conecte-se conosco


Entretenimento

Alanis Guillen, a Juma, relata perrengues no Pantanal

Publicados

em

source
Pantanal: Quem é Juma Marruá? Descubra a lenda da personagem que promete ser o novo sucesso da Globo
Thais Teles

Pantanal: Quem é Juma Marruá? Descubra a lenda da personagem que promete ser o novo sucesso da Globo

Enquanto Alanis Guillen dava esta entrevista, por videochamada, a paisagem verde em que estava era preenchida apenas pelo som dos pássaros e do vento. “Aqui, o silêncio é cheio de barulhos”, observa a protagonista de “Pantanal”. A paz daquela manhã da última quinta-feira se combinava com a calma e a doçura de Alanis, que está de volta à região no Mato Grosso do Sul para uma nova leva de gravações como Juma, personagem que caiu no gosto do público.

Na redes sociais, é fácil ter uma noção do sucesso da menina-onça, que ganhou uma enxurrada de memes nos últimos capítulos com a viagem ao Rio para conhecer a família de Jove. A química entre a atriz e Jesuita Barbosa também tem sido elogiada, e há quem aposte que a relação dos personagens ganhou forma também na vida real. Os dois, no entanto, negam que estejam namorando, mas não é por isso que Alanis deixa de falar do parceiro (ao menos de cena) com carinho:

— A gente foi desenvolvendo uma amizade de muita admiração. Já admirava o artista que ele é e sonhava trabalhar com ele. A gente se conecta num silêncio, numa intimidade muito bonita. Nunca falei isso para ele, mas a gente se tem num mistério. Às vezes, só de se olhar a gente se sente, se conecta, se sabe, se fala sem falar. Por isso que fica muito rico. A gente no set é “faça o que quiser de mim, que eu faço o que quiser de você”.

Sexualidade

Diferentemente de Juma, que tinha aversão ao “bicho homem” e está descobrindo sua sexualidade com Jove, Alanis é bem resolvida nesse quesito. Ela prefere não se limitar a rótulos, se “relaciona com pessoas” e vê como revolucionária a forma com que mulheres do meio artístico têm assumido a bissexualidade:

Veja Também:  Pocah relembra relacionamento abusivo com ex: "Achei que ia morrer"

— Nossos desejos são nossos, não para servir a alguém. Mas entendo como é afrontoso ser uma mulher livre, que se expressa e que se tem pra ela.

“Pantanal” é o segundo trabalho de Alanis na TV. O primeiro foi “Malhação: toda forma de amor” (2019), em que também foi protagonista, como a mocinha Rita. Sua formação em Teatro se deu pouco antes, em dezembro de 2018, em sua cidade natal, Santro André (SP). Em janeiro do ano seguinte, já estava no Rio se preparando para sua estreia. Começar assim foi “uma responsa”, diz a artista.

‘Queria encontrar o meu bicho’

Mas se a Rita da novela teen era uma mocinha urbana e fácil de gerar identificação, Juma é uma jovem mulher selvagem, que herdou da mãe, Maria Marruá (Juliana Paes), o dom de virar onça e uma espingarda.

+ Entre no canal do  iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

— Desde que a Juma chegou para mim, tentei resgatar os instintos que foram domesticados na gente. Testei comer com as mãos, estar com o pé no chão, busquei atividades que me fizessem estar em contato com nossos sentidos. Queria encontrar o meu bicho, a minha mulher selvagem — conta Alanis, que fez aulas de equitação, kung fu e, depois de cinco anos sendo vegana, voltou a consumir carne como parte do desenvolvimento da personagem — Até torci para que eu não gostasse (de carne), mas faz parte do processo.

Pantanal: Alanis Guillen batalhou para conquistar papel de Juma e virou até ‘mulher das cavernas’
Diego Laureano

Pantanal: Alanis Guillen batalhou para conquistar papel de Juma e virou até ‘mulher das cavernas’


O tal processo também foi de perrengues. Mesmo amando estar em contato com a natureza, Alanis conta alguns percalços que viveu no Pantanal em gravações.

— Teve um dia em que estávamos na tapera da Juma e parecia que a gente estava em cima de um formigueiro de saúvas. Dava para fazer um filme, era saúva escalando todo mundo, as paredes. O chão coberto de formiga, e eu descalça, não tinha para onde correr, a gente tinha que gravar. Elas comiam a roupa da galera. O pessoal estava todo vestido para não ser picado, eu estava na pele lisa ali. É muito engraçado, parece que estamos no “Indiana Jones”. A casa da Juma é quase um ninho de coisas. A primeira vez em que fui abrir a porta, pulou um bicho e eu senti um choque no meu dedo, até hoje eu não sei que bicho era esse — conta a atriz, que antes de entrar na casa da personagem precisa que os bombeiros da equipe inspecionem o local, afinal, sapos “enormes”, cobras e aranhas podem estar por lá: — Oo bombeiro faz uma limpa geral. Já tiraram cobra enrolada do teto da tapera.

Veja Também:  'BBB 22': Douglas e Rodrigo vencem Super Prova do Anjo e Líder

Contato com a Onça

O contato mais próximo com a onça Matí, que aparece na novela, no entanto, ainda não aconteceu. Alanis conta que a cena em que Juma encontra o animal pela primeira vez depois da morte da mãe precisou ser feita com tecnologia porque a onça já estava cansada:

— A cena em que aparecem as duas na frente da tapera, gravamos separadamente e colamos com computação. Vou acabar com a alegria de todos, minha mãe mesmo falou: “Ai, não queria saber disso, foi lindo”. Tivemos que respeitar o momento dela, é a onça que manda — garante Alanis, filha do engenheiro e músico Fúlvio Caratella e da arquiteta Valéria Guillen.

Corpo aceso

Para incorporar a onça, tanto em forma animal quanto humana, é preciso concentração e técnica.

— Realmente, eu sou muito mais lânguida e zen do que a Juma, então começo aguçando os sentidos. Às vezes, principalmente no estúdio, eu roubo uma anilha (equipamento que serve como um peso, usado na musculação por exemplo) ou um saco de areia dos bastidores e fico malhando braço, fazendo agachamento, para dar calor e deixar o corpo aceso — explica Alanis, acrescentando que, para sair da personagem, o processo é bem mais simples: — É só tirar a roupa dela e prender o cabelo (risos).

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Em ruínas, mansão de Clodovil em Ubatuba corre risco de demolição

Publicados

em

Por

source
Mansão de Clodovil em Ubatuba não consegue ser vendida
Reprodução – 23.05.2022

Mansão de Clodovil em Ubatuba não consegue ser vendida


Atração nos anos em que Clodovil era vivo, a mansão construída pelo estilista em Ubatuba corre o risco de ir ao chão. Ela está em ruínas e não consegue ser vendida. No ano passado, uma nova tentativa de leilão foi feita, após a Justiça anular o último, de 2018, quando foi arrematada por R$ 750 mil. A compradora pediu a anulação, pois o edital não dizia que, sendo em área de preservação ambiental, o imóvel não poderia sofrer uma série de alterações necessárias.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

A casa tinha 20 cômodos em sua planta original, ocupando uma área de 3 mil m², com total vista para o mar. Situada entre as praias do Meio e do Leo, a mansão mantém a aura de curiosidade sobre ela. Há cerca de duas semanas, o canal “Lolo Bolado”, que faz expedições em mansões abandonadas no Brasil, conseguiu fazer imagens o local.


O que se vê é uma completa destruição. A área externa, com piscina e jardins, foi tomada pelo mato. Grande parte do telhado já não existe, as paredes têm rachaduras profundas, e para evitar a entrada de curiosos, um ganso “faz a segurança”.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

Mas a julgar pela piscina, cheia, e sacos com latinhas de cerveja e refrigerante, por ali há circulação de pessoas.

Clodovil morreu em 2009 e a casa foi gradativamente abandonada pelo espólio do apresentador. Parte do que havia na Mansão do Clô foi retirada para quitar dívidas deixadas por ele. Há seis anos, 500 metros da casa foram demolidos por ordem judicial devido às ações do Ministério Público contra Clodovil. O quarto do estilista, o canil e parte da cozinha, construídos indevidamente em área de preservação, foram destruídos.

Ainda é possível ver, no entanto, a capelinha feita em homenagem à mãe dele, com o altar e o chão pintado por uma amiga de Clodovil. A área mais famosa, onde havia um vaso sanitário colocado ao ar livre, ao lado de uma Jacuzzi, já não é a mesma, apesar de haver um vaso no local.

Veja Também:  'Quanto Mais Vida Melhor': Carmem dá nova chance para Paula

“O vaso sanitário foi vendido por R$ 30 reais na época, teve quem quisesse. Ao lado da Jacuzzi era a biblioteca O vaso que vocês sentaram era parte do seu primeiro quarto, que era ao lado e também foi demolido, depois ele fez seu quarto no alto, que tinha uma passagem secreta. Toda a parte do início (do vídeo feito pelo canal) era de caseiros. O cômodo vermelho era a famosa Sala Vermelha ao lado da piscina. Onde está o coitado do ganso era parte de hóspedes”, conta um vizinho de Clodovil nos comentários da filmagem.

Clodovil não ia à praia, então fez uma sala de areia para reproduzir o clima. E ali dava altos jantares. Hoje, esse cômodos está tomado de de mato, infiltrações e fendas nas colunas. O quarto da mãe dele, com vista para o mar, tinha uma cama com estrutura para dossel toda trabalhada em madeira maciça. A estrutura ainda está na casa, em que também abrigou mais de 3 mil espécies de plantas e flores.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Entretenimento

Marcus Buaiz estaria deprimido após separação de Wanessa

Publicados

em

Por

source
Wanessa Camargo e Marcus Buaiz anunciaram separação no início de maio
Reprodução/Instagram – 23.05.2022

Wanessa Camargo e Marcus Buaiz anunciaram separação no início de maio


Amigos, sobretudo os sócios de Marcus Buaiz, estão bastante preocupados com ele. De acordo com fontes bem próximas, o empresário está muito deprimido desde o fim do casamento com Wanessa Camargo, há quase um mês. Na realidade, o que contam os amigos é que o quadro já vinha se agravando desde que Buaiz soube que a cantora estaria mantendo contato com Dado Dolabella, meses antes da separação.

+ Entre no  canal do iG Gente no Telegram e fique por dentro de todas as notícias sobre celebridades, reality shows e muito mais!

“Não foi algo pontual. Ela estava se relacionando com ele. O Marcus contratou um detetive e descobriu. Desde então, pediu aos sócios que segurassem as pontas. Mas a situação está ultrapassando o bom senso”, pontua um amigo do ex de Wanessa.


Outra fonte diz que Wanessa esperava pela compreensão de Buaiz. “É que no passado ele traiu e ela perdoou. Os dois chegaram a viajar cada um para um destino para repensar o relacionmento, mas optaram por ficarem juntos. E dessa vez, ele não soube fazer o mesmo”, relata uma amiga.

+ Siga também o perfil geral do Portal iG no Telegram !

Zezé Di Camargo, pai de Wanessa, está fazendo de tudo para que ela não chegue perto de Dado novamente. Na última sexta-feira, 20, em entrevista à TV Caras, ela falou pela primeira vez sobre os rumores de traição com seu ex-namorado.

“Eu não estou voltando para o ex-namorado. É o meu foco nos meus filhos e na minha carreira”, garantiu ela, sem se alongar. Wanessa falou ainda sobre as fofocas que saem com seu nome: “Se tem gente mal intencionada, que quer que a gente vire o escarcéu, eu não vou cair nesse jogo. Então, se a gente dá atenção para uma coisa, a gente aumenta essa coisa. Dou para onde tenho que focar e não nisso”.

Veja Também:  'BBB 22': Douglas e Rodrigo vencem Super Prova do Anjo e Líder


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana