conecte-se conosco


Economia

Após mudanças em SP, Petrobras anuncia fechamento de escritórios no exterior

Publicados

em


Petrobras anunciou mudanças nas atividades em escritórios dos EUA, Japão e São Paulo
José Cruz/Agência Brasil

Petrobras anunciou mudanças nas atividades em escritórios dos EUA, Japão e São Paulo

A Petrobras anunciou que irá fechar escritórios internacionais da empresa, sediados em Nova York, Japão, Irã e no continente africano, além de desocupar sete andares do prédio que recebe a empresa em São Paulo, na Avenida Paulista.

Leia também: Já existem três compradores interessados na fábrica da Ford, diz Doria

A estatal vê o corte de gastos como prioridade para o momento, como lembrou o presidente, Roberto Castello Branco, que assumiu a Petrobras
neste ano. Ele justifica, no entanto, que a empresa vai sustentar as atividades em localidades tidas como “chave”. 

“É claro que preservamos aqueles que julgamos indispensáveis, como em Houston, Londres, na Holanda, em Cingapura e na China, mas fechamos outros, como Nova York. Estamos no processo de fechamento de escritórios na África, no Irã e no Japão”, disse, em vídeo a funcionários.

Segundo o comunicado inicial da empresa, divulgado nesta terça-feira (26), a estatal estuda ainda realizar um Programa de Desligamento Voluntário
(PDV) e um Programa de Desligamento por Acordo Individual para reduzir custos na unidade de São Paulo.

Veja Também:  Governo vai defender novos BPC e aposentadoria rural, garante secretário

Leia também: Discurso “antipolítica” de Bolsonaro emperra nova Previdência, diz Rodrigo Maia

“Estudos estão sendo feitos para determinar atividades que podem migrar para outros imóveis. Os gestores responsáveis pelas atividades que hoje são realizadas no prédio estão avaliando quais delas realmente precisam permanecer na capital paulista e quais podem ser realocadas em outros imóveis da companhia no Estado, como a sede da Unidade de Operações da Bacia de Santos
(UO-BS) ou as refinarias, ou mesmo na sede, no Rio de Janeiro”, comunicou a empresa oficialmente.

“Não temos, a priori, a intenção de demitir ninguém… Estamos estudando um programa incentivado de demissão voluntária. Temos a estimativa de que 605 pessoas serão direcionadas para outros lugares de custos mais baixos”, afirmou o presidente da estatal.

Leia também: Bolsonaro anuncia revisão dos patrocínios da Petrobras ao cinema e teatro

O Sindicato Unificado dos Petroleiros do Estado de São Paulo alertou sobre a possibilidade de demissão em massa, o que causou a posição oficial da Petrobras
, que, no momento, é negar as demissões, mas reforçar que é estudado o PDV para os próximos meses. O presidente da empresa, inclusive, fez questão de se comunicar em vídeo com os seus funcionários que atuam em São Paulo após a ameaça de demissão.

Veja Também:  Câmara “dribla” governo e vai apresentar projeto de reforma tributária

Comentários Facebook
Propaganda

Economia

Caixa paga hoje auxílio emergencial a nascidos em julho

Publicados

em


Trabalhadores informais nascidos em julho recebem hoje (24) a quarta parcela da nova rodada do auxílio emergencial. O benefício terá parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo da família.

O pagamento também será feito a inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos no mesmo mês. O dinheiro será depositado nas contas poupança digitais e poderá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Somente de duas a três semanas após o depósito, o dinheiro poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta-corrente.

No último dia 15, a Caixa anunciou a antecipação do pagamento da quarta parcela. O calendário de depósitos, que começaria ontem (23) e terminaria em 22 de agosto, teve o início antecipado para o último dia 17 e será concluído em 30 de julho.

Ao todo 45,6 milhões de brasileiros serão beneficiados pela nova rodada do auxílio emergencial. O auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

Veja Também:  Empresas devem focar no valor intangível para se recuperar após a crise provocada pelo Covid-19

Para os beneficiários do Bolsa Família, o pagamento ocorre de forma distinta. Os inscritos podem sacar diretamente o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês, com base no dígito final do NIS.

O pagamento da terceira parcela aos inscritos no Bolsa Família começou no último dia 19 e segue até o dia 30. O auxílio emergencial somente será depositado quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Em todos os casos, o auxílio será pago apenas a quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Também é necessário cumprir outros requisitos para ter direito à nova rodada.

O programa se encerraria neste mês, mas foi prorrogado até outubro, com os mesmos valores para as parcelas.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o auxílio emergencial. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão os critérios para receber o benefício, a regularização do CPF e os critérios de desempate dentro da mesma família para ter acesso ao auxílio.

Edição: Lílian Beraldo

Veja Também:  Cresce procura por cursos do Sebrae durante a pandemia

Comentários Facebook
Continue lendo

Economia

Ipea: exportações do agronegócio sobem 20,9% no 1º semestre

Publicados

em


A alta no preço das commodities (bens primários com cotação internacional) fez as exportações do agronegócio aumentar 20,9% no primeiro semestre de 2021 em relação ao ano passado, divulgou hoje (23) o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Em valores, as vendas subiram de US$ 50,9 bilhões para US$ 61,5 bilhões.

O principal destaque foi a soja, cujo valor exportado aumentou 25,3% nos seis primeiros meses do ano. O crescimento foi motivado pelo preço, que aumentou 27%. O volume exportado caiu 2,2% de janeiro a junho.

Outro produto que impulsionou as exportações do agronegócio foi a carne (bovina, suína e de frango). O valor exportado aumentou 25,3% no primeiro semestre, com a quantidade subindo 17,3%.

Com 39% do valor exportado, a China continua o principal destino das vendas do agronegócio brasileiro. Em seguida, vêm União Europeia (14,5%) e Estados Unidos (6,4%). Em relação ao primeiro semestre de 2020, os três mercados aumentaram as compras do agronegócio, com alta de 20,1% para a China, 16,5% para a União Europeia e 30,2% para os Estados Unidos.

Veja Também:  Cresce procura por cursos do Sebrae durante a pandemia

Segundo o Ipea, a alta do preço das commodities agrícolas observada desde o segundo semestre do ano passado aumentou a atratividade para os exportadores. No entanto, os preços internacionais ainda estão abaixo das máximas históricas registradas no início da década de 2010.

De acordo com o órgão, o crescimento da demanda da China representa um dos principais fatores para a alta recente do preço das commodities. Apesar das compras pelo país asiático, os estoques domésticos de soja e de milho estão em queda. No caso da soja, nem a produção, nem os estoques internos atendem à demanda dos consumidores chineses.

A alta dos preços internacionais tem pressionado a inflação dos alimentos em todo o planeta. No Brasil, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) alcançou 0,72% em julho, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O indicador está no maior nível para o mês desde 2004. Os preços do grupo alimentação e bebidas subiram 0,49%.

Edição: Aline Leal

Comentários Facebook
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

"2021" QUAIS SÃO AS SUAS EXPECTATIVAS PARA ESTE ANO QUE SE INICIA

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana