conecte-se conosco


Agronegócio

ALGODÃO/CEPEA: Em forte alta, Indicador segue renovando a máxima nominal

Publicados

em


Cepea, 6/10/2021 – Os preços externos e internos do algodão em pluma estão em forte ritmo de alta. No Brasil, o Indicador CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, vem renovando de forma consecutiva os recordes nominais – nessa terça-feira, 5, fechou a R$ 5,8005/lp, forte alta de 8,7% frente ao dia 28 de setembro. Segundo colaboradores do Cepea, os expressivos aumentos internacionais e a valorização do dólar frente ao Real nos últimos dias estimularam a comercialização de novos lotes no spot. Por outro lado, algumas indústrias optaram por adiar o recebimento de volumes já contratados, mas que estavam com preços em aberto, alegando dificuldades no repasse desses custos. No geral, compradores com necessidade imediata precisaram ceder e pagar valores maiores para conseguir realizar novas aquisições. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Veja Também:  ALGODÃO/CEPEA: Com vendedor retraído e comprador ativo, Indicador renova recorde nominal
Propaganda

Agronegócio

OVOS/CEPEA: Preços se mantêm praticamente estáveis

Publicados

em


Cepea, 18/10/2021 – Os preços dos ovos se mantiveram praticamente estáveis nos últimos dias nas praças acompanhadas pelo Cepea. Segundo colaboradores, o bom ajuste entre oferta e demanda sustentou as cotações. Mesmo assim, agentes do setor estão apreensivos, uma vez que o mercado já começa a dar sinais de enfraquecimento, levando à necessidade de concessão ou intensificação de descontos. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Veja Também:  PIB AGRO SP/CEPEA: PIB do agronegócio paulista recua 5,73% em 2018
Continue lendo

Agronegócio

MANDIOCA/CEPEA: Oferta ainda baixa impulsiona preços

Publicados

em


Cepea, 18/10/2021 – Os trabalhos de campo tiveram apenas pequeno avanço na semana passada, devido ao feriado de 12 de outubro e às chuvas em todas as regiões produtoras, que dificultaram a colheita. Além disso, segundo informações do Cepea, também há pouca disponibilidade de lavouras de segundo ciclo para colheita, e muitos produtores têm demonstrado baixo interesse pela comercialização de raízes mais novas, principalmente em razão do menor rendimento de amido. Assim, com a baixa oferta, os preços da mandioca continuaram em alta. Dados do Cepea apontam que a média nominal a prazo da tonelada posta fecularia foi de R$ 550,36 (R$ 0,9571 por grama de amido), 2,5% acima do registrado no período anterior. Fonte: Cepea (www.cepea.esalq.usp.br)

Fonte: CEPEA

Comentários Facebook
Veja Também:  Faesc contra a tentativa de tributação do agronegócio
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA ATÉ O MOMENTO A GESTÃO DR. DIVINO PREFEITO DE BARRA DO BUGRES ESTÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana