conecte-se conosco


Mulher

A depilação influencia no desempenho dos atletas?

Publicados

em


source

Alto Astral

A depilação influencia no desempenho dos atletas?
Reprodução: Alto Astral

A depilação influencia no desempenho dos atletas?

Adiada em um ano por conta da pandemia causada pelo novo coronavírus, a Olimpíada de Tóquio 2020 começou na semana passada e está dando o que falar entre os brasileiros! A rotina de treinos e preparação dos atletas para o maior evento esportivo do ano é intensa, longa e repleta de tratamentos. E, por incrível que pareça, a depilação está entre os procedimentos indicados para ajudar no desempenho em certas competições.

Dessa forma, atletas de modalidades como ciclismo, atletismo e natação têm apostado na depilação antes das provas para melhorar, na medida do possível, seu desempenho no esporte.

“Algumas modalidades esportivas precisam de menos atrito, como a natação e esportes de alta velocidade, como bicicross. Então os atletas dessas modalidades têm o costume de fazer essa depilação, pois conseguem ter um pouco mais de velocidade”, explica Nemi Sabeh, ortopedista e coordenador médico da Seleção Brasileira de Futebol Feminino.

Para entendermos melhor a influência da remoção dos pelos na prática esportiva, Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação, ajudou o Alto Astral a esclarecer alguns fatos sobre a depilação que mostram que o método vai além da aparência. Confira:

Aerodinâmica

A pele depilada oferece menos resistência ao ar e à água. Em diversas modalidades, os atletas relatam sentir as mudanças de desempenho. Na natação, por exemplo, a sensibilidade do corpo em relação à água aumenta quando os pelos são retirados, melhorando a técnica e a velocidade. Assim, muitos relatam sentir-se mais leve e com melhor deslizamento do corpo durante as práticas esportivas.

Veja Também:  Conheça Aída dos Santos, única brasileira nas Olimpíadas de Tóquio, de 1964

“Nas competições em que participo, ouço muito sobre o quanto a depilação é importante para o atleta, principalmente para o ciclismo, natação e corrida. Isso porque, nestes esportes, são usadas roupas mais abertas e mais leves que deixam parte do corpo exposta, como as pernas. Com o movimento, os membros acabam se encostando muito, e a retirada dos pelos ajuda a evitar que esses atritos causem assaduras”, comentou a atleta Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina.

Limpeza de ferimentos e massagens

Você viu?

Em qualquer competição esportiva, os atletas estão sujeitos a ferimentos. No entanto, quando a pele está lisinha, é mais fácil enxergar a lesão, o que facilita e torna mais simples e menos dolorosa a limpeza, cuidado e curativo.

Contudo, vale pontuar que tal cenário diz respeito a corpos com um grande volume de pelos. Nemi Sabeh lembra que os pelos fazem parte da pele e são, portanto, uma estrutura natural. Assim, sempre que optar por removê-los, é importante o fazer em um local adequado e com um profissional especializado a fim de evitar infecções ou dermatites.

Outro ponto a ser mencionado são as massagens. Em esportes que exigem muito esforço físico, elas são essenciais para a saúde e o bem-estar do atleta. Às vezes, também, tornam-se necessárias para o tratamento de cãibras durante os exercícios. Com a pele lisa, os deslizamentos e manobras de massagem ficam mais ágeis e eficientes e, ainda, evita-se o desconforto dos pelos sendo puxados, de acordo com Kessey.

Veja Também:  Horóscopo do dia: previsões para 29 de julho de 2021

Assaduras e termorregulação

Outro problema que pode acometer os atletas são as assaduras. Pessoas com muitos pelos são mais propensas a assaduras após exercícios longos e extenuantes. Isso porque os pelos provocam mais atrito com a pele, deixando-a vermelha e dolorida, e, por consequência, comprometendo o desempenho do atleta. Afinal, ninguém merece praticar algum esporte com incômodos pelo corpo, não é mesmo?

Além disso, a termorregulação também é favorecida com a retirada dos pelos. É por meio da transpiração que o organismo reage ao aumento da temperatura corporal, sem contar que é por meio do suor que a pele fica mais úmida e fresca, impedindo o mal-estar provocado pela alta temperatura. A pele depilada, contudo, tem mais facilidade em evaporar o suor, o que contribui para que esse processo ocorra com mais rapidez.

“A depilação é uma grande aliada do esporte e sua eficácia tem sido cada vez mais importante, na medida em que a disputa pelo 1º lugar ou um novo recorde mundial passa a ser decidida por uma fração de segundos ou um mínimo movimento”, finaliza Kessey.

Fontes : Nemi Sabeh Jr., ortopedista, cirurgião e coordenador médico das Seleções Femininas de Futebol; Kessey Lima, fisioterapeuta e sócia-fundadora da Vialaser Depilação; Karolina Teixeira, competidora de atletismo em Santa Catarina

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Propaganda

Mulher

Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Câncer

Publicados

em


source
Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Câncer
Reprodução: Alto Astral

Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Câncer

Abram alas para os cancerianos! Chegou a hora de falar daqueles que amam sem moderação e costumam ser protetores, simpáticos, apegados e, claro, dramáticos. Chorar de emoção? Isso os nativos fazem como ninguém! Vamos descobrir um pouco mais sobre os “emocionados” do Zodíaco:

“Câncer é o excesso em um ser. É ter espaço no peito para dois corações” (João Doederlein – escritor)

Câncer é o quarto signo do Zodíaco! (Foto: Shutterstock)

Data: 21/06 a 21/07

Elemento: Água

Casa do Mapa Astral: 4

Planeta: Lua (emoções)

Qualidades: intuição, sensibilidade, companheirismo, proteção e gentileza.

Defeitos: dependência emocional, insegurança, apego e passividade.

Inferno Astral: Gêmeos (21/05 a 20/06)

Paraíso Astral: Escorpião (23/10 a 21/11)

Fé: Salmo 86

Anjo: Gabriel

Orixá: Ogum

Pedras: Quartzo verde, ametista, madrepérola

Saúde: cuidado com as doenças emocionais, uma vez que seus sentimentos podem ser refletidos no corpo e na mente. Outra região que merece olhar atento é o estômago, pois, quando reprimimos alguma questão, ele acaba sendo afetado… evite uma gastrite nervosa! Para as mulheres, há ainda mais uma área que merece atenção preventiva: os seios.

Veja Também:  Caso Gabby Petito: autópsia diz que influenciadora foi assassinada

Amor: o eixo da sua vida é guiado pelo amor. Por isso, escolha com calma a pessoa amada a se dedicar de corpo e alma. Na relação, você costuma ser gentil, apreciar o romantismo e não poupar mimos e elogios. Um verdadeiro conto de fadas! Só cuidado com o apego excessivo, ok?

Trabalho: por causa da intuição apurada, a percepção para negócios e mercados é maior e isso te destaca na equipe. Além disso, tem uma boa relação com os demais, prezando pela cordialidade e simpatia.

Dinheiro: Devido à solidariedade, boa parte das finanças podem ser gastas em prol de alguma causa ou para agradar alguém. Embora seja uma atitude bonita, atente- se também para as suas necessidades e fique de olho na conta bancária!

Câncer no Mapa Astral: o signo representa a casa 4, que fala sobre lar, segurança, relação maternal e raízes. É regido pela Lua, o planeta das emoções. Portanto, encontre Câncer e seu regente no Mapa, além de considerar também os planetas junto a ele. Depois de descobrir a área da sua vida em que o signo se encontra, foque nas vibrações mais altas nesse setor, como a amabilidade, sensibilidade, solidariedade, emoções e esteja atento às vibrações mais baixas, como a dependência emocional, o apego e a insegurança.

Veja Também:  Violência contra a mulher: conheça o trabalho das Promotoras Legais Populares

Outras matérias da série Desvendando o Mapa Astral

  • Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Touro
  • Desvendando o Mapa Astral: tudo sobre o signo de Áries
  • Desvendando o Mapa Astral: meio e fundo do céu mostram seu passado e futuro

Consultoria: João Bidu

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

Mulher

Ciclo do sono: conheça as fases e distúrbios que interferem na qualidade do sono

Publicados

em


source
Ciclo do sono: conheça as fases e distúrbios que interferem na qualidade do sono
Redação João Bidu

Ciclo do sono: conheça as fases e distúrbios que interferem na qualidade do sono

O ciclo do sono é formado por um conjunto de fases. Cada etapa do sono tem uma função diferente e a primeira começa logo quando começamos adormecer e volta como penúltima, antecedendo o sono R.E.M. – a etapa mais profunda. 

Para entender como funciona o ciclo do sono , confira como acontece cada uma das fases e, em seguida, algumas dicas para deixar suas noites melhores.

JÁ CONFERIU O HORÓSCOPO DE HOJE NO SITE DO JOÃO BIDU? VEJA AS TENDÊNCIAS ASTRAIS PARA O SEU SIGNO!

Ciclo do sono

O ciclo do sono é dividido em seis partes; fase 1, fase 2, fase 3, fase 2, fase 1 e R.E.M. Quando a última acaba, o ciclo começa novamente; em média, um adulto pode ter 4 ciclos do sono durante a noite.

Sono leve

Fase 1: Quando adormecemos, a primeira etapa pela qual o corpo passa é chamada de latência do sono. Nessa etapa é comum ter sonhos de que está caindo ou tropeçando. Ainda nessa fase, é normal se mexer bastante e não ter completa noção de que está dormindo – a realidade se confunde facilmente com os sonhos e os músculos ainda não estão relaxados. Essa fase dura, em média, 10 minutos.

Fase 2: Na segunda parte do sono leve, o corpo já está mais relaxado, mas a mente continua acordada. Por isso, é nessa fase que acordamos mais facilmente com alguém se mexendo na cama ou qualquer barulho externo, por menor que seja. Esse estágio dura por volta de 20 minutos.

Sono profundo

Fase 3: Conforme pegamos no sono, o corpo vai relaxando aos poucos. Na fase do sono profundo, os músculos já se encontram totalmente relaxados e os barulhos externos não te acordam com tanta facilidade. A mente, que antes estava acordada, agora está calma e desligada – também por isso, os sonhos não acontecem nesta etapa. Esse “apagão” traz muitos benefícios para o corpo, pois é nesse momento que acontece a reparação corporal; as lesões que ocorreram durante o dia são tratadas pelo próprio corpo nesse estágio.

Veja Também:  Orunmilá-Ifá: conheça o oráculo que é para todas as pessoas

Sono leve

Após o sono profundo, o corpo volta a experienciar o sono leve – desta vez na ordem contrária. Depois do sono profundo, retornamos à fase 2 do sono leve, na qual os músculos estão mais relaxados, mas a mente ainda não.

Em seguida, temos novamente a fase 1, em que corpo e mente ainda não estão em estado de relaxamento, mas já é possível ter alguns “sonhos”. E é a partir dela que entramos na etapa mais profunda do ciclo do sono.

Sono R.E.M.

A última fase do ciclo do sono é chamada de R.E.M. A sigla, em inglês, significa movimentos “rapid eye moviment” – em português, “movimento rápido dos olhos”. Ela começa cerca de 90 minutos depois de adormecer. Os sonhos mais elaborados, como histórias, acontecem nessa fase e o corpo se encontra em estado profundo de sono. Também é a etapa mais longa durante a noite e a cada ciclo ela aumenta mais. Essa fase é o pior momento para despertar – acordar durante o sono R.E.M. faz com que a pessoa se sinta cansada e sonolenta, uma vez que ela teve que passar de um estágio de relaxamento completo para um estado de alerta, sem diminuir gradativamente.

Distúrbios do sono

No decorrer da vida, alguns distúrbios do sono podem ser desenvolvidos. Alguns exemplos mais comuns de acontecer são a insônia, o sonambulismo e a apneia do sono. O ideal é que se procure ajuda médica para encontrar o tratamento adequado para o seu problema, mas, existem algumas atitudes que podem ajudar.

Insônia

Muito comum, a insônia é uma dificuldade em pegar no sono ou mantê-lo até o fim dos ciclos normais – o despertar frequente durante a noite também é associado à insônia.

Estresse, mente agitada e preocupações são fatores que podem provocar a insônia. Depressão, alterações hormonais e certas substâncias como álcool, cafeína e tabaco também são agentes que ajudam a agravar os casos de insônia.

Veja Também:  Sandálias no inverno: saiba como montar looks elegantes e quentinhos

Como esse distúrbio pode ter raíz em alguma doença, é importante ir a um neurologista ou psiquiatra para descobrir as causas do problema. Evitar assistir televisão, ficar no computador ou mexendo no celular antes de dormir, não consumir cafeína após as 17h e deixar o quarto com pouca iluminação e sem barulhos são atitudes que podem ajudar a diminuir a insônia.

Sonambulismo

Esse distúrbio está entre os que provocam no corpo comportamentos inadequados durante a noite, também conhecidos por parassonias. Isso acontece por causa de alterações no padrão natural do sono, decorrentes de certas áreas do cérebro que estão “acordadas”. 

Muitas pessoas com sonambulismo chegam a caminhar pela casa e até mesmo conversar com outras pessoas. Em seguida, voltam a dormir e, ao acordar, não se lembram dos acontecimentos que ocorreram durante a noite.

É comum que esse distúrbio se desenvolva na infância e, com o tempo, acabe. Em casos mais duradouros e severos, um profissional da saúde pode ajudar e indicar alguns medicamentos para diminuir a ocorrência.

Apneia do sono

Também conhecida como síndrome da apneia obstrutiva do sono, esse distúrbio é uma perturbação da respiração que acontece ao longo da noite. Isso porque há uma interrupção do fluxo respiratório natural, graças ao colapso das vias aéreas.

Apneia do sono provoca sintomas severos, pois quem passa por isso não consegue alcançar as fases mais profundas do sono e isso atrapalha o descanso do corpo e da mente. O resultado é uma sonolência excessiva no dia seguinte, dores de cabeça, irritabilidade, perda da memória, pressão alta e pouca concentração.

Para diagnosticar esse problema é preciso passar pela avaliação de um especialista, que fará o tratamento adequado. Mudar alguns hábitos também pode ser necessário, como evitar o fumo. Em certos casos, a cirurgia para correção das vias respiratórias é a mais certeira para resolver esse distúrbio.

LEIA TAMBÉM:

Fonte: IG Mulher

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana