conecte-se conosco


Agronegócio

Aprosoja lança campanha de incentivo ao patriotismo

Publicados

em

Fortalecimento Institucional

Aprosoja lança campanha de incentivo ao patriotismo

Até o momento, mil unidades já foram distribuídas nos 24 núcleos da instituição, espalhados por todos os cantos do Estado


26/02/2019

Com o intuito de estimular o patriotismo no meio rural, a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT) iniciou neste mês a campanha “Pátria no Campo”. Por meio da ação, os produtores rurais associados à entidade recebem uma bandeira do Brasil para ser hasteada na sede das fazendas. Até o momento, mil unidades já foram distribuídas nos 24 núcleos da instituição, espalhados por todos os cantos do Estado. 

Produtor no município de Sinop, Alessandro Lorenzi, já fixou o símbolo nacional na propriedade e acredita que a campanha é importante porque marca uma mudança na atitude do brasileiro que, segundo ele, tem se mostrado mais patriota nos últimos anos.

“É um marco na mudança do Brasil. Temos que mostrar que estamos mudando e nos tornando mais patriota. É importante que todos se unam nessa campanha, enfatizando nosso bem comum que é o desejo de uma nova etapa para o Brasil e também para afirmar que acreditamos no nosso país”, afirma o associado.

Veja Também:  SOJA/CEPEA: Demanda eleva preços no Brasil

Em Primavera do Leste, a produtora Rosana Galbieri Leal também aderiu e hasteou a bandeira na fazenda. A produtora incentiva os demais associados a aderirem ao ato para evidenciar a boa expectativa quanto ao atual momento político do país e reforçar o resgate do patriotismo.

“Precisamos resgatar a cultura patriota e mostrar que ainda acreditamos na nação. Nós produtores estamos esperando uma mudança nos próximos anos e fazemos questão de demonstrar isso. Importante que todos participem, porque quanto mais produtores estiverem inseridos mais a ação ganha força”, pontua.

O presidente da Aprosoja-MT, Antonio Galvan, enfatiza que, especialmente, o setor rural está bastante confiante nas mudanças pelas quais o país passa, portanto, a campanha é um ato de demonstração de que o produtor rural acredita no país, já que a ação nasceu de um desejo antigo dos associados.

“Estamos vivendo um novo momento no Brasil e tenho certeza que vale a pena nos engajarmos para manifestar que acreditamos no nosso país. Enquanto entidade representativa estamos atendendo um anseio dos produtores e distribuindo as bandeiras aos nossos associados, mas na prática quem irá fazer o processo é o associado, o produtor rural”, afirma Galvan.

Veja Também:  SOJA/CEPEA: Preço do óleo atinge recorde real, e grão também se valoriza

As bandeiras hasteadas estão distribuídas em várias propriedades rurais localizadas nos municípios de Sorriso, Sapezal, Querência, Campo Verde, Nova Xavantina, Alto Taquari, dentre outros. No entanto, a ação seguirá nos próximos meses com a distribuição de mais bandeiras.

SERVIÇO – Paralelo à ação no campo, a Aprosoja também lança a campanha nas redes sociais, onde será possível acompanhar o andamento da mesma e a adesão dos produtores, que têm enviado fotos e vídeos das fazendas com o símbolo nacional presente. Aqueles que desejarem participar do projeto “Pátria no Campo” devem procurar os supervisores locais da Associação ou ainda entrar em contato por meio do Canal do Produtor: (65) 3027-8100. Para acompanhar as redes basta seguir: Instagram: @aprosoja e Facebook: Aprosoja Mato Grosso.

 

Fonte: Ascom Aprosoja


Assessoria de Comunicação

Contatos: Telefone: 65 3644-4215

Email: [email protected]

Comentários Facebook
Propaganda

Agronegócio

Com demanda superior à oferta, preços da laranja seguem em alta

Publicados

em

Mesmo com as mudanças de temperatura durante esta semana, que poderiam ter influenciado o consumo, a demanda por laranjas permaneceu superior à oferta. Diante disso, os preços da fruta seguem em alta.

De segunda a quinta-feira (15-18), a laranja pera teve preço médio de R$ 37,15/cx de 40,8 kg, na árvore, com aumento de 0,67% em comparação com o da semana passada. Para a lima ácida tahiti, os valores também seguem em elevação. Nesta semana, a tahiti tem média de R$ 45,55/cx de 27 kg, colhida, aumento de 9,74% frente à do período anterior.

Além da baixa oferta devido ao próprio calendário da colheita da fruta, alguns compradores ainda têm relatado dificuldades para encontrar lotes de boa qualidade.

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Veja Também:  AÇÚCAR/CEPEA: Após duas semanas em alta, preço do cristal volta a cair no spot paulista
Continue lendo

Agronegócio

Custos de produção da suinocultura aumentaram em julho

Publicados

em

Conforme a Central de Inteligência de Aves e Suínos da Embrapa, em Santa Catarina, principal estado produtor, no mês passado o custo de produção da suinocultura aumentou em 2,8% em comparação com o mês de junho, passando para  R$ 7,55 por quilo do animal criado em sistema completo. 

Essa alta tem como base a alteração do cálculo, que passou a contabilizar os gastos com transporte de alimentação animal, além da correção de valores dos investimentos imobilizados em edificações e equipamentos, que pesou sobre os custos fixos.

Com o ajuste nos valores dos investimentos somada  à redução de 1,68% nas despesas com alimentação, o indicador de custos da avicultura de corte no Paraná fechou o mês com baixa de 0,36%, a R$ 5,45 por quilo do frango produzido em aviário climatizado em pressão positiva.Porém, em 12 meses, o índice ainda acumula alta, de 5,3%.

Fonte: AgroPlus

Comentários Facebook
Veja Também:  SOJA/CEPEA: Preço do óleo atinge recorde real, e grão também se valoriza
Continue lendo

QUEREMOS SABER SUA OPINIÃO

EM SEU PONTO DE VISTA A GESTÃO AZENILDA PEREIRA SERÁ?

Barra do Bugres e Região

Mato Grosso

Agronegócio

Mais Lidas da Semana