conecte-se conosco


Economia

Aneel autoriza reajuste nas tarifas de cinco distribuidoras no RS

Publicados

em


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou hoje (20) o reajuste tarifário de cinco distribuidoras de energia do Rio Grande do Sul. Juntas, as empresas Centrais Elétricas de Carazinho (Eletrocar), Hidropan Distribuição de Energia, Mux Energia, Nova Palma Energia e Departamento Municipal de Energia de Ijuí (DEMEI) atendem a mais de 120,8 mil unidades consumidoras no estado. Os novos valores começam a ser aplicados a partir do dia 22 de julho.

A Eletrocar, que atende 38,4 mil unidades consumidores em Carazinho, terá o reajuste médio da tarifa em 4,24%. Os 18 mil concessionários da Hidropan terão reajuste médio de 6,45%. A concessionária atende o município de Panambi.

Os consumidores da Mux terão as tarifas reajustadas em média em 8,93%. A concessionária atende 11,9 mil unidades no município de Tapejara. Já para os 16,3 mil consumidores da Nova Palma terão a tarifa reajustada em média e, 5,59%. A Nova Palma atende consumidores do município de Faxinal do Soturno.

Já o Departamento Municipal de Energia (Demei) de Ijuí, que atende 35,3 mil unidades consumidoras, terá 8,24% de efeito médio de reajuste na tarifa.

Veja Também:  Bolsonaro cobra rapidez pela Previdência: “Não pode levar um ano para aprovar”

A Aneel disse ainda que tomou um conjunto de ações para evitar que o reajuste nas tarifas da Eletrocar, Hidropan, Mux Energia e Nova Palma fosse maior.

“As empresas Eletrocar e Hidropan tiveram seus índices tarifários atenuados pela reversão do empréstimo da conta-covid, já a revisão da Mux Energia foi amenizada pelo uso de créditos de PIS/Cofins. No caso da Nova Palma, foram quatro ações de redução que juntas totalizaram impacto do reajuste”, disse a agência.

Edição: Valéria Aguiar

Comentários Facebook
Propaganda

Economia

Serpro anuncia programa de benefícios voltado para startups

Publicados

em


Startups de todo o país podem contar com um programa de benefícios do Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). A empresa estatal de tecnologia lançou, na segunda edição digital da Campus Party, a iniciativa Serpro Booster.

A ação oferecerá condições diferenciadas para que as startups, empresas inovadoras voltadas para a tecnologia, acessem APIs (ferramentas de programação) oficiais de governo. O Serpro também fornecerá treinamentos e serviços relacionados à identificação digital e a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

A startup pode pedir o benefício por meio de entidades que representam essas empresas ou diretamente no site Serpro Ventures. Entre os produtos disponíveis estão validadores de dados de identidade e biométricos, APIs de consulta de CPF e CNPJ, NeoID (ferramenta que permite o uso de certificação digital em telefones móveis) e orientações sobre a LGPD.

Segundo o Serpro, essas tecnologias ajudarão as startups a simplificarem processos como validação de cadastros, onboarding digital (automatização da verificação de documentos) e gestão da identidade. Essas ferramentas facilitam, entre outras coisas, a abertura de contas, a análise de concessão de crédito, a prova de vida, a autenticação de transações e até autorização de pagamentos com uma selfie no celular.

Veja Também:  Ford não vai investir “mais nenhum centavo” em fábrica de São Bernardo do Campo

Na avaliação do Serpro, o mercado de startups no Brasil está aquecido e o programa de apoio acelerará a transformação digital da economia e da sociedade. Realizada, pelo segundo ano seguido, de forma virtual por causa da pandemia, a edição digital da Campus Party começou na quinta-feira (22) e termina neste sábado (24). A inscrição é gratuita, com a programação transmitida em estúdios em Brasília, Goiânia e São Paulo.

Edição: Paula Laboissière

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em julho

Publicados

em


Trabalhadores informais nascidos em julho recebem hoje (24) a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

No último dia 15, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da quarta parcela. O calendário de depósitos, que começaria ontem (23) e terminaria em 22 de agosto, teve o início antecipado para o último dia 17 e será concluído em 30 de julho.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Veja Também:  BNDES quer mais R$ 100 milhões para financiar combate à covid-19

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da terceira parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 19 e segue até o dia 30. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Em todos os casos, o auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria neste mês, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

Edição: Lílian Beraldo

Veja Também:  Preço da gasolina nas refinarias sobe pela quinta vez em março

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana