conecte-se conosco


Agronegócio

AÇÚCAR/CEPEA: Vendas externas recuperam vantagem sobre comercialização interna

Publicados

em

Cepea, 19/7/2022 – Cálculos do Cepea mostram que as exportações de açúcar cristal voltaram a remunerar mais que as vendas no mercado spot paulista. Mesmo com o preço interno avançando na última semana e voltando à casa dos R$ 127,00/saca de 50 kg, as valorizações do demerara na Bolsa de Nova York (ICE Futures), do dólar e do prêmio médio de qualidade tiveram maior peso e foram responsáveis pela recuperação da vantagem das exportações – cenário que não era verificado desde o fim de abril de 2021. De 11 a 15 de julho, enquanto a média semanal do Indicador de Açúcar Cristal CEPEA/ESALQ foi de R$ 127,04/sc, a das cotações do contrato nº 11 da ICE Futures (vencimento Outubro/22) foi de R$ 132,83/sc. Assim, as vendas externas remuneraram 4,56% a mais que o spot paulista. Para esse cálculo, foram considerados US$ 50,80/tonelada de fobização, US$ 89,00/t de prêmio de qualidade e R$ 5,4106 de dólar. No mercado spot do estado de São Paulo, diante de um cenário de exportações mais atraentes, agentes de usinas estiveram firmes nos valores pedidos pelo cristal, sobretudo pelo Icumsa 150, cuja disponibilidade nesta temporada 2022/23 segue menor. Além disso, a demanda esteve mais aquecida, o que elevou a liquidez nos últimos dias. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Veja Também:  OVOS/CEPEA: Preços seguem em alta na maior parte das regiões

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio

Mapa estabelece requisitos mínimos identidade e qualidade para amêndoas, castanhas, nozes e frutas secas

Publicados

em

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), publicou, nesta quarta-feira (10), a Portaria nº 635, que estabelece o Regulamento Técnico que define os requisitos mínimo de identidade e qualidade para amêndoas, castanhas, nozes e frutas secas, individualizadas ou misturadas.

Entre os requisitos, os produtos devem estar isentos de praga visíveis a olho nu, limpos, em bom estado, isentos de odores estranhos, impróprios ao produtos, que inviabilize a sua utilização, além de estarem isentos dos defeitos mofada, ardida, rançosa ou azeda, geminada, danificadas e chocada ou imatura. Os requisitos mínimos devem ser observados tanto pelo responsável pelo produto quanto pelo embalador, detentor ou importador do produto. 

 A Portaria tem como objetivo viabilizar que esses produtos sejam controlados e ofertados com um padrão mínimo de qualidade e de condições higiênico-sanitárias aos consumidores. 

As amêndoas, castanhas, nozes e frutas secas que não atenderem ao regulamento técnico serão consideradas desconformes e não poderão ser comercializadas, devendo ser repassadas ou destruídas. Para a importação, caso os produtos não atendam aos requisitos estabelecidos na Portaria, somente poderão ser internalizadas após atendidas as exigências determinadas pelo órgão fiscalizador, podendo ainda ser devolvidas para a origem ou destruídas. 

Veja Também:  Desempenho exportador das carnes em janeiro de 2020

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócio

Mercado do boi fechou a terça-feira (09) com alta em algumas regiões

Publicados

em

O mercado físico do boi fechou esta terça-feira (09) com preços altos em algumas regiões. Essa alta no valor no curto prazo tem como influência o aquecimento do consumo gerado pelo Dia dos Pais.

Dessa forma, em Dourados (MS), os preços subiram R$ 1 e fecharam o dia em R$ 290 e em Uberaba (MG), os valores também tiveram alta, cotados em  R$295. Ao mesmo tempo, em Cuiabá (MT) e em São Paulo (SP), a referência para a arroba do boi teve queda e ficaram cotadas em R$ 283 e  R$ 307, respectivamente.

Por outro lado, muitas indústrias permanecem ausentes da compra de gado, avaliando as melhores estratégias para a aquisição de boiadas no curto prazo. As escalas de abates seguem bastante confortáveis, oferecendo tranquilidade à indústria frigorífica, o que pode causar um aumento na pressão de queda.

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Veja Também:  ETANOL/CEPEA: Com alta da gasolina, Indicador do hidratado sobe mais de 8%
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana