que criticou o novo valor do plano premium, de R$ 55,90, apontando a possibilidade de assinar cinco plataformas diferentes com o custo. No entanto, os concorrentes HBO Max e Amazon Prime Video aproveitaram a oportunidade nas redes sociais para “cutucar” a decisão do serviço.

A começar com o streaming da Warner Bros, que respondeu um questionamento da influenciadora Nath Finanças . “Gente, vocês pagam serviços de streaming sozinhos? Não dividem com ninguém? Exemplo: um paga Netflix e outro paga HBO Max, mas compartilham a senha pra ambos usarem”, disse ela, ao que a conta oficial da plataforma respondeu em sintonia, incentivando o compartilhamento de senhas.

Veja Também:  WhatsApp libera entrada em chamadas que estão em andamento

“Não é proibido dividir sua conta com seus amigos, família ou conhecidos. Por isso mesmo que o ‘Multitelas’ tem 5 perfis diferentes e a possibilidade de 3 streamings simultaneamente”, afirmou o HBO Max (que disponibiliza pacotes entre R$ 9,95 a R$ 27,90 ao mês), provocando a Netflix, que é totalmente contra o compartilhamento de senhas.

Você viu?

O Prime Video (R$ 9,90 por mês) também aproveitou a oportunidade para alfinetar à concorrente com uma “indireta”. Ao ser mencionada no Twitter várias vezes ao ponto de entrar nos trending topics , o streaming da Amazon desejou boas-vindas aos novos assinantes.

Os preços dos planos da Netflix aumentaram no Brasil já a partir de quinta-feira (22). Os reajustes chegam dois anos depois da última vez em que o serviço subiu os preços no País, em março de 2019. Agora, as assinaturas vão custar a partir de R$ 25,90, para o plano básico, até R$ 55,90, na versão premium. Em nota, a empresa argumentou que o aumento no valor acontece “para oferecer uma melhor experiência para os usuários”.

Veja Também:  Ex-funcionários do WhatsApp criam rede social sem algoritmo e anúncios

Netflix, a alta de preços e as críticas quanto ao compartilhamento de senhas

Enquanto outras plataformas apoiam o compartilhamento de senhas , a Netflix sempre se mostrou contra a prátiaa. Em março deste ano, o streaming começou a testar um novo recurso de segurança para dificultar que estranhos acessem uma conta sem permissão. Posteriormente, a função também irá impedir o compartilhamento de senha de um único perfil com mais pessoas.

“Se você não mora com o dono dessa conta, você precisa da sua própria conta para continuar assistindo”, diz a mensagem recebida por alguns usuários. Conforme a Netflix afirma, o teste foi aplicado para garantir que as pessoas usando as contas estejam “realmente autorizadas” a fazer isso. Ainda não foi confirmado se o recurso será adicionado oficialmente à plataforma.

Comentários Facebook
Continue lendo

Tecnologia

HBO Max terá ao menos 10 filmes exclusivos da Warner Bros por ano

Publicados

em


source
Space Jam: um Novo Legado
Reprodução

Space Jam: um Novo Legado

Após adotar uma estratégia ousada de lançar simultaneamente, nos EUA, seus filmes nos cinemas e no streaming , a Warner Bros . promete uma postura mais tradicional a partir de 2020. A partir do próximo ano, o estúdio pretende manter seus grandes lançamentos nas salas de exibição por pelo menos 45 dias antes de chegar ao streaming. A grande novidade, porém, é que a Warner Bros. também vai investir mais em longas-metragens exclusivos para a HBO Max , com pelo menos dez lançamentos por ano.

Em outros mercados, como no Brasil, a Warner segue realizando seus lançamentos primeiro nos cinemas, com lançamento posterior na HBO Max. Enquanto nos EUA o mais recente filme do estúdio, Space Jam: um Novo Legado , teve estreia simultânea no streaming e nas salas, aqui o título chegou exclusivamente nos cinemas. Só depois que, em data a definir, que o longa-metragem chega ao catálogo nacional do serviço de streaming.

Você viu?

A informação foi apresentada pelo CEO da WarnerMedia, Jason Kilar, em teleconferência com investidores sobre os resultados do segundo trimestre do ano. De acordo com a Variety , Kilar explicou que quer fortalecer o calendário de estreias da HBO Max com filmes exclusivos ao mesmo tempo que outras produções da Warner Bros. serão exibidas primeiramente nos cinemas.

Veja Também:  Nova pane global derruba sites da Amazon, HBO Max e PlayStation

Cinema continua importante

Kilar enfatizou, no entanto, que não enxerga a indústria cinematográfica retornando ao padrão visto em anos anteriores, com janelas de 75 a 90 dias entre a data de exibição nos cinemas a chegada dos títulos ao home video . O CEO não adiantou detalhes sobre os filmes exclusivos da HBO Max , mas o primeiro da fila deve ser Batgirl , que está em fase inicial de desenvolvimento.

“É evidente que o cinema importa e continuará sendo importante”, disse Kilar, que citou como exemplo recente o desempenho positivo de Godzilla Vs. Kong nas salas de exibição, que teve bilheteria de US$ 560 milhões. Ele também destacou que a chegada desses filmes ao streaming também é convertido em receita, já que atrai assinantes para a HBO Max .

Veja Também:  Nintendo Switch com tela OLED custa apenas R$ 50 a mais para ser feito

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana