conecte-se conosco


Educação

Aos 16 anos, estudante conquista 920 pontos na redação do Enem e quer estudar astronomia

Publicados

em

Enrico é um aluno prodígio, pois, no ensino médio, gabaritou diversas vezes, não somente as provas de língua portuguesa, mas de outras disciplinas também.

Adilson Rosa | Seduc MT

Enrico quer cursar astronomia – Foto por: Divulgação

Enrico quer cursar astronomia

A Rede Estadual de Ensino teve um número grande de alunos que conquistaram notas acima de 900 pontos na redação do Enem de 2019. Essa pontuação ajuda a credenciar os estudantes a realizar os cursos mais procurados da Universidade Federal de Mato Grosso, como Medicina, Direito e Engenharia Civil.

Na lista, está o estudante Enrico Lopes Lemes, de 16 anos, que concluiu o Ensino Médio na Escola Estadual Carlos Irigaray Filho, em Alto Taquari (a 479 km da Cuiabá). Ele conseguiu 920 pontos em sua primeira tentativa no Enem, nota que lhe permitiria entrar em uma instituição federal de ensino.

Seu sonho é cursar astronomia, mas a condição financeira de sua família não permitiu que ele se inscrevesse na Universidade de São Paulo (USP) ou na Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), já que o curso não é oferecido em Mato Grosso. “Sou apaixonado por astronomia. Pensei em fazer Ciências Contábeis, mas quero fazer astronomia”.

Enrico relata que decidiu, junto com a família, intensificar os estudos para obter uma nota igual ou melhor no Enem de 2020. “A nota do Enem foi boa, a da redação foi ótima. Se eu consegui uma vez, vou conseguir de novo. Não vou desanimar”.

Veja Também:  Lúdio Cabral propõe que Conselho Regional de Medicina ateste qualidade técnica dos respiradores das UTIs de Mato Grosso

Prodígio

No entendimento da professora Juliana de Souza Silva, Enrico é um aluno prodígio, pois, no 3º ano do ensino médio, diversas vezes gabaritou não somente as provas de língua portuguesa, mas de outras disciplinas também.

“Algumas vezes falei que para cada aluno que gabaritasse a prova eu daria um presente e ele foi o que mais ganhou. rabalhei com eles que a redação do Enem tem uma estrutura fixa que eles podem aprender em língua portuguesa, que é defender uma tese com a sustentação de argumentos”, ressalta a professora.

“No começo do ano, eu não tinha muito ideia de como desenvolver a redação, mas o a professora de língua portuguesa Juliana, disse para focar naquilo que é mais importante. Enfim. Minha dedicação deu o resultado esperado”, frisou o aluno.

Juliana explica que geralmente os estudantes tem dificuldade para conectar os argumentos. Por isso, realizou atividades em forma de jogo trabalhando os conectivos do texto.

A professora lembra que uma questão importante é que especificamente na redação do Enem deve-se fazer uma proposta de intervenção com uma solução para os problemas que não vá contra os direitos humanos. “Para fazer tudo isso é preciso ter um conhecimento geral já que a prova também exige que se envolva todas as áreas de conhecimento”, acrescenta.

Veja Também:  Detran-MT suspende temporariamente atendimento presencial em 17 municípios do Estado

Juliana explica que, a cada ano tenta fazer algo diferente para despertar nos estudantes a vontade de aprender. “A maioria deixa para aprender a produzir texto no terceiro ano do Ensino Médio, alguns apenas quando o vestibular ou Enem estão próximos. É essencial que façamos ações para despertar esse interesse”, orienta.

Professora Juliana e seus alunos
Créditos: Divulgação

Quase mil

A maior nota de redação é da estudante Marrone Barbosa de Lara que obteve 980, uma das maiores pontuações do Estado. Ela estudou na Escola Estadual Júlio Muller em Várzea Grande. A colega dela, Kamila Araújo, conseguiu 940 pontos.  As alunas Mabily Borsuk Fortes e Nayara Pompilho, aluna de uma escola do campo, que conquistaram 920 pontos cada.
Fonte: Secretaria Adjunta de Comunicação (Secom)

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT.

Comentários Facebook
Propaganda

Educação

Municípios podem participar de consulta pública para aprimorar programa educacional

Publicados

em

Crédito: Agência CNM

Técnicos e gestores educacionais podem participar da consulta pública realizada pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação – FNDE para receber contribuições visando aprimorar o Programa Dinheiro Direto na Escola-PDDE. As contribuições poderão ser feitas no período de 8 a 26 de fevereiro por meio do link https://bit.ly/3jGeDqQ Caso haja dúvida ou dificuldade no preenchimento das informações os participantes podem enviar mensagem para o endereço eletrônico [email protected]

Os interessados podem encaminhar críticas e sugestões para aprimorar as ações do PDDE e atender melhor estudantes e professores da educação básica pública de municípios, estados e Distrito Federal.

Para orientar os municípios sobre a iniciativa do FNDE, a Associação Mato-grossense dos Municípios enviou um documento às prefeituras explicando sobre a importância da consulta pública e da participação dos municípios. A AMM alerta para relevância desse instrumento de trabalho e recomenda a participação dos representantes da educação para o incremento do programa educacional.

O Programa Dinheiro Direto na Escola foi criado em 1995 com a finalidade de prestar assistência financeira para as escolas, em caráter suplementar,  visando contribuir para manutenção e melhoria da infraestrutura física e pedagógica, com consequente elevação do desempenho escolar. O PDDE também visa fortalecer a participação social e a autogestão escolar.

 

Veja Também:  "Vamos trabalhar para que o Estado volte a ser atrativo para as empresas", afirma governador

Confira aqui o documento elaborado pela AMM

Fonte: AMM
Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres – MT 

Comentários Facebook
Continue lendo

Educação

Unemat abre vestibular com 1.000 vagas para Educação a Distância

Publicados

em

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) lança edital para o seletivo simplificado com oferta de 1.000 vagas para cursos na modalidade Educação a Distância, para matrícula no período letivo de 2021/1. São oferecidos sete cursos, para 34 turmas em 25 municípios do estado, onde há polos de apoio presencial UAB/Unemat.

São eles: Administração Pública (nos polos de Alto Araguaia, Arenápolis, Cáceres, Ribeirão Cascalheira e São Félix do Araguaia), Artes Visuais (nos polos de Água Boa, Cuiabá, Primavera do Leste, Sapezal e Sorriso), Geografia (Aripuanã, Barra do Bugres, Campo Verde, Pontes e Lacerda e São Félix do Araguaia), História (Alto Araguaia, Colíder, Jauru, Juína e Lucas do Rio Verde), Letras (Canarana, Cuiabá, Nova Xavantina, Porto Esperidião e Vila Rica), Matemática (Canarana, Comodoro, Jauru, Porto Esperidião e Vila Rica) e Pedagogia (Água Boa, Barra do Bugres, Diamantino, Guarantã do Norte e Sapezal).

SISTEMA DE INGRESSO

A Unemat reserva 60% das vagas de todos os cursos aos estudantes que cumpriram integralmente o ensino médio em escola pública. Essas vagas são destinadas a candidatos negros, indígenas, portadores de deficiência e demais estudantes de escola pública, conforme quantidade prevista no edital.

Nos cursos de licenciaturas, há também reserva de vagas para professores da rede pública de ensino, em exercício, sem formação inicial em nível superior ou que não possuam formação na área em que atuam. Confira documentação necessária no item 4 do Edital.

INSCRIÇÕES

As inscrições são realizadas somente pela internet no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular.

Veja Também:  Três são detidos por receptação de veículos em Rondonópolis e Cáceres

Antes de efetivar a inscrição, o candidato deverá escrever a Carta de Intenção. No ato da inscrição deverá marcar: opção do curso e polo ao qual pretende concorrer, anexar fotografia atual e carta de intenção.

ISENÇÃO DE TAXA

O prazo de inscrição com isenção de taxa é de 25 a 28 de janeiro.

A Unemat aceita inscrições gratuitas para candidatos nas seguintes condições: com renda familiar inferior a dois salários mínimos, doador regular de sangue ou Profissional Técnico da Educação Superior. Para cada caso, há documentos de comprovação específicos para serem anexados no ato da inscrição. Confira documentação necessária no item 8 do Edital.

INSCRIÇÃO COM PAGAMENTO DE TAXA

A inscrição com pagamento da taxa no valor de R$ 60 deve ser feita via internet, no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular, de 18 de janeiro a 14 de fevereiro.  

PROCESSO SELETIVO

A seleção será constituída da avaliação da Carta de Intenção. Ela deverá ser escrita de forma objetiva, clara e concisa, conforme modelo e orientações disponibilizadas no anexo do edital. O documento deverá ser anexado no ato de inscrição.

O período letivo dos cursos na modalidade Educação a Distância terá início no dia 03 de maio. Todas as publicações referentes ao processo seletivo simplificado serão divulgadas no endereço eletrônico www.unemat.br/vestibular.

Veja Também:  Lúdio Cabral propõe que Conselho Regional de Medicina ateste qualidade técnica dos respiradores das UTIs de Mato Grosso

Fonte: Danielle Tavares

Barra News – A sua fonte diária de informação – Barra do Bugres MT

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana